Lucros da EDP caíram (e a culpa é da chuva)

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

António Mexia, presidente executivo da EDP

Os resultados líquidos da EDP caíram 18% no primeiro trimestre do ano, situando-se nos 215 milhões de euros. E a culpa foi da falta de chuva.

A empresa de energia divulgou os resultados operacionais até Março deste ano, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), citado pelo jornal Público.

Os accionistas da EDP são assim informados de que o resultado líquido no primeiro trimestre do ano caiu 18% para os 215 milhões de euros, enquanto a dívida líquida subiu 1%, situando-se nos 16 mil milhões de euros.

O resultado “antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) do grupo caiu 11%, para cerca de mil milhões de euros”, refere o Público.

Como justificação para esta queda, a EDP aponta o “contexto operacional muito mais severo”, relativamente a 2016 que foi um ano “muito chuvoso” e com preços grossistas “muito baixos”.

Neste arranque de 2017, “a produção hídrica [na Península Ibérica] caiu para metade, os elevados resultados com a gestão de energia desapareceram e as margens de comercialização foram afectadas”, destaca a EDP.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. È se o ano de 2016 houve tanta chuva se produzido mais energia porque razão então houve aumento nos preços da eletricidade?? Deveria haver era baixa de preço…

  2. Como pode alguma Empresa dar lucro com os CHULOS E PARASITAS dos Administradores.
    Quando Tivermos um Governo de Gente Seria e Honesta e quando o Ze Povinho vier para a Rua a Repor da verdade. Vão verificar que Tudo da lucro. Ate La fome miseria e gatunos

  3. Enquanto que milhares de pessoas alimentarem essa gente, mantendo os contratos de luz e gás com eles… vão continuar a ter o monopólio e ganhar rios de dinheiro as “nossas” custas..

  4. Notícia enganosa… !
    Os lucros caíram… mas o ROUBO aos consumidores continua de forma desalmada e sem vergonha. A ERSE continua a fechar os olhos ao assalto e não põe mão nas verbas acrescentadas às facturas dos clientes que nada têm a ver com o gasto de energia. Esses acrescentos são superiores a 50% da factura.

    Quanto à EDP, o título da notícia deveria ser : ESTE ANO A EDP BAIXOU O ROUBO PARA 215 milhões de euros.

    Se a EDP tem estes lucros fabulosos, isso deve-se ao facto de vender a energia bem acima do valor de mercado, já que não há ganhos de eficiência nem valor acrescentado. É ROUBO PURO !!!
    5000 EUROS diários vão direitinhos para o bolso do Mexia.

RESPONDER

Reconstruções em Pedrógão. Gulbenkian exige indemnização de meio milhão por suspeita de ilegalidades

A Fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de euros por ilegalidades na reconstrução de casas de Pedrógão. Estão em causa cinco habitações. A fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de …

Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações. As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram …

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões em dois anos

A taxa aplicada sobre produtos poluentes - plástico, cartão, embalagens de vidro, entre outros -, rendeu ao Estado português 199,6 milhões de euros em dois anos, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira. O valor, arrecadado …

"Mito sem sentido". Santos Silva rejeita que Portugal seja "amigo especial" da China

O ministro dos Negócios Estrangeiros rejeitou, em entrevista ao Financial Times, que Portugal esteja a desenvolver uma dependência problemática relativamente à China. É um "mito sem sentido", defendeu Augusto Santos Silva. O governante falou ao …

Justiça espanhola liga ex-ministro a alegado caso de corrupção. António Vitorino nega

A Justiça espanhola diz que o ex-ministro socialista se terá apropriado de 35 milhões de euros da petrolífera estatal venezuelana PDVSA. António Vitorino nega. A justiça espanhola alega que uma sociedade de António Vitorino, antigo ministro …

Há um obstáculo que pode travar a primeira condenação de Salgado

Ricardo Salgado foi condenado a pagar 4 milhões de euros e proibido de ser banqueiro nos próximos dez anos. No entanto, ainda há um último obstáculo que pode travar a sua condenação. O Tribunal Constitucional rejeitou …

Diplomatas portugueses salvaram entre 60 mil e 80 mil vidas durante a II Guerra Mundial

Os diplomatas portugueses terão salvo entre 60 mil a 80 mil refugiados do regime nazi, maioritariamente judeus, durante o período da II Guerra Mundial, estimou a historiadora Irene Flunser Pimentel em entrevista à agência Lusa. Além …

"Absolutamente determinantes." Autárquicas de 2021 vão ser a prova de fogo de Rui Rio

Rui Rio foi reeleito presidente do PSD este sábado, mas tem pela frente vários desafios. O maior deles todos serão as autárquicas de 2021 que vão ditar muito do seu futuro político.  Rui Rio mostrou-se disponível …

Deputados do PS querem reabrir linha do Tâmega

Os deputados do PS do distrito do Porto querem que a linha do Tâmega, que fazia a ligação ferroviária entre Livração, em Marco de Canaveses, e Amarante, como existia até março de 2009, seja reaberta …

Joacine disposta a fazer "cedências necessárias". Livre diz que só por milagre as relações serão retomadas

O Livre decidiu retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira. A deputada única do partido admite fazer as cedências necessárias, mas o partido diz que só por milagre as relações entre os dois vão …