Londres destruiu documentos comprometedores antes da independência das colónias

Pete Souza / White House

Pete Souza / White House

Milhares de documentos que podiam comprometer as autoridades britânicas foram destruídos aquando da independência das colónias durante os anos 1950-60, confirmam arquivos oficiais desclassificados.

O levantamento do segredo relativo à correspondência da administração colonial mostra a amplitude da designada “Operação Legado”, que visava eliminar relatórios comprometedores, nomeadamente dos serviços de informações ou da polícia.

O jornal The Times, que investigou os arquivos, assinala que as instruções oficiais antes da independência do Quénia em 1962 visavam os documentos “suscetíveis de comprometer o governo de sua Majestade e outros governos” e “suscetíveis de comprometer membros da polícia, das forças armadas, funcionários e outras pessoas, entre as quais informadores”.

Os documentos que “poderiam incriminar os serviços secretos” e “os que poderiam ser utilizados de modo contrário à ética por ministros de governos encarregados da sucessão” eram outros dos alvos, segundo a agência France Presse.

Alguns documentos foram transportados para o Reino Unido em aviões da força aérea britânica ou em navios da marinha para serem destruídos. Mas muitos foram queimados ou rasgados no local ou lançados ao mar. Por exemplo, uma carga de cinco camiões cheios de papéis foi queimada na caldeira do navio “SMS Splendid” ancorado em Singapura.

No entanto, alguns raros arquivos escaparam.

A descoberta do conteúdo de caixas esquecidas contribuiu para o governo de Londres ter sido obrigado em junho a indemnizar vários milhares de quenianos, cerca de 60 anos depois da repressão sangrenta da revolta dos Mau-Mau no Quénia.

“O governo reconhece que quenianos foram vítimas de tortura e outros maus tratos às mãos da administração colonial”, declarou na ocasião o chefe da diplomacia britânica, William Hague.

Um dos advogados dos queixosos, Martin Day, considerou na mesma altura que o julgamento poderia levar outros cidadãos de antigas colónias britânicas a recorrerem aos tribunais, nomeadamente no Iémen, na Palestina, na Malásia e em Chipre.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …

Gatos não se importam de comer pessoas mortas (e há um estudo que mostra como o fazem)

Uma nova investigação analisou como é que dois gatos selvagens se alimentaram de cadáveres humanos. Os animais mostraram preferência por corpos específicos ao longo de vários dias. No Forensic Investigation Research Station, no estado norte-americano do …

"Árvores dinossauro". Bombeiros australianos conseguiram salvar floresta pré-histórica

Os bombeiros australianos conseguiram salvar dos incêndios uma floresta com árvores pré-históricas localizada no sudeste do país, anunciou o Governo. Em causa estão árvores da espécie Wollemia nobilis, vulgarmente conhecidas como Pinheiro de Wollemi, que se …

Príncipe Harry e Meghan renunciam aos títulos da realeza

O Palácio de Buckingham anunciou, este sábado, um acordo em que o príncipe Harry e a sua mulher renunciaram aos respetivos títulos, abandonando os deveres enquanto membros seniores da família real do Reino Unido e …

Polaris Slingshot chega ao mercado com um sistema de transmissão inovador

A nova versão do Polaris Slingshot vem equipado com um sistema de transmissão que mescla a condução do manual com o conforto do automático. Para quem não conhece o Polaris Slingshot, apresentado pela primeira vez em …

Turistas estão a invadir Hallstatt, a aldeia austríaca que terá inspirado "Frozen"

Considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1997, Hallstatt, na Áustria, possui apenas 778 moradores e tem uma sequência de casas em estilo alpino. Em 2010, antes do lançamento do primeiro filme da Disney, "Frozen", a cidade …

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …