Kim Jong-un tem nova cartada para impulsionar a economia da Coreia do Norte

(dv) KCNA / YONHAP

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

Numa altura em que o país se encontra fragilizado economicamente, devido a sanções da comunidade internacional e à pandemia de covid-19, o líder norte-coreano quer trazer um novo folêgo ao país e está a apostar na construção de um grande empreendimento habitacional no centro da capital.

Em Pyongyang, a principal propriedade ribeirinha, que permaneceu intocada durante mais de uma década, irá agora dar lugar a um prédio que estará repleto de apartamentos.

Segundo o Wall Street Journal, o moderno empreendimento representa uma engrenagem na estratégia nacional de Kim Jong Un para se mostrar forte e invencível, numa altura em que o país atravessa vários problemas económicos.



Imagens de satélite mostram os apartamentos de luxo ao longo do rio Pothong e revelam que o local fica perto da sede do Partido dos Trabalhadores da Coreia, na Praça Kim Il Sung.

O jornal norte-americano realça que, tendo em conta as imagens, o conjunto de edifícios de apartamentos parece ter pelo menos 15 andares, sendo que alguns têm terraços. Estima-se que os prédios irão contar um total de 800 casas quando concluído.

A construção surge num momento em que a Coreia do Norte tem muito pouco aonde se agarrar. O facto do país estar de costas voltas com o resto do mundo faz com o que o líder seja obrigado a tomar medidas mais drásticas que têm o objetivo de mostrar à comunidade internacional que o regime é capaz de sobreviver com os seus próprios meios.

Em visita às obras, Kim Jong Un reforçou esta semana que os apartamentos serão “presentes para os trabalhadores”, reservados para profissionais como cientistas, educadores e escritores.

Em janeiro, numa rara reunião do Congresso do Partido dos Trabalhadores, Kim referiu que a economia estava a passar pelo seu pior momento e por isso queria que os próximos cinco anos incluíssem um desenvolvimento radical, prometendo criar um “país socialista próspero no qual todas as pessoas desfrutem da felicidade”.

O WSJ recorda que o comércio transfronteiriço com a China, o maior parceiro comercial da Coreia do Norte, caiu drasticamente no ano passado, quando o país fechou as suas fronteiras, o que pode ter ajudado a que a economia estatal se retraísse fortemente.

Agora, Kim Jong Un une todas as forças para tentar desenvolver o país, mas a Coreia do Norte continua a ser um dos países mais pobres do mundo.

Apesar dos media estatais de Pyongyang realçarem que têm casas suficientes para albergar a população de cerca de 25 milhões de pessoas, os dados estatísticos não corroboram tais afirmações.

De acordo com um relatório económico ao qual o WSJ teve acesso, a oferta de habitação no país é apenas de 60 a 80% da necessária, o que leva a que famílias extensas vivam juntas ou aluguem quartos a estranhos.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

O Projeto Galileu quer provar a existência de aliens através da tecnologia deixada para trás

Investigadores vão centrar o seu trabalho na procura de objetos físicos associados a equipamento tecnológico extraterrestre, em oposição às pesquisas anteriores que se focaram em sinais eletromagnéticos. Um grupo de investigadores de Universidade de Harvard está …

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …