Livro sugeria que o 11 de setembro tinha sido “orquestrado pela CIA”. Editora obrigada a corrigir

A editora francesa Ellipses Publications teve que corrigir um livro de História no qual era sugerido que os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos (EUA), foram “orquestrados pela CIA”.

Segundo noticiou o Newsweek, que cita a BBC, o livro History of the 20th Century in Flash Cards, publicado em novembro do ano passado, foi escrito por Jean Pierre-Rocher, professor de História e Geografia, licenciado na Universidade Sciences Po, em Paris.

Na página 204 do livro – descrito como um curso completo da história francesa, europeia e mundial do século XX – o autor explicou como foi formado o grupo terrorista Al-Qaeda e os eventos dos quatro ataques terroristas coordenados, que ocorreram nos EUA a 11 de setembro de 2001.

“Este evento mundial – sem dúvida orquestrado pela CIA (serviços secretos) para impor a influência norte-americana no Oriente Médio? – atingiu os símbolos do poder americano no seu próprio território”, apresentava o texto sobre os referidos ataques.

De acordo com o Le Monde, a referência à teoria da conspiração foi compartilhada num grupo no Facebook por um professor, depois que a sua filha comprou uma cópia do livro.

Bruno Modica, porta-voz do grupo, disse ao jornal francês que a publicação “explodiu muito rapidamente”. A informação, que foi entretanto retirada do livro, “transmite uma teoria da conspiração que se pode ouvir nas salas de aula, por parte de alguns alunos. Mas encontrar algo escrito por um professor, e nesse tipo de publicação, é inaceitável”, afirmou.

O site da Conspiracy Watch escreveu sobre o assunto, indicando que a frase “semearia confusão” na mente dos jovens para os quais o livro se destina, citando uma pesquisa de 2018, na qual era apontado que 21% das pessoas com menos de 35 anos acreditam que o governo dos EUA esteve envolvido nos ataques de 11 de setembro.

Na sua página oficial, a Ellipses Publications informou que o autor quis remover a frase, afirmando que nunca deveria ter sido incluída no livro. “Essa frase, que ecoa as teorias da conspiração desprovidas de qualquer base factual, nunca deveria ter sido usada no livro”, referiu a editora. “Não reflete a linha editorial da Ellipses ou a posição do seu autor”.

À Newsweek, a editora disse que lamentava o erro e que emitiu uma correção online e em todas as cópias do livro, que ainda não foram enviadas às livrarias. “A nossa empresa tem a missão de transmitir conhecimento e produzir trabalhos educacionais há quase meio século. Como tal, lamentamos amargamente ter permitido que essa frase tenha escapado da nossa vigilância em relação aos ataques de 11 de setembro de 2001”.

“As opiniões podem ser livremente expressas nos nossos livros, mas sob nenhuma circunstância um fato impreciso ou infundado pode ser apresentado como uma verdade objetiva”, acrescentou a editora.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A editora viu-se obrigada a retirar aquela frase do livro porquê? Será pelo simples facto de que possivelmente certas verdades não convém que sejam publicadas?

  2. Porquê será que a editora viu-se obrigada a retirar aquela frase do livro? Será pelo simples facto de que possivelmente não convém que certas verdades sejam publicadas?

  3. It was an inside job along with al-qaeda, no doubts in that matter, what it’s left to know is which government agencies were involved!

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …