Lisa Montgomery. Pela primeira vez em 70 anos, EUA executam uma mulher por injeção letal

Lisa Montgomery, de 52 anos, foi executada por injeção letal no Complexo Correcional Federal em Terre Haute, Indiana, Estados Unidos, e declarada morta às 1h31 da manhã de quarta-feira.

Lisa Montgomery foi a primeira mulher a ser executada pelo governo federal desde 1953 e era a única mulher no corredor da morte.

A Suprema Corte negou um último esforço na terça-feira dos seus advogados de defesa, que argumentaram que deveria ter recebido uma audiência de competência para provar a sua doença mental grave, o que a teria tornado inelegível para a pena de morte.

Montgomery foi a 11ª prisioneira federal do corredor da morte a ser executada pelo governo de Donald Trump, após um hiato de 17 anos nas execuções federais. “O governo não parou por nada no seu zelo para matar esta mulher ferida e delirante”, disse o advogado de defesa Kelley Henry, num comunicado citado pela CNN. “A execução de Lisa Montgomery estava longe da justiça.”

Os advogados, familiares e simpatizantes de Montgomery imploraram a Trump para ler sua petição de clemência e tomar a decisão executiva de comutar a sua sentença para prisão perpétua sem a possibilidade de liberdade condicional.

Lisa Montgomery foi condenada à morte em 2008 por um júri do Missouri pelo assassinato de Bobbie Jo Stinnett, uma mulher grávida, em 2004. Em dezembro desse ano, Montgomery conduziu cerca de 274 quilómetros desde a sua casa no Kansas até à casa de Bobbie Jo Stinnett, uma criadora de cães de 23 anos que morava em Skidmore, Missouri, para supostamente adquirir um novo animal.

Em vez disso, Montgomery sufocou Stinnett com uma corda e usou uma faca para realizar a cesariana, após a qual fugiu com o bebé, tomando-o como seu durante uma disputa pela custódia dos seus outros filhos.

O seu histórico de computador mostrou que antes tinha pesquisado como fazer cesarianas. O bebé sobreviveu e fo criado pelo pai.

Um juiz federal concedeu a Montgomery a suspensão da execução na terça-feira para uma audiência de competência – poucas horas antes da data marcada para a execução. “O Tribunal estava certo em impedir a execução de Lisa Montgomery”, disse Henry. “Como o tribunal concluiu, a Sra. Montgomery deu uma forte demonstração da sua atual incompetência para ser executada. A Sra. Montgomery tem danos cerebrais e doenças mentais graves que foram exacerbadas pela vida inteira de tortura sexual que sofreu nas mãos de cuidadores”.

“A Oitava Emenda proíbe a execução de pessoas como a Sra. Montgomery que, devido à sua doença mental grave ou dano cerebral, não entendem a base das suas execuções. A Sra. Montgomery está a deteriorar-se mentalmente e estamos a procurar uma oportunidade para provar a incompetência”.

No entanto, o Supremo Tribunal negou o esforço e os apelos a Trump foram infrutíferos.

Segundo a Sky News, no início da execução, uma mulher aproximou-se de Lisa Montgomery, removeu-lhe a máscara e perguntou-lhe se tinha últimas palavras. “Não”, respondeu a condenada em voz baixa.

Alguns dias de adiamento poderiam ter feito a diferença, uma vez que Joe Biden, que toma posse a 20 de janeiro, se opõe à pena de morte. Trump, pelo contrário, voltou a executar prisioneiros em 2020, pela primeira vez desde 2003. No caso de mulheres, a última vez que tinha acontecido foi em 1953.

Estão previstas mais duas execuções para esta semana: Corey Johnson na quinta-feira e Dustin Higgs na sexta-feira. Ambas foram suspensas por um juiz de um tribunal federal, uma vez que os homens ainda se estão a recuperar da covid-19.

Os procuradores pretendem apelar da decisão sobre Higgs e Johnson, de acordo com documentos do tribunal.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bayern Munique 'festeja' nono título consecutivo com goleada

O Bayern Munique coroou este sábado o seu nono título consecutivo na Liga alemã de futebol com uma goleada no triunfo diante do Borussia Moenchengladbach (6-0), num jogo com um hat-trick de Lewandowski. Antes de pisar …

A piscina infinita mais alta do mundo fica no Dubai

Haverá poucas coisas tão libertadoras como dar um mergulho numa piscina infinita com vista para o oceano. Agora, quem visitar o Dubai poderá fazê-lo numa piscina a quase 300 metros acima do nível do mar. Segundo …

"Polskie Babcie", as avós que lutam pela democracia na Polónia

Um grupo de idosas polacas organiza protestos, todas as semanas, para lutar pela democracia no país, governado pelo partido de direita nacional-conservador e democrata-cristão Lei e Justiça (PiS). É hora de ponta em Varsóvia, capital da …

Cimeira Social. Jerónimo de Sousa diz que não se respondeu aos verdadeiros problemas

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou este sábado, no Porto, que a Cimeira Social da União Europeia não respondeu às necessidades associadas ao emprego, à valorização dos salários e ao fim da precarização …

Babbage escreveu uma carta a Tennyson. Exigia a "correção matemática" de um poema

A perspicácia matemática de Charles Babbage levou-o a escrever uma carta ao poeta Alfred Tennyson, que exigia, de certa forma, rigor e precisão no poema The Vision Of Sin. Charles Babbage é conhecido como o pai …

Covid-19: Portugal com uma morte e 324 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 324 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e uma ligeira subida no número de internamentos em enfermaria, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o …

Roma já tem uma máquina de venda automática de pizza

A capital italiana tem agora uma máquina de venda automática que faz pizzas em apenas três minutos. Os preços variam de 4,50 aos seis euros (e as opiniões sobre esta ideia também). Raffaele Esposito, o napolitano …

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …

Futuro pós-vacinação entre reforço de dose, controlo de variantes e medicamentos

A incerteza sobre a duração da imunidade das vacinas contra a covid-19 deixa o futuro do combate à doença entre o reforço da vacinação, a monitorização de novas variantes e o desenvolvimento de terapêuticas alternativas, …

Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou este sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no site da Presidência. A lei, …