Linha de Fundo: Indomável e imparável

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Liderança reforçada, os deslizes de Porto e Benfica, o regresso da Champions e da Liga Europa, e um piquenique na autoestrada, visto da Linha de Fundo.

Mais um passo para o sonho

  • Sporting CP (João Mário 20′ g.p., Palhinha 48′) 2 – 0 Paços de Ferreira FC

Foi preciso um golo para o líder ficar sossegado. Rigoroso a defender o Paços de Ferreira foi conseguindo travar a vontade leonina. Boa resposta do Sporting perante um teste exigente, louvável atitude pacense, mostrando ser uma das equipas que melhor joga no campeonato português.

Teve que surgir um leão à altura, capaz de contrariar um adversário sempre empolgado. É brava esta equipa orientada por Pepa. Quanto ao Sporting, deu mais uma resposta positiva e ganhou vantagem para os adversários diretos: FC Porto e SL Benfica. O favorito é, por mais uma prova dada, o mais sério candidato a festejar a conquista do título.

Na primeira parte, os leões marcaram por João Mário, de penálti, e ameaçaram por Paulinho e Coates. Luther Singh teve nos pés a melhor situação para o Paços, com Adán a corresponder com uma grande defesa. Como tem sido importante o desempenho do guarda-redes espanhol.

A abrir a segunda metade, o reforço da vantagem leonina. Pontapé de canto marcado de forma exímia por Pedro Porro, Feddal apareceu a desviar ao primeiro poste… Palhinha – o melhor em campo – fez o resto, solto de marcação, aproveitou para ampliar para 2-0.

Ficou tranquilo o leão, circulando a bola com rigor, evitando sobressaltos perante um Paços de Ferreira sempre atrevido e com o golo em mira. E foram várias as ocasiões conseguidas pelos castores, obrigando o Sporting a uma situação de constante alerta.

Demonstração pragmática do cada vez mais líder Sporting, frente a um opositor, mesmo derrotado, a merecer um elogio pela coragem apresentada. A equipa de Rúben Amorim apresenta irreverência, solidariedade e maturidade.

O Sporting venceu e lidera com dez pontos de vantagem sobre o FC Porto, 11 sobre o SC Braga e 13 sobre o SL Benfica. O Sporting somou a 7.ª vitória consecutiva, o melhor registo da época. É a 2.ª vez em toda a história que a equipa leonina tem dez pontos de vantagem na liderança. A anterior foi em 1950/1951, quando a vitória só valia dois pontos.

Este Sporting já não é uma surpresa, é cada vez mais uma certeza. Nesta altura do campeonato já não faz sentido continuar a perguntar se é candidato. Esta provado. Limpinho!

Entrada a meio do filme

  • FC Porto (Mehdi Taremi 54′, Sérgio Oliveira 82′ g.p.) 2 – 2 Boavista FC (Jackson Porozo 8′, Alberth Elis 45′)

O dérbi teve de tudo, só não contou com o FC Porto na primeira parte. Ao intervalo os axadrezados venciam por 0-2, mas a resposta dos dragões, na segunda metade, valeu o empate num jogo com um final emocionante, onde aconteceu de tudo, com um penálti falhado e um golo invalidado para os dragões. Por fim, o quarto empate consecutivo, o terceiro para a Liga. A noite trouxe ainda a estreia de Francisco Conceição de azul e branco. Que craque… já lá vamos.

“Foi a pior primeira parte desde que sou treinador. Não do FC Porto mas de sempre”, referiu Sérgio Conceição, treinador dos portistas, no final do jogo. Estranha primeira parte dos campeões. Equipa desligada, sem chama e a deixar jogar. Aproveitou o Boavista que chegou ao intervalo em vantagem de dois golos, com Alberth Elis indomável. Tudo perfeito para as panteras, tudo para fazer para os dragões.

Claro que alguma coisa teria que ser diferente na segunda parte. Assim que os axadrezados marcaram o segundo golo, Sérgio Conceição virou costas ao jogo e foi para o balneário. A perder por 0-2, o treinador portista retirou do jogo os três vencedores da Youth League que foram aposta no 11: Diogo Leite, Fábio Vieira e João Mário.

Momento para mais experiência e outra maturidade, com as entradas de Zaidu, Grujic e Otávio. Mudou tudo, como se impunha, e o FC Porto entrava no jogo, foi dominador, pressionante, fazendo o cerco às panteras. Taremi reduziu aos 54 minutos. Para o último quarto de hora esteve guardado o melhor bocado.

Aos 77 minutos, a estreia de Francisco Conceição, o filho do técnico portista. Assim que entrou começou uma revolução. O FC Porto chegava ao empate. Sérgio Oliveira converteu um pontapé de penálti, mas falhou o segundo – conquistado por Francisco Conceição -, acertando no poste.

Quase no fim, um golo anulado a Evanilson por causa de um toque com a mão do brasileiro no lance do golo. A jogada foi criada por Francisco Conceição, que se apressou a correr para o banco para abraçar o pai, ambos comovidos e de lágrimas nos olhos. Um balde de água gelada… num final quente do dérbi da Invicta, que acabou empatado. Um ponto é sempre um ponto, mas é pouco para as pretensões de ambas as equipas, no caso portista para o título, quanto aos axadrezados na luta pela permanência.

Mais um deslize e queda do pódio

  • Moreirense FC (Yan Matheus 40′ g.p.) 1 – 1 SL Benfica (Haris Seferovic 25′)

As ideias não passam do papel. O surto de Covid está ultrapassado, o plantel está praticamente todo à disposição, mas os encarnados voltaram a apresentar um futebol previsível e pouco atrativo. A vontade de ganhar, esbarra na dificuldade na criação de jogadas com mais qualidade, bem como com a capacidade de causar mais embaraço às defesas opositoras.

É certo que o Benfica dominou a maior parte da partida, mas tem períodos em que se apresenta desligado do jogo, dando ao adversário a sensação de fragilidade. A entrada positiva da equipa de Jorge Jesus originou o golo da vantagem, causando um estranho conforto, deixando de controlar o jogo.

O Moreirense de Vasco Seabra atravessa um bom momento. Começou encolhido, rigoroso a defender, concentrado e inconformado. Na segunda parte foi mais audaz, aproveitando algum desnorte das águias. Para o Benfica começa a ser difícil justificar deslize atrás de deslize, remetendo a equipa para uma situação complexa na luta pelo título.

Faltaram – mais uma vez – ideias, tranquilidade, e outra dinâmica que seja capaz de desbloquear dificuldades . É confrangedor que na segunda parte o Benfica tenha tido apenas uma oportunidade de golo, num cabeceamento de Darwin para a defesa da noite de Pasinato.

“Jogar o triplo? O Benfica passou é a jogar para a tripla”. A afirmação pertence a Manuel José, antigo treinador dos encarnados, defendida no Programa Grande Área, na RTP 3. Síntese perfeita para o que se vê em campo. Produção mediada para uma equipa permeável. Já oito equipas, em 19 jogos, conseguiram ganhar pontos ao Benfica. No último mês, a equipa da Luz perdeu 11 pontos no campeonato (uma vitória, quatro empates, uma derrota).

Tardam – se é que ainda vão a tempo – as intenções de Jorge Jesus. Foi a primeira vez que o Moreirense conquistou pontos ao Benfica na Liga a jogar em Moreira de Cónegos, no quinto empate da temporada das águias. Vasco Seabra esta temporada, retirou quatro pontos ao Benfica (21% dos pontos perdidos): 3-0 Boavista e 1-1 Moreirense.

Frases da Semana

“Primeira parte desastrosa, onde entraram as camisolas mas elas não jogam. É preciso correr, ter dinâmica e depois da perda da bola reagir. Transição ataque-defesa muito má e estávamos avisados para isso. Jogar no FC Porto não basta ter contrato, é preciso mais. Não basta ser da formação ou ser bonito nas redes sociais. É a pior primeira parte desde que sou treinador. Não do FC Porto mas de sempre.” Sérgio Conceição, treinador do FC Porto.

“Nós, jogadores, somos os culpados. Não podemos fazer uma 1ª parte tão má como a que fizemos, pagámos caro e acabamos por perder pontos em casa. Num clube como o FC Porto temos de dar mais do que fizemos hoje. Temos de lutar, pôr a mão na consciência, ver o que fizemos mal na 1ª parte e não cometer estes erros. Quando representamos um grande clube como o FC Porto não podemos arranjar desculpas. Não fomos a equipa consistente que esta camisola nos pede. Não jogámos como equipa. Queríamos pôr o individual em primeiro lugar, isso paga-se muito caro. É difícil dar uma justificação. Sabemos o que falhou, vamos falar dentro do balneário para que estes erros, que podem ditar um campeonato, não se repitam.” Pepe, jogador do FC Porto.

“Queremos paz no futebol, mas não provoquem mais, não brinquem com o esforço de jogadores, treinadores e adeptos do FC Porto. Apelo à serenidade, mas volta a dizer basta! Sei que não temos um Secretário de Estado do Desporto, todos sabem que não temos. Não posso apelar ao governo, porque morreu. Não foi enterrado, mas anda morto, desertou, não vale a pena fazer o apelo ao que não existe. Deixo aqui um aviso: basta! Peço serenidade total, apelo à serenidade de todos, mas quero dizer que basta e que ninguém nos vai vergar.” Pinto da Costa, presidente do FC Porto.

“Estou mais preocupado com clubes locais do que com dirigentes que recebem milhares de euros. Estamos todos mortos é para sair da pandemia.” João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto.

“A arbitragem no futebol português? É normal. Estive dois anos e meio fora de Portugal e sei que é normal todos os clubes quererem ganhar jogos fora das quatro linhas. Há coisas que não têm melhorado no futebol português. Hoje, qualquer coisinha, numa jogada normal, um jogador abrir os braços e tocar na pestana de outro, parece logo que lhe arrancou um olho para o árbitro sancionar. Os jogadores portugueses estão nesta treta. Há alguns lances em que é verdade, mas há outros em que alguém lhes toca e parece que levaram com um pau. São todos. E tem de se acabar com o antijogo. Os jogadores estarem no chão, os guarda-redes tiram dez minutos de jogo. Grande treta, isso tem de ser tudo revisto. É preciso melhorar o futebol português, jogar melhor e deixarem-se destas tretas. Não estou a falar das arbitragens, estou a falar dos jogadores. Estou a falar das equipas. Hoje passa-se os jogos a ouvir os jogadores a gritar. Têm de ser mais sérios, respeitem mais o jogo.” Jorge Jesus, treinador do SL Benfica.

“Quando o Sporting começou a ser uma opção comentei com os meus companheiros. Falei com Oblak, com Herrera… O Jan disse-me maravilhas sobre o que ia encontrar em Lisboa. Também falou da rivalidade entre Benfica e Sporting e tudo isso me motivou a ir. Comentei com Iker Casillas. Foi outro dos que me falou muito bem de Portugal. Temos uma boa relação e por vezes falamos em distintos momentos da temporada.” Antonio Adán, guarda-redes do Sporting CP.

“Cristiano Ronaldo é o mais forte de todos. Para mim é um símbolo, sempre o admirei. Ele é muito forte, mas também é forte fora de campo. Na minha opinião, é o maior de todos os tempos. Alguém que marcou mais de 700 golos, não se pode dizer o contrário.” Federico Chiesa, jogador da Juventus.

“A Juventus comete um erro se pensa que já ganhou. O FC Porto vai discutir a eliminatória. Tem uma grande oportunidade para demonstrar que está à altura dos mais fortes. É verdade que não chega a uma final ou meia-final há muito tempo, mas está sempre lá.” Diogo Dalot, jogador do Milan.

“O André Silva trabalha bem para a equipa, esse é o requisito básico. É por isso que ele merece os golos, eles acabam inevitavelmente por aparecer. Ele tem uma técnica fantástica e parece que é de gelo quando está em frente à baliza”, Fredi Bobic, diretor desportivo do Eintracht Frankfurt.

“Conseguir seis troféus seguidos é algo muito especial. Acho que é um dos maiores feitos que se pode alcançar no futebol. A nossa equipa vai ser recordada por muito tempo” Robert Lewandowski, jogador do Bayern de Munique.

“Olá todos! Muito parabéns a toda a família do Bayern Munique por este grande êxito, por vencer o Mundial de clubes e em especial seis títulos. Estou muito orgulhoso e dou os parabéns a todos, sobretudo ao Hansi Flick, aos jogadores e ao restante staff por este incrível feito. No entanto, queria dizer ao Hansi que ele é o segundo treinador a conseguir ganhar seis títulos. Anteriormente houve uma equipa, o Barcelona. Talvez possa chamar Messi e companhia e podemos disputar um sétimo título. Digam-me quando e onde. Felicidades, família do Bayern.” Pep Guardiola, treinador do Manchester City.

“Sou da geração que considera que o que acontece num jogo de futebol, fica no jogo. Só tenho respeito e bons sentimentos para com o Pep Guardiola. Há momentos na vida que não esquecemos. Não me esqueço quando o meu pai morreu. Ele sabia o quão importante o meu pai era para mim e ligou-me. Já agora hoje o meu pai celebraria o seu 83.º aniversário. Quando a mãe dele morreu, tive a mesma atitude. Há coisas que as pessoas não veem e que não precisamos de partilhar. Só o estou a fazer agora porque surgiu essa oportunidade. Só tenho boas recordações dele e dos tempos em que trabalhámos juntos”, José Mourinho, treinador do Tottenham.

“Estava a beber chá porque estava a congelar. Após os 90 minutos, não conseguia falar porque estava mesmo gelado. Por isso pedi um copo de chá e quando o Bernard marcou não celebrei por duas razões: porque tinha um copo de chá na mão e porque não sabia se o golo ia ser legal, uma vez que o VAR estava a ver se havia fora de jogo. Por isso é que estava calmo e relaxado, mas principalmente porque estava a congelar.” Carlo Ancelotti, treinador do Everton FC.

“Obrigado Messi por mandar-me esta camisola. Vamos guardá-la com muito carinho. O mundo do futebol é muito pequeno e estou seguro que os nossos caminhos se vão cruzar.”, Marcelo Claure, um dos proprietários do Inter Miami, numa mensagem de agradecimento pela oferta de uma camisola do craque argentino.

“Acredito em mim e que tenho o que é preciso para lutar pelo campeonato. Preciso da consistência de campeão. É o que é preciso para ser campeão”. Miguel Oliveira, piloto da KTM.

Números da Semana

  • 1 – O Moreirense conquistou pontos pela primeira vez frente ao Benfica a jogar em Moreira de Cónegos.
  • 4 – quatro anos que o FC Porto não perdia 6 pontos em três jornadas consecutivas da Liga.
  • 3 – Aconteceu frente ao Boavista. Pela primeira vez, três vencedores da Youth League pelo FC Porto são titulares ao mesmo tempo na Liga Portuguesa: Diogo Leite, Fábio Vieira e João Mário. Ao intervalo com os dragões a perderem por 0-2 foram substituídos.
  • 11 – 11 anos que o FC Porto não apresentava seis ou mais portugueses num onze a contar para a Liga Portuguesa. Foram titulares no dérbi: Wilson Manafá, Pepe, Diogo Leite, Sérgio Oliveira, Fábio Vieira e João Mário. Registo ainda para a estreia de Francisco Conceição, filho do treinador portista.
  • 110 – Seferovic fez o golo 110 da carreira. Metade foram marcados com a camisola do SL Benfica: 55.
  • 50 – Julian Weigl chegou ao jogo 50 pelo Benfica. O alemão fez a estreia frente ao Desportivo das Aves em janeiro de 2020, marcando apenas dois golos com a camisola encarnada: Lech Poznan e Rio Ave.
  • 1 – A primeira vez de Helton Leite para a Liga pelo Benfica. Não jogava nesta competição desde a última jornada da temporada passada.
  • 6 – Para a história. O Bayern de Munique tornou-se o segundo clube europeu a vencer os seis troféus da temporada. O Barcelona fez igual em 2009.
  • 6 – Seis títulos em 68 jogos! Hansi Flick, treinador do Bayern de Munique, levanta um troféu a cada 11 jogos, em média! Hansi Flick conquistou o seu sexto troféu: depois da Bundesliga, Taça da Alemanha, Liga dos Campeões, Supertaça alemã e Supertaça europeia, agora é também vencedor do Mundial de Clubes.
  • 20 – O avançado uruguaio Martin Acosta é a nova contratação do Penarol-AM. É o 20.º clube da carreira de Acosta. Com o Penarol, Acosta irá disputar duas edições do Campeonato Amazonense (2020 e 2021). Tem 44 anos!
  • 22 – David Alaba pretende 22 milhões de euros por temporada para se converter no defensor mais bem pago do mundo. Ou seja, 450.000 euros euros por semana. Condições que foram recusadas pelo Bayern de Munique. A decisão de David Alaba de não renovar com o Bayern de Munique deu início a uma corrida pela contratação do austríaco, que ficará livre no mercado a partir de junho deste ano.
  • 2000 – Nuno Dias atingiu a marca dos 2000 golos como treinador na equipa de futsal do Sporting CP. O técnico de 47 anos orienta a equipa leonina desde a temporada 2012/13 e já festejou 17 títulos coletivos: uma Liga dos Campeões, cinco campeonatos, quatro Taças de Portugal, duas Taças da Liga e ainda cinco Supertaças.

Sugestão da Semana: O “Jogo da Glória” está de volta

O Futebol Clube do Porto vai disputar a fase a eliminar da Liga dos Campeões pela 16.ª vez. Esta quarta-feira, os Dragões começam a discutir os oitavos-de-final com a Juventus de Cristiano Ronaldo. As duas equipas encontraram-se pela última vez em 2016/17, também nos oitavos da Champions: na altura, os italianos venceram os dois jogos e eliminaram os dragões, num momento que assinalou o encontro entre os guarda-redes Iker Casillas e Gianluigi Buffon.

Mas o jogo mais marcante entre FC Porto e Juventus aconteceu no ano de 1984, relativo à Final da Taça das Taças, disputado em Basileia, que a Juventus de Platini, Paolo Rossi e Boniek conquistou o troféu, com uma vitória por 2-1.

Em relação aos outros portugueses na prova, o Manchester City de Bernardo Silva, João Cancelo e Rúben Dias defronta o Borussia Monchengladbach, enquanto que o Atlético de Madrid de João Félix joga com o Chelsea.

O Liverpool, de Diogo Jota, terá pela frente o Leipzig, enquanto o Barcelona de Francisco Trincão joga com o PSG de Danilo. O Borussia Dortmund de Raphael Guerreiro mede forças com o Sevilha.

  • 16 de fevereiro e 10 de março:
    Leipzig – Liverpool
    Barcelona – Paris SG
  • 17 de fevereiro e 9 de março:
    FCP Porto – Juventus
    Sevilha – Dortmund
  • 23 de fevereiro e 17 de março:
    Lazio – Bayern Munique
    Atlético Madrid – Chelsea
  • 24 de fevereiro e 16 de março:
    B. Mönchengladbach – Manchester City
    Atalanta – Real Madrid

A semana marca igualmente o regresso da Liga Europa, com SL Benfica e SC Braga em ação.

Os encarnados medem forças com Arsenal, enquanto que os minhotos recebem a visita da Roma, equipa treinada por Paulo Fonseca.

A pandemia de COVID-19 originou restrições sanitárias do Reino Unido a Portugal, razão pela qual a eliminatória será disputada em recintos neutros. O duelo da 2.ª mão, com o Arsenal como visitado, vai ter lugar na Grécia, no Estádio Georgios Karaiskakis, em Atenas, às 17h55do dia 25 de fevereiro. Já o embate da 1.ª mão, tendo o Benfica como equipa visitada, vai acontecer no Estádio Olímpico de Roma, em Itália, às 20h00 do dia 18 de fevereiro.

O SC Braga não se confronta com este problema, jogando a 1.ª mão no Estádio Municipal de Braga, às 17h55 do dia 18 de fevereiro, tendo a Roma como opositor. Quanto à 2.ª mão está agendada para o dia 25 de fevereiro, às 20h00, no Estádio Olímpico de Roma, em Itália.

Momento da Semana: Amora alimenta equipa de Davids

A equipa comandada pelo antigo internacional holandês, Edgar Davids, almoçou na zona destinada aos “piqueniques” da estação de serviço de Alcácer do Sal, na Autoestrada do Sul (A2), numa refeição providenciada por uma empresa que, normalmente, presta serviços ao adversário do terceiro escalão competitivo português.

“Adversários em campo, mas fora dele partilhamos uma amizade e uma paixão em comum: o Futebol!!! Com a situação atual que vivemos, o espírito desportivo tem de ser maior que nunca… só assim o Futebol irá sobreviver e erguer-se mais forte que nunca!!!”, sublinhou o Amora nas redes sociais.

As boas relações entre Amora e Olhanense permitiram aos algarvios usufruir do serviço de ‘catering’ do rival para almoçar, poucas horas antes da partida do Campeonato de Portugal, frente ao Vitória de Setúbal, onde o Olhanense impôs ao Vitória de Setúbal o terceiro empate em 15 jogos na Série H do Campeonato de Portugal, que os sadinos lideram com 39 pontos e sem derrotas.

“Os restaurantes têm receio de abrir para dar de comer a uma equipa de futebol, por causa do elevado número de casos positivos normalmente associados às equipas. Estão todos fechados. Nós, por exemplo, quando fomos a Évora, também tivemos de comer no campo“, referiu Carlos Henriques, dirigente do Amora.

O momento está ilustrado na página de Facebook do Sporting Clube Olhanense, onde o clube algarvio aproveita para agradecer o gesto: “Almoço em modo confinamento. As dificuldades tornam-nos mais fortes e, é na adversidade que se vêem os verdadeiros campeões. Agradecemos, desde já, ao Amora FC SAD por nos ter disponibilizado o seu serviço de catering para que pudéssemos almoçar. O espírito desportivo é este: adversários em campo, amigos fora dele!” Uma atitude louvável. Mais uma que prestigia o Campeonato de Portugal.

Teófilo Fernando Teófilo Fernando, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Nunca tinha visto um artigo tão grande sobre futebol no ZAP.
    Agora a sério: os de Alvalade ao fim de não sei Quanto a anos (19 ou 20) também já merecem. Coitados.

RESPONDER

Netflix foi a grande vencedora da noite dos Globos de Ouro

  A 78.ª edição dos Globos de Ouro decorreu de forma virtual, com apresentação de Tina Fey e Amy Poehler e a participação de alguns dos laureados do ano passado. Os Globos de Ouro, prémios de cinema …

Portugal regista mais 34 óbitos e 394 novos casos. O menor número desde setembro

Portugal registou esta segunda-feira 394 novos casos de infeção por covid-19 e mais 34 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção

Nicolas Sarkozy foi esta segunda-feira condenado a três anos de prisão por corrupção e tráfico de influências, tornando-se o segundo chefe de Estado condenado em França, após Jacques Chirac em 2011. O ex-Presidente francês foi condenado …

Câmara de Lisboa oferece viagem de táxi a idosos que vão tomar a vacina

Os residentes em Lisboa com mais de 80 anos ou 50 anos e patologias associadas podem deslocar-se gratuitamente de táxi para tomar a vacina contra a covid-19. Os custos da viagem são assumidos pela autarquia …

Liquidez é "abundante" mas "é preciso fazê-la chegar" à economia, diz Centeno

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, indicou que a crise de 2008 e de 2020 não são comparáveis devido à abundância de dinheiro disponível e que há liquidez para travar o impacto económico, mas …

Chega quer telefone e Internet pagos aos trabalhadores do Estado em teletrabalho

O Chega entregou no Parlamento, este domingo, um projeto de resolução no qual recomenda ao Governo que dê "o exemplo" e pague as despesas de telefone e Internet aos trabalhadores do Estado que estão em …

Governo quer que progressões na Função Pública passem a ser anuais

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu propor aos sindicatos um alongamento da tabela remuneratória da função pública e criar progressões anuais. Em entrevista ao Diário de Notícias e Dinheiro …

Há 100 dias, a direita tombou os 24 anos de poder socialista açoriano. OE2021 é a prova de fogo

Há 100 dias, deu-se uma das maiores reviravoltas da política açoriana: José Manuel Bolieiro foi empossado presidente, o PS superou o PSD no sufrágio mas a maioria de direita no Parlamento uniu forças para pôr …

Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas, "muito mais" do que as necessárias

Em entrevista à agência Lusa, Marta Temido anunciou que Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a covid-19. Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a covid-19, “muito mais” do …

As mulheres na corrida a Marte (uma é portuguesa e sonha caminhar no Planeta Vermelho)

A chegada do veículo Perseverance da NASA a Marte teve dedo de várias mulheres, umas das quais a portuguesa Florbela Costa, Engenheira Aeronáutica do grupo suíço Maxon que falou com o ZAP sobre a sua …