Lisboa e Vale do Tejo atinge 99% das camas ocupadas em cuidados intensivos

Caroline Blumberg / EPA

O relatório da DGS e INSA, que traça as linhas vermelhas diárias de casos de covid-19 internados em UCI no continente, revela uma tendência crescente de infeções, correspondendo já a uma ocupação de 56% das 245 camas destinadas à covid-19 a nível nacional.

Lisboa e Vale do Tejo, com 82 doentes internados, atingiu 99% do limite de 84 camas de cuidados intensivos destinadas à covid-19 nesta região, indica o relatório das “linhas vermelhas” da pandemia hoje divulgado.

“A região de Lisboa e Vale do Tejo, com 82 doentes internados em UCI, representa 60% do total de casos em UCI [no país] e corresponde a 99% do limite regional de 84 camas em UCI definido no relatório ‘linhas vermelhas’”, refere análise de risco da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional Doutor Ricardo Jorge (INSA).



Segundo os dados das autoridades de saúde, a região do Algarve apresenta 15 doentes em UCI, o que corresponde a 150% do limite definido de dez camas destinadas à covid-19.

As “linhas vermelhas” de controlo da pandemia estabelecidas por diversos especialistas preveem 245 camas como o valor crítico no conjunto dos hospitais de Portugal continental, apontando para uma distribuição regional de 85 camas no Norte, de 56 no Centro, de 84 em Lisboa e Vale do Tejo, de 10 no Alentejo e de 10 no Algarve.

O documento que estabeleceu estas “linhas vermelhas” salienta, porém, que a gestão integrada da capacidade do Serviço Nacional de Saúde pressupõe uma resposta em rede, o que significa, em medicina intensiva, que as necessidades regionais podem ser supridas com a resposta de outras regiões com maior capacidade.

Segundo o relatório, o número diário de casos de covid-19 internados em UCI no continente revelou uma tendência crescente, correspondendo já a 56% das 245 camas, quando na semana anterior estava nos 46%.

Nos cuidados intensivos dos hospitais nacionais estavam, na quarta-feira, 136 doentes, com o grupo etário com maior número de pessoas internadas nestas unidades a corresponder ao grupo etário entre os 40 e os 59 anos, indica o documento da DGS e do INSA.

“No último mês, o aumento da atividade epidémica tem condicionado um aumento gradual na pressão dos cuidados de saúde, em especial na ocupação dos cuidados intensivos e nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e do Algarve”, refere a análise de risco da pandemia da última semana.

Os dados da DGS e do INSA indicam ainda que o número de novos casos de infeção por 100 mil habitantes, acumulado nos últimos 14 dias, foi de 287, com tendência crescente a nível nacional, enquanto o índice de transmissibilidade (Rt) apresenta valores superior a 1 em todas as regiões.

“O limiar de 240 casos por 100 mil habitantes na taxa de incidência acumulada a 14 dias já foi ultrapassado a nível nacional e nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e Algarve. A manter-se a taxa de crescimento atual, estima-se que o tempo até que as restantes regiões atinjam este limiar seja inferior a 15 dias”, alertam as autoridades de saúde.

Ao nível nacional, desde 13 de maio – há 53 dias -, que o Rt apresenta valores acima de 1 no país, avança também o relatório, ao adiantar que o grupo etário com a incidência cumulativa a 14 dias mais elevada correspondeu às pessoas ente os 20 e os 29 anos, com 651 casos por 100 mil habitantes.

Ao nível nacional, a proporção de testes positivos para o vírus SARS-CoV-2 foi de 4,5%, acima dos 3,2% registados na semana anterior e já ultrapassando o limiar definido de 4%.

“Observou-se um aumento do número de testes para deteção de SARS-CoV-2 realizados nos últimos sete dias”, com 435.361 despistes realizados, mais 45.120 do que na semana anterior, adianta.

Sobre as variantes do coronavírus, a DGS e o INSA avançam que a Delta, associada à Índia e considerada mais transmissível, apresentou uma frequência relativa de 89,1% % dos casos de infeção entre 21 e 27 de junho em Portugal.

Relativamente à variante Lambda, identificada pela primeira vez no Peru em dezembro de 2020 e classificada pela Organização Mundial de Saúde como de interesse, as autoridades reiteram que, até quarta-feira, foram identificados dois casos em território nacional.

“O primeiro caso, detetado em abril, refere-se a uma infeção terciária em que não foi possível identificar o caso índice. O segundo caso, detetado em junho, trata-se de um cidadão alemão com história de viagem nos 14 dias anteriores ao início dos sintomas”, explica o documento.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …

OE2021. Financiamento do Estado até meio do ano em linha com o previsto

O financiamento das Administrações Públicas (AP) até meio do ano está em linha com o projetado no Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), de acordo com um relatório da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO). "Face …

24 horas depois, GP da Hungria não tem classificação fechada — mas Hamilton volta a liderar

Na primeira curva da primeira volta do Grande Prémio da Hungria, cinco carros foram afastados da corrida depois de Valtteri Bottas ter colidido com Lando Norris e ter desencadeado um acidente que acabou por afetar …

Baseball e softball de volta. Como são decididas as modalidades Olímpicas?

A liderança do Comité Olímpico apresenta propostas que têm em conta 35 critérios e que são depois votadas por todos os membros. A influência das cidades organizadoras também se faz sentir. Skate, surf, escalada ou karaté …

12 apurados para uma Taça da Liga diferente

Neste domingo ficou fechada a lista das formações que vão estar na fase de grupos de uma Taça da Liga distinta das anteriores. Pelo segundo fim-de-semana consecutivo, o futebol nacional foi preenchido (além da Supertaça conquistada …

Marcelo recebido por Bolsonaro para encontro de trabalho seguido de almoço para "construir melhores pontes"

Marcelo Rebelo de Sousa foi esta segunda-feira recebido pelo chefe de Estado brasileiro, Jair Bolsonaro, em Brasília para um encontro de trabalho seguido de almoço, que o Presidente português espera sirva para “construir melhores pontes” …

Sindicatos de Polícias reiteram insatisfação com subsídio de risco proposto pelo Governo

Dois sindicatos da Polícia de Segurança Pública (PSP) reiteraram esta segunda-feira, à saída de audiências com uma assessora da Presidência da República, a insatisfação das forças de segurança em relação ao subsídio de risco proposto …

Nova Zelândia. Crise imobiliária leva a aumento no número de desabrigados

Os elevados preços na habitação na Nova Zelândia está a ter um "impacto punitivo" nas comunidades marginalizadas, deixando muitas pessoas desabrigadas, revelou esta segunda-feira a comissão de direitos humanos, ao mesmo tempo que lança um …