Estes leões-marinhos são os “campeões” do maior shutdown da história dos Estados Unidos

Uma colónia com cerca de 60 elefantes-marinhos invadiu uma praia na Califórnia e parece de lá não querer sair. Devido ao shutdown norte-americano não foi ainda possível retirar os animais – se um “campeão” houvesse desta que foi a maior paralisação da história política dos EUA seriam estes enormes mamíferos.

Estes elefantes-marinhos, cujos machos podem chegar a pesar 400 quilogramas, continuam a morar em Drakes Beach, uma praia no norte da Califórnia, e ninguém sabe ao certo quando lá chegaram, uma vez que a equipa responsável pela administração da vida selvagem não estava a trabalhar devido à paralisação do Executivo norte-americano.

Aproveitando a falta de vigilância, os elefantes-marinhos tomaram de assalto a praia, derrubando cercas até lá chegar. Os funcionários federais viram-se obrigados a encerrar os acessos à praia e a pedir especial atenção aos habitantes locais.

De acordo com o San Francisco Chronicle, os responsáveis do Serviço Nacional de Parques dos EUA só descobriram a colónia no domingo, quando o parque voltou a abrir após o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decretar o fim do shutdown. E estes animais parecem mesmo estar a prosperar no seu novo habitat: têm mais de 35 pequenas crias.

Apesar de os serviços federais já não estarem paralisados, não foi ainda possível resolver a situação e, por isso, as autoridades pedem aos residentes da região que se mantenham afastados, evitando que os animais fiquem nervosos com a presença humana.

Em declarações à CNN, John Dell’Osso, do Serviço Nacional de Parques dos Estados Unidos, disse nunca ter visto algo assim, pelo menos em número. “Já aconteceu vir aqui parar um elefante-marinho, mas não 60”, revelando que os animais tiveram entretendo cerca de “35 a 40 crias, que estão a ser amamentadas pelas suas progenitoras”.

“Queremos apenas que as pessoas tenham alguma paciência porque estamos a tentar resolver o problema”, acrescentou o responsável.

Normalmente, explica o Gizmodo, os elefantes-marinhos vivem numa praia separada desta, com penhascos de 30 metros de altura. No entanto, as marés altas ou até tempestades podem ter levado os elefantes-marinhos a invadir a vizinhança.

A maior paralisação política dos EUA

O shutdown levando a cabo por Donald Trump deixou cerca de 800 mil funcionários públicos sem salários, suspendendo vários departamentos federais. Alguns funcionários públicos viram-se obrigados a recorrer a bancos alimentares.

A paralisação parcial durou 35 dias, tornando-se a mais longa da história política dos Estados Unidos, tendo ultrapassado o recorde de 21 dias estabelecido durante a presidência de Bill Clinton, em janeiro de 1996.

O Presidente norte-americano decretou o shutdown depois de ver recusado o financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México, a sua maior bandeira eleitoral. Segundo os cálculos da S&P Global Ratings, a economia dos Estados Unidos sofreu perdas de, pelo menos, 6 mil milhões de dólares durante o shutdown, custando mais do que o muro idealizado por Trump.

Os números dão conta que estas perdas superam em 300 milhões os fundos solicitados por Trump para a construção do muro fronteiriço. Em dezembro passado, o Presidente pediu 5,7 mil milhões de dólares para criar a infraestrutura.

SA, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma rua no Texas onde todas as casas foram impressas em 3D

Esta é a primeira comunidade de casas impressas em 3D nos EUA que está pronta a receber habitantes. A construção torna as habitações mais resistentes ao fogo e a inundações. Chama-se East 17th Street e fica …

A filha de Picasso doou nove obras do artista espanhol a França

A família de Pablo Picasso doou nove obras do artista ao Estado francês, que serão agora integradas no Museu Picasso, em Paris. Maya, a filha de Pablo Picasso, doou nove obras do artista como parte de …

Dormir bem? Depois da pandemia, não

O novo coronavírus criou uma "nação" de pessoas com insónias. Trabalhar menos horas pode ajudar. Insónias. Já eram um problema para muita gente até ao início de 2020 mas a pandemia que mudou o mundo também …

"Não posso ficar sentado a ver-nos voltar a 1972". Médico desafia a lei no Texas e admite que já fez um aborto

Um médico texano escreveu uma coluna de opinião no Washington Post a admitir que já fez um aborto no estado, depois da lei que proíbe interromper as gravidezes após seis semanas ter entrado em vigor. Em …

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …