Londres destruiu documentos comprometedores antes da independência das colónias

Pete Souza / White House

Pete Souza / White House

Milhares de documentos que podiam comprometer as autoridades britânicas foram destruídos aquando da independência das colónias durante os anos 1950-60, confirmam arquivos oficiais desclassificados.

O levantamento do segredo relativo à correspondência da administração colonial mostra a amplitude da designada “Operação Legado”, que visava eliminar relatórios comprometedores, nomeadamente dos serviços de informações ou da polícia.

O jornal The Times, que investigou os arquivos, assinala que as instruções oficiais antes da independência do Quénia em 1962 visavam os documentos “suscetíveis de comprometer o governo de sua Majestade e outros governos” e “suscetíveis de comprometer membros da polícia, das forças armadas, funcionários e outras pessoas, entre as quais informadores”.

Os documentos que “poderiam incriminar os serviços secretos” e “os que poderiam ser utilizados de modo contrário à ética por ministros de governos encarregados da sucessão” eram outros dos alvos, segundo a agência France Presse.

Alguns documentos foram transportados para o Reino Unido em aviões da força aérea britânica ou em navios da marinha para serem destruídos. Mas muitos foram queimados ou rasgados no local ou lançados ao mar. Por exemplo, uma carga de cinco camiões cheios de papéis foi queimada na caldeira do navio “SMS Splendid” ancorado em Singapura.

No entanto, alguns raros arquivos escaparam.

A descoberta do conteúdo de caixas esquecidas contribuiu para o governo de Londres ter sido obrigado em junho a indemnizar vários milhares de quenianos, cerca de 60 anos depois da repressão sangrenta da revolta dos Mau-Mau no Quénia.

“O governo reconhece que quenianos foram vítimas de tortura e outros maus tratos às mãos da administração colonial”, declarou na ocasião o chefe da diplomacia britânica, William Hague.

Um dos advogados dos queixosos, Martin Day, considerou na mesma altura que o julgamento poderia levar outros cidadãos de antigas colónias britânicas a recorrerem aos tribunais, nomeadamente no Iémen, na Palestina, na Malásia e em Chipre.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …