Madeira pede corredor humanitário para portugueses na Venezuela

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu a criação de um corredor humanitário para fazer chegar ajuda aos emigrantes portugueses na Venezuela.

O líder da Madeira, Miguel Albuquerque, afirmou a necessidade de ser assegurado “um corredor humanitário para mandar apoios para a Venezuela”, embora tenha reconhecido tratar-se de “uma ação muito difícil de concretizar neste momento”.

O líder social-democrata regional defendeu que tal solução teria de ser “intermediada pelas associações, para que esses bens não sejam desviados para o mercado negro”.

Estamos a trabalhar com alguma discrição”, adiantou Miguel Albuquerque aos jornalistas à margem da Festa da Sidra na freguesia do Santo da Serra, apontando ser necessário também contar com a anuência do Governo da Venezuela.

Miguel Albuquerque disse ainda estar convencido de que, entre os portugueses detidos na Venezuela, alguns são de origem madeirense e referiu que o secretário regional da Educação da Madeira tem estado “em contacto constante com o Governo” sobre esta situação.

“O Governo nacional disse publicamente que está a acompanhar as famílias. Queremos que continue a acompanhar, seja efetivo para que sejam libertados o mais rapidamente”, afirmou, adiantando ter feito um apelo nesse sentido para que os responsáveis nacionais “não larguem o assunto“.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou na sexta-feira que mais de três dezenas de gerentes de supermercados de empresários portugueses tinham sido detidos por violarem a lei, acusados de esconderem produtos aos clientes e alterarem os preços, a meio do programa de recuperação económica que implementaram contra a crise.

No sábado, um tribunal da Venezuela decidiu manter em prisão preventiva pelo menos dez portugueses e luso-descendentes, todos eles gerentes de supermercados, acusados de impedir o abastecimento de produtos básicos e de violarem as leis que regulam os preços.

Segundo fonte judicial, estes portugueses fazem parte de um grupo de 34 gerentes das redes de supermercados Central Madeirense e Excelsior Gama (que pertencem a portugueses) que foram detidos nos últimos dias.

Quanto à situação dos portugueses emigrados na Venezuela mas que regressaram à Madeira fugindo da crise que atinge o país sul-americano, Miguel Albuquerque informou que dois mil já estão integrados no mercado de trabalho regional, existindo outros “mil para colocar”.

“Temos vindo a acompanhar a situação não com conversa fiada, mas com decisões práticas”, disse, mencionando que tem sido igualmente efetuado um “trabalho de inserção de crianças nas escolas”, sendo que algumas “têm dificuldades ao nível da língua”.

Miguel Albuquerque adiantou que algumas dessas pessoas também são apoiadas na Segurança Social e no Serviço de Saúde da Madeira, com medicamentos, porque “muitas pessoas chegam muito debilitadas”, admitindo dificuldades ao nível da habitação, porque ainda estão em fase de resolução os processos de pessoas afetadas pelos incêndios de agosto de 2016.

Santos Silva encontra-se com homólogo da Venezuela

Augusto Santos Silva tem marcada, para esta segunda-feira, “uma reunião bilateral com o meu colega venezuelano [Jorge Arreaza], em que evidentemente” a questão da detenção de portugueses e lusodescendentes gerentes de supermercados na Venezuela será uma das questões “essenciais”.

Aos jornalistas, o ministro qualificou a detenção de “ofensiva das autoridades venezuelanas contra o setor da pequena e média distribuição”, situação que exige uma reação com “firmeza” por parte de Portugal.

Santos Silva adiantou ainda que o Governo tem mantido contacto com as autoridades venezuelanas “desde quinta-feira passada, diariamente”, mas os esclarecimentos prestados por estas “são muito escassos e muito insatisfatórios“.

“Esta, do nosso ponto de vista, ofensiva das autoridades venezuelanas contra o setor da pequena e média distribuição põe diretamente em causa interesses portugueses. E, portanto, Portugal só pode reagir como está a reagir: com firmeza”, defendeu, citado pelo Diário de Notícias.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Um hipopótamo na água

Tribunal norte-americano reconhece hipopótamos de Pablo Escobar como pessoas jurídicas

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do legado deixado na Colômbia por Pablo Escobar, recebeu o estatuto de "pessoas jurídicas". Um tribunal federal dos Estados Unidos defendeu que os descendentes dos hipopótamos do barão da …

Mais rapidez e menos ruído. E-bikes permitem que militares em ação passem despercebidos

Os soldados do Regimento de Cavalos da Infantaria Montada de Queensland, na Austrália, estão a testar e-bikes para perceber se o veículo poderá ser uma opção válida para operações no terreno. Passar despercebido no terreno é …

Oposição critica Governo de El Salvador por usar a covid-19 para limitar manifestações

Na quarta-feira, a Assembleia Legislativa de El Salvador aprovou um decreto que proíbe reuniões públicas e privadas que não estejam relacionadas com as artes, cultura ou desporto até 8 de dezembro. Segundo a Vice, apesar de …

Portugal com mais 883 casos confirmados e quatro mortes

Portugal regista hoje mais 883 casos confirmados de covid-19 e quatro óbitos pela doença, assim como 729 pessoas recuperadas e menos internamentos em enfermaria e unidades de cuidados intensivos, de acordo com o boletim diário. Segundo …

Um boneco do Super-Homem a voar

Indianos declaram "guerra" ao Super-Homem e à Mulher-Maravilha

Injustice, o último filme de animação da DC Comics, deixou alguns indianos muito perto de um ataque de fúria. Cenas em que o Super-Homem e a Mulher-Maravilha surgem a lutar contra militares indianos e a …

Alec Baldwin

Hollywood em choque. Alec Baldwin recebeu arma carregada, mas disseram-lhe que estava "fria"

A morte da directora de fotografia Halyna Hutchins, depois de ter sido atingida pelo actor Alec Baldwin durante as filmagens de "Rust", deixou o mundo de cinema de Hollywood abalado. E ninguém percebe como é …

Provedor da Santa Casa sob suspeita. Renda com desconto, gastos e bolsa investigados

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu documentos e computadores ao provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), Edmundo Martinho, e à professora Maria da Luz Cabral. Em causa estarão suspeitas relacionadas com despesas, uma …

O empresário John Textor

FC Porto tenta desviar John Textor. Empresário só quer o Benfica

John Textor foi abordado várias vezes nos últimos meses por intermediários alegadamente com ligações ao FC Porto, que procuravam levar o empresário a investir na SAD azul e branca. Mas o empresário assegura que, em …

Biden adia publicação de arquivos sobre assassinato de John F. Kennedy

A Casa Branca informou esta sexta-feira que irá adiar a publicação de documentos confidenciais relacionados com o assassinato do presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy. O atual presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou em comunicado que …

Dirigente da Al-Qaida abatido na Síria em ataque com drone

O exército norte-americano anunciou esta sexta-feira ter abatido um dirigente do grupo extremista Al-Qaida, num ataque com 'drone' na Síria. "Um ataque aéreo norte-americano realizado esta sexta-feira no noroeste da Síria matou o dirigente da Al-Qaida …