Livro sugeria que o 11 de setembro tinha sido “orquestrado pela CIA”. Editora obrigada a corrigir

A editora francesa Ellipses Publications teve que corrigir um livro de História no qual era sugerido que os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos (EUA), foram “orquestrados pela CIA”.

Segundo noticiou o Newsweek, que cita a BBC, o livro History of the 20th Century in Flash Cards, publicado em novembro do ano passado, foi escrito por Jean Pierre-Rocher, professor de História e Geografia, licenciado na Universidade Sciences Po, em Paris.

Na página 204 do livro – descrito como um curso completo da história francesa, europeia e mundial do século XX – o autor explicou como foi formado o grupo terrorista Al-Qaeda e os eventos dos quatro ataques terroristas coordenados, que ocorreram nos EUA a 11 de setembro de 2001.

“Este evento mundial – sem dúvida orquestrado pela CIA (serviços secretos) para impor a influência norte-americana no Oriente Médio? – atingiu os símbolos do poder americano no seu próprio território”, apresentava o texto sobre os referidos ataques.

De acordo com o Le Monde, a referência à teoria da conspiração foi compartilhada num grupo no Facebook por um professor, depois que a sua filha comprou uma cópia do livro.

Bruno Modica, porta-voz do grupo, disse ao jornal francês que a publicação “explodiu muito rapidamente”. A informação, que foi entretanto retirada do livro, “transmite uma teoria da conspiração que se pode ouvir nas salas de aula, por parte de alguns alunos. Mas encontrar algo escrito por um professor, e nesse tipo de publicação, é inaceitável”, afirmou.

O site da Conspiracy Watch escreveu sobre o assunto, indicando que a frase “semearia confusão” na mente dos jovens para os quais o livro se destina, citando uma pesquisa de 2018, na qual era apontado que 21% das pessoas com menos de 35 anos acreditam que o governo dos EUA esteve envolvido nos ataques de 11 de setembro.

Na sua página oficial, a Ellipses Publications informou que o autor quis remover a frase, afirmando que nunca deveria ter sido incluída no livro. “Essa frase, que ecoa as teorias da conspiração desprovidas de qualquer base factual, nunca deveria ter sido usada no livro”, referiu a editora. “Não reflete a linha editorial da Ellipses ou a posição do seu autor”.

À Newsweek, a editora disse que lamentava o erro e que emitiu uma correção online e em todas as cópias do livro, que ainda não foram enviadas às livrarias. “A nossa empresa tem a missão de transmitir conhecimento e produzir trabalhos educacionais há quase meio século. Como tal, lamentamos amargamente ter permitido que essa frase tenha escapado da nossa vigilância em relação aos ataques de 11 de setembro de 2001”.

“As opiniões podem ser livremente expressas nos nossos livros, mas sob nenhuma circunstância um fato impreciso ou infundado pode ser apresentado como uma verdade objetiva”, acrescentou a editora.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A editora viu-se obrigada a retirar aquela frase do livro porquê? Será pelo simples facto de que possivelmente certas verdades não convém que sejam publicadas?

  2. Porquê será que a editora viu-se obrigada a retirar aquela frase do livro? Será pelo simples facto de que possivelmente não convém que certas verdades sejam publicadas?

  3. It was an inside job along with al-qaeda, no doubts in that matter, what it’s left to know is which government agencies were involved!

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …

Justiça dos Estados Unidos investiga senadores por delitos financeiros

Vários senadores norte-americanos estão a ser investigados por terem vendido ações depois de terem recebido briefings sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a CNN, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a investigar …

MAI aconselha que se circule com comprovativo de deslocação

Este domingo, o Ministério da Administração Interna (MAI) aconselhou os automobilistas a circular com comprovativos de deslocação. Além de fazer um apelo aos automobilistas para que circulem apenas quando for absolutamente imperioso, o Ministério da Administração …

Casos de covid-19 sobem 7,5% em Portugal. Há 140 mortos

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-geral da Saúde, há 6.408 casos de covid-19 em Portugal - mais 446 do que no domingo. Mortes sobem de 119 para 140 e o número de recuperados mantém-se …

Aulas à distância, provas de aferição e exames. O 3.º período ainda é incerto

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, assegurou, esta segunda-feira, que as notas dos 2.º período serão publicadas. Porém, a forma como o 3.º período vai decorrer ainda é incerta. Em entrevista à Renascença, Tiago Brandão …

José Mourinho revela o melhor "onze" que já treinou

José Mourinho elegeu o melhor 'onze' que já treinou ao longo da carreira. O técnico português não incluiu nenhum jogador do Tottenham nem do Manchester United. O jornal britânico Manchester Evening News propôs a José Mourinho …