Maduro baixa os braços e aceita (finalmente) ajuda de emergência da ONU

chavezcandanga / Flickr

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro

A ONU vai entregar 9,2 milhões de dólares que terão como objetivo criar programas de assistência nutricional na Venezuela. Esta é a primeira vez que as Nações Unidas enviam fundos de emergência para o país desde que Maduro chegou ao poder.

Em setembro, Nicolás Maduro afirmou na Assembleia Geral da ONU que a crise migratória e humanitária na Venezuela era “uma invenção” para justificar que os Estados Unidos pudessem “pôr as suas mãos” no país.

Agora, dois meses depois, o Presidente venezuelano aceitou receber mais de oito milhões de euros para combater a fome e prevenir as doenças no país, que está a braços com uma crise económica e social sem precedentes.

Esta é a primeira vez que as Nações Unidas enviam fundos de emergência para a Venezuela desde que Nicolas Maduro chegou ao poder, em 2013. Até aqui, o Presidente tinha vindo a recusar qualquer tipo de ajuda internacional, chegando mesmo a negar a existência de uma crise no país.

Segundo o Público, o Governo de Maduro estima que 23% da população vive na pobreza, apesar de estudos independentes apontarem para mais de 80%, como é o caso do relatório da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

A maioria do dinheiro entregue pela ONU será utilizado para a criação de programas de assistência nutricional, com principal foco nas crianças até aos cinco anos de idade, grávidas e lactantes e venezuelanos vulneráveis, informa o Fundo de Resposta de Emergência Central (Cerf) da ONU.

À Renascença, Ana Cristina Monteiro, da Associação da Comunidade de Imigrantes Venezuelanos na Madeira, adianta que já se esperava esta abertura por parte do governo venezuelano há cerca de dois anos. “É uma muito boa notícia, realmente há dois anos que já estávamos à espera disto, tendo em conta a situação que tem vindo a piorar.”

“O facto de ele reconhecer finalmente que a Venezuela está a precisar de ajuda humanitária vai facilitar a situação de vida de tantos venezuelanos e portugueses que residem lá. Como sabemos a carência de alimentação e medicamentos tem sido uma grande preocupação de nós que estamos fora, conclui a responsável.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …

A Torre de Londres foi palco de várias experiências estranhas com animais

Antigamente, os humanos tinham algumas teorias muito estranhas sobre vários animais e, infelizmente, nem um pouco do bom senso que os impediria de as testar. Segundo o site IFLScience, Plínio, o Velho, era um desses exemplos. …

Grupo hacker português reivindica ataque a 61 sites do Brasil este ano

O grupo do hacker português que assumiu publicamente o recente ataque cibernético ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil admitiu ter invadido 61 sites brasileiros este ano, segundo o jornal O Estado de São Paulo. O …

PCP e PEV vão abster-se na votação final do Orçamento do Estado

O PCP e o PEV anunciaram, esta quarta-feira, que vão abster-se na votação final global do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), que está agendada para esta quinta-feira na Assembleia da República. O Partido Comunista vai …

Economia e tecnologia. Quem irá vencer a guerra comercial? EUA não facilitam, mas China já prepara plano para 2025

A atual guerra comercial entre a China e os Estados Unidos começou depois do atual presidente norte-americano, Donald Trump, anunciar a 22 de março de 2018 uma lista de tarifas superiores a 60 mil milhões …

Estudantes estrangeiros podem renovar autorização de residência online

Os estudantes estrangeiros que frequentam o ensino superior em Portugal podem renovar automaticamente 'online', desde esta semana, os títulos de autorização de residência, anunciou o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). A nova funcionalidade está disponível …

Nas pinturas de Van Gogh predomina a cor amarela (e isso tem uma explicação científica)

As obras do pintor Van Gogh encaixam-se na corrente artística do pós-impressionismo. Estas caraterizam-se por terem cores fortes com capacidade de atrair um público bastante diversificado. Mas por que razão predominavam quase sempre as mesmas …

ONU sem dinheiro para alimentar deslocados de Cabo Delgado. Portugal presta ajuda militar a "país irmão"

O Programa Alimentar Mundial diz que as verbas vão acabar para a semana depois de um ano inteiro de sub-financiamento. O conflito no Norte de Moçambique já fez pelo menos 500 mil deslocados. O Programa Alimentar …