Liga inglesa não regressa antes de 1 de junho

Peter Powell / EPA

O Governo britânico anunciou, esta segunda-feira, que o desporto profissional não regressa antes de 1 de junho. Depois, os jogos deverão decorrer à porta fechada.

O Governo britânico deu a conhecer o plano para o desconfinamento “lento e gradual” do país e, esta segunda-feira, anunciou que o desporto não regressa antes de 1 de junho.

Na segunda fase do plano, após o início de junho, serão “permitidos eventos culturais e desportivos, à porta fechada, para transmissão televisiva, evitando o risco de contágio em larga escala”, lê-se no documento publicado pelo Executivo, citado pelo jornal A Bola.

O mesmo documento esclarece ainda que a abertura dos estádios ao público “só será possível mais tarde, dependendo de uma redução significativa do número de infeções” de covid-19.

Em junho, escolas, infantários e lojas também poderão reabrir e, em julho, será a vez da restauração e da hotelaria. À semelhança de António Costa, o primeiro-ministro inglês, Boris Johnson, afirmou que não hesitaria em voltar atrás, se a situação epidemiológica piorasse.

As autoridades sanitárias recomendaram aos cidadãos, pela primeira vez, para cobrirem o rosto em espaços fechados, onde não é possível assegurar o distanciamento social.

A partir de quarta-feira, as pessoas já poderão exercitar-se ao ar livre as vezes que entenderem, embora essas atividades continuem restritas a uma vez diária na Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales.

O Reino Unido elevou, hoje, o número total de mortes com covid-19 para 32.065, depois de registar 210 novos óbitos nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas, as autoridades sanitárias realizaram 100.490 testes que detetaram 3877 novos contágios.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE