Lar de Évora diz aguardar licença há anos, câmara reitera ser ilegal

O advogado da proprietária do lar em Évora onde surgiu um surto de Covid-19 alegou esta segunda-feira que o pedido de licença camarária aguarda resposta “há quatro anos”, mas o município reiterou ser ilegal a localização da instituição.

“O lar está em processo de licenciamento”, disse esta segunda-feira à agência Lusa o advogado Vítor Saruga, mandatário da proprietária do lar, que funciona na Quinta da Sizuda, na periferia de Évora, onde “29 utentes e 10 funcionários estão infetados” com Covid-19.

Segundo o causídico, houve “uma decisão por parte da Segurança Social, em 2016, para encerrar o lar, no prazo de 30 dias”, por a instituição “não cumprir uma série de normas exigidas”.

“Foi aí que se deu início ao processo de licenciamento. Entregámos à câmara o projeto de arquitetura, o projeto de segurança, enfim, foi tudo foi feito para o lar ser licenciado. E ficámos a aguardar uma resposta oficial da câmara, há quatro anos”, alegou.

Desde então, o lar, mesmo sem estar licenciado, “continuou a funcionar” e “as únicas diligências que se fizeram foi colocar aquilo que não dependia da licença de utilização”, ou seja, foram feitas “todas as pequenas obras necessárias para cumprir os requisitos exigidos pela Segurança Social”.

“Houve visitas por parte da Segurança Social e contactos com a proprietária, muitas vezes meramente a título informal, a perguntar como é que estavam a decorrer as obras” ou “o processo de licenciamento junto da câmara e nada mais”, acrescentou.

Sobre o aparecimento do surto de Covid-19 na entidade, Vítor Saruga afiançou que “todas as normas emitidas pela Direção-Geral da Saúde estavam a ser cumpridas” e disse que o lar tem plano de contingência: “Existia tudo”.

O primeiro caso positivo detetado no lar foi o de um idoso transportado, na quinta-feira, para o HESE, onde fez o teste à doença.

No dia seguinte, o presidente da câmara, Carlos Pinto de Sá, adiantou à Lusa que o lar está ilegal por se localizar numa zona da cidade cujo plano de urbanização não permite este tipo de estruturas e assinalou que a proprietária estava “a procurar legalizar” a instituição.

Numa conferência de imprensa esta segunda-feira, questionado sobre a alegada espera de quatro anos, o autarca frisou que “uma coisa são os contactos que estão estabelecidos, outra coisa é o processo necessário para a legalização”.

“Há um problema” pois, “naquela zona urbana, o regulamento não prevê a localização de lares”, insistiu, admitindo, contudo que, “numa revisão do plano”, futuramente, “haverá possibilidade de considerar” alterar aquele instrumento de ordenamento territorial.

O município, “no imediato, de acordo com os instrumentos de ordenamento que tem, não podia licenciar, mas mostrámos a nossa disponibilidade para ajudar a resolver o problema, uma vez que houve vontade mostrada pela proprietária, na altura, de encontrar uma solução”, sublinhou.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) revelou esta segunda-feira à Lusa “a existência de um inquérito relativo” ao lar na Quinta da Sizuda, “que corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora” e que “foi instaurado antes do período pandémico” da Covid-19, mas não adiantou qual o foco do processo.

O advogado Vítor Saruga, que disse desconhecer a existência de qualquer inquérito judicial antes deste ser falado na comunicação social, no fim de semana, disse à Lusa que requereu “de imediato a constituição voluntária” da proprietária do lar “como arguida” para “ser ouvida em primeiro interrogatório e poder prestar todos os esclarecimentos necessários à descoberta da verdade material”.

Segundo a câmara, o surto já causou 39 casos positivos no lar, nomeadamente 29 idosos, dos quais oito estão internados, e 10 trabalhadores (a Autoridade de Saúde apenas confirma nove funcionários). Há ainda mais seis casos na comunidade relacionados com este foco no lar.

Uma residência de estudantes da Universidade de Évora vai acolher os utentes do lar infetados com Covid-19 e que não necessitam de internamento hospitalar, estando a transferência prevista para terça ou quarta-feira, indicou o autarca.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …