Lello paga 70 mil euros para ter uma primeira edição de Harry Potter

A Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada pela Lello sobre um dos raros exemplares da primeira edição em inglês de “Harry Potter e a pedra filosofal” foi bem sucedida, anunciou a livraria portuense.

Segundo noticiou o Expresso nesta quinta-feira, a livraria tinha definido como prazo para a concretização deste negócio o duplo aniversário da célebre personagem Harry Potter e da sua criadora, J.K. Rowling, celebrado na quarta-feira.

A Lello, a comemorar o seu 113.º aniversário, tinha anunciado o lançamento desta OPA sobre um exemplar da Livraria Blackwell´s, em Oxford, a 13 de janeiro. Ao comunicar o sucesso da aquisição, sublinhou que esta primeira edição “foi extensivamente examinada pelo biógrafo da autora J.K. Rowling, Philip Errington, do departamento de livros raros e manuscritos da Sotheby´s”.

A livraria portuense, apontada como uma das mais bonitas do mundo, comprou também primeiras edições dos outros seis livros da saga do jovem feiticeiro, todos assinados pela autora e já em exposição nas suas instalações que são um dos principais pontos de atração turística da cidade.

“Com esta aquisição, a Livraria Lello aprofunda ainda mais a sua missão de valorizar o livro raro como objeto de valor simbólico literário e, também, como investimento económico”, disse a livraria no comunicado em que anunciou “um grande espetáculo para milhares de leitores e fãs de Harry Potter” a 13 de setembro.

A Lello também tinha anunciado estar disposta a pagar 250 mil euros por um exemplar da 1.ª edição de “Os Lusíadas” e 1500 euros por uma cópia da Gazeta da Restauração, de 1641, mas não conseguiu concretizar as aquisições dentro do prazo que tinha estabelecido: 10 de junho, o Dia de Camões, para “Os Lusíadas” e 03 de maio, Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, para a “A Gazeta da Restauração”.

  TP, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE