“Loira famosa”, 35 anos, candidata a presidente. Traição a Putin ou uma farsa?

Maxim Shipenkov / EPA

A apresentadora de TV Ksenia Sobchak, candidata a presidente da Rússia

A recém-anunciada candidatura da apresentadora de televisão Ksenia Sobchak às eleições presidenciais russas de março de 2018 provocou grande repercussão nas redes sociais.

Apesar da sua atual fama, ao ouvir o nome Ksenia Sobchak a maioria dos russos lembra-se primeiro do pai da celebridade, Anatoly Sobchak, ex-presidente da câmara de São Petersburgo, considerado o mentor de Vladimir Putin e o homem que o ajudou a transformar-se no todo poderoso presidente da Rússia.

Ksenia, que nasceu em 1981, em Leningrado, conhece Putin desde criança. Mas quando, após as eleições de 2011 para o parlamento russo, Moscovo e outras cidades do país foram sacudidas por manifestações maciças contra os resultados da votação, Ksenia era um dos rostos do protesto. A jovem exigiu reformas, transparência e o “fim da corrupção”.

Nos últimos anos, Ksenia ganhou peso entre os opositores a Putin, e, de outubro de 2012 a outubro de 2013, foi membro do Conselho de Coordenação da Oposição russa.

Há no entanto quem não acredite totalmente na “traição” da jovem apresentadora ao amigo do pai, considerando que Ksenia é apenas uma “idiota útil” e que a sua candidatura não é mais do que uma manobra de Putin para dividir o eleitorado da oposição.

Esta terça-feira, Ksenia Sobchak assegurou que nas eleições de março de 2018 irá conquistar o voto dos “indignados” e que se Navalny se puder candidatar, se afasta da corrida.

“A minha missão é estabelecer as minhas regras do jogo para que estas eleições se transformem numa autêntica votação popular“, disse a famosa jornalista numa concorrida conferência de imprensa num teatro de Moscovo.

No seu primeiro aparecimento público desde que, a semana passada, anunciou a sua candidatura, Ksenia começou com um pedido para a libertação dos presos políticos que existem no país.

Maxim Shipenkov / EPA

Ksenia Sobchak durante a conferência de imprensa de apresentação da sua candidatura

“Quero começar esta conferência de imprensa com um pedido para a libertação dos presos políticos e o fim da perseguição ilegal de pessoas inocentes, que acontece apenas pelas suas posições políticas”, afirmou Ksenia.

A apresentadora deixou também clara a sua posição sobre o assunto da Crimeia ao afirmar que, “segundo o direito internacional, a Crimeia é da Ucrânia”. Porém, um dos temas que mais interessava aos jornalistas era a opinião de Ksenia sobre o presidente Vladimir Putin, que ainda não confirmou se irá novamente candidatar-se.

Putin salvou a vida do meu pai“, disse Sobchak. Por isso, acrescenta a apresentadora, “não vou insultar Putin como pessoa, mas isto não significa que esteja de acordo com tudo o que o Putin político faz”.

Ksenia nega as alegações de que é uma candidata lançada pelo Kremlin para dividir os votos da oposição e dar legitimidade a uma eleição sem Navalny na corrida.

A candidata admitiu que falou pessoalmente com Putin e o informou do programa da sua candidatura, no qual promete que vai reunir o voto dos descontentes e indignados, para fazer frente ao presidente nas eleições do próximo ano.

Ksenia afirma até que se candidata em nome de Navalny, garantindo que se afasta caso este seja autorizado a candidatar-se. O líder da oposição, que cumpre mais uma pena de prisão, desta vez por organizar manifestações não autorizadas, foi a semana passada  condenado por fraude e está para já impedido de concorrer.

Mas pouco antes de a “loira mais famosa da Rússia” apresentar a sua candidatura, Navalny chamou-lhe uma “celebridade que anda à pesca de likes nas redes sociais“, considerando que a ex-amiga de Putin é uma “caricatura” e “motivo de chacota”, que serve apenas para dar a ilusão de legitimidade a uma eleição que considera ser uma farsa.

A ideia do Kremlin é muito simples“, diz Navalny aos seus seguidores no YouTube, “eles precisam de um candidato caricatura, especialmente se quiserem impedir-me de concorrer. Vão dizer que não posso concorrer porque sou um criminoso extremista, e vão dizer mas olhem, está aqui a Ksenia Sobchak, que diz tudo o que a oposição quer ouvir“.

Uma traição a Putin, ou uma manobra maquiavélica do presidente russo? O tempo o dirá.

ZAP // EFE / RFERL / The Guardian

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Norte quer fundos de Bruxelas para ligação ao TGV espanhol

Pela primeira vez, a região norte do país antecipou a lista de prioridades para os fundos europeus, escreve o Jornal de Notícias, que dá conta uma das propostas passa por usar os fundos de Bruxelas …

Falta de médicos leva IPO de Lisboa a adiar consulta de paciente com 90 anos para 2021

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa adiou a consulta de um paciente nonagenário que estava marcada para janeiro de 2020 para o ano seguinte, isto é, para janeiro de 2021 devido à falta …

Eis a Cybertruck, a "pickup" elétrica da Tesla que já tem bilhete para Marte

A Tesla lançou o seu modelo de carrinha "pickup" elétrica, Cybertruck, com uma autonomia máximo de 800 quilómetros. Musk diz que vai haver uma versão especial que será a carrinha oficial de Marte. Após uma longa …

Rio não responde a críticas de adversário. "Estou na Croácia, não estou no Montenegro"

O presidente do PSD seguiu a regra de não falar de política interna fora do país e só abriu uma exceção para falar da manifestação dos polícias. Depois do discurso que tinha feito no Congresso do …

Hospitais públicos têm mais de 650 milhões de euros de dívidas em atraso

As dívidas em atraso dos hospitais pertencentes ao Serviço Nacional de Saúde têm vindo a crescer desde o início do ano. Em setembro, o valor fixava-se nos 650 milhões de euros. Hospitais públicos acumulam 651,6 milhões …

Bolsonaro quer isentar polícias de punições por crimes cometidos em serviço

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse na quinta-feira que enviou ao Congresso Nacional um projeto de lei para isentar agentes das forças armadas e das polícias de eventuais punições criminais durante operações de segurança. De …

Dragões de Ouro. O "patinho feio" galardoado e o miúdo blindado a ouro

O FC Porto realizou esta quinta-feira a cerimónia anual de entrega dos Dragões de Ouro. O destaque foi para Marega, que recebeu o prémio de futebolista do ano. Fábio Silva venceu o prémio de revelação …

Forças Armadas vão passar a pagar rendas às Finanças

As Forças Armadas (FA) vão ter de pagar às Finanças uma renda pelos edifícios que usem e que sejam património do Estado. As FA estavam isentas desta obrigação desde 2012. As Forças Armadas perdem assim a …

Encontrados no Equador bebés enterrados com capacetes feitos de crânios humanos

Durante as escavações realizadas entre 2014 e 2016 em Salango, um sítio ritual na costa central do Equador, os arqueólogos encontraram dois bebés enterrados com capacetes feitos com crânios de outras crianças. Os investigadores descobriram dois …

Um mês depois das legislativas, Chega é o partido que mais cresce (e duplica intenção de voto)

O partido de André Ventura, o Chega, foi o que mais cresceu desde as eleições legislativas. Num mês, o partido duplicou as intenções de voto. De acordo com a sondagem da Aximage “Pós-eleitoral Novembro 2019”, realizada …