O Lesoto, o país com um estranho registo limpo de covid-19, regista primeira infeção

Nic Bothma / EPA

O Lesoto era, até hoje, o único país do continente africano sem casos confirmados. A disparidade na capacidade de testes entre os países é um fator de incerteza no controlo da epidemia de covid-19 na região.

O Lesoto, o único país em África que permanecia até agora sem casos de covid-19, anunciou esta quarta-feira ter registado a primeira infeção, correspondente a um cidadão vindo do estrangeiro.

“O que o Centro Nacional de Comando de Emergência do Lesoto [NECC] pode confirmar é que o caso é importado do Médio Oriente, sem sinais ou sintomas”, explicaram as autoridades sanitárias do pequeno reino, localizado no meio da África do Sul, através do Twitter.

Numa declaração oficial, o Ministério da Saúde do Lesoto explicou que o resultado positivo foi confirmado esta terça-feira, após a realização de 81 testes entre pessoas que tinham vindo da África do Sul e da Arábia Saudita.

O Lesoto era o único país do continente africano sem casos confirmados, embora a disparidade na capacidade de testes entre países seja um fator de incerteza no controlo da epidemia na região. O pequeno reino do Sul não tem capacidade para testar a própria doença e, até à data, apenas foram realizados 597 testes com a ajuda de laboratórios sul-africanos (301 dos quais estão ainda pendentes).

Há muito poucos países sem qualquer caso confirmado de covid-19. Há exceção de dez ilhas no Oceano Pacífico e dois estados com regimes autoritários (Coreia do norte e Turquemenistão), todos os países do globo combatem o novo coronavírus.

Nestes casos, a inexistência do vírus é fácil de explicar, quer pela insularidade longínqua, quer pela falta de credibilidade das estatísticas. No entanto, há outro país com um registo limpo que é mais difícil de compreender.

Os números oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS) e a base de dados da Universidade Johns Hopkins não atribuíam, até hoje, qualquer caso ao Lesoto.

Kathleen McCarthy, representante do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas no Lesoto, explicou ao Expresso que “é muito difícil acreditar que não haja casos” neste país africano, “uma vez que o país está completamente rodeado pela África do Sul, onde há milhares de casos confirmados”.

A África do Sul, com pouco mais de 10 mil casos positivos, é o país africano mais afetado pela covid-19. “As fronteiras com a África do Sul são conhecidas por serem muito porosas e é um facto bem conhecido que há pessoas que a atravessam ilegalmente e entram no país sem ficarem de quarentena ou sem serem testadas“, explicou ainda a responsável.

O Lesoto está completamente dependente do país vizinho para fazer testes à covid-19, devido à limitada capacidade do setor da saúde deste país.

“No PAM estamos particularmente preocupados com as consequências humanitárias que a covid-19 já está a ter num dos países mais pobres do mundo. O Lesoto tem a segunda taxa mais alta de HIV do mundo [o primeiro é a Suazilândia] e está agora a lidar com duas emergências nacionais”, explicou ainda, referindo-se à covid-19 e à seca muito grave que o país enfrenta.

De acordo com o semanário, a 6 de maio, o Lesoto pôs fim a cinco semanas de confinamento e os impactos económicos são devastadores.

“Estima-se que o número de pessoas em situação de insegurança alimentar aumente de cerca de 500 mil para perto de 900 mil até setembro deste ano”, projetou McCarthy, que salientou que a pandemia de covid-19 pode ser o início de uma pandemia de fome no país africano.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nakajima recusa-se a treinar com a equipa portista

O avançado japonês recusa-se a treinar com o restante plantel portista, tendo invocado os problemas de saúde da mulher, e está naturalmente de fora do jogo desta quarta-feira com o Famalicão. Esta terça-feira, na conferência de …

Tribunais retomam atividade. Juízes recusam fazer julgamentos em salas sem condições

Os tribunais retomam hoje a realização de diligências presenciais, mas dirigentes do setor anteveem que o regresso à atividade normal será assimétrico e progressivo, sendo em alguns casos difícil assegurar totalmente as medidas de segurança …

Espanha sem mortes pelo segundo dia consecutivo. Há 41 mil profissionais de saúde infetados

Espanha registou esta terça-feira o segundo dia consecutivo sem mortes associadas à covid-19, mantendo-se o total 27.127 de óbitos desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades de saúde. O ministério da Saúde de Espanha informou …

Petição pela "anulação imediata" do Avante já conta com mais de 16 mil assinaturas

Uma petição online para a "anulação imediata" da Festa do Avante!, a festa anual organizada pelo PCP, conta já com mais de 16 mil assinaturas. Às 10:30 desta quarta-feira, a petição, disponível no portal Petição Pública, …

Venda de Wendel ao Everton sofre revés. Nápoles e Nice entram em jogo

A licença de trabalho pode deitar por terra uma eventual transferência de Wendel para o Everton. O Nápoles é o favorito na corrida à sua contratação, mas o Nice também está atento. As negociações entre o …

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

A “cerimónia simbólica” comemorativa do Dia de Portugal que se realizará no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, terá apenas oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do 10 de Junho, …

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …