Há dois anos, Juli Briskman mostrou o dedo do meio a Trump. Agora, foi eleita na Virgínia

Dois anos depois de ter sido fotografada a mostrar o dedo do meio à comitiva presidencial que a ultrapassou quando andava de bicicleta, Juli Briskman foi eleita pelo distrito de Algonkian para o órgão legislativo do condado de Loudoun, na Virgínia.

Em outubro de 2017, Juli Briskman foi fotografada a mostrar o dedo do meio à comitiva de Donald Trump, que a ultrapassou enquanto andava de bicicleta. A fotografia captada por um dos fotógrafos que seguiam na caravana presidencial fez com que Juli fosse despedida da empresa onde trabalhava.

Agora, dois anos depois, a mesma fotografia ajudou-a a derrotar a republicana Suzanne Volpe e a ser eleita para um lugar no conselho de supervisores do condado de Loudoun, na Virgínia, Estados Unidos.

“Afinal, um certo campo de golfe, propriedade de um certo presidente, faz parte do distrito de Briskman. ‘Não é doce esta justiça?’ perguntou ela, com a gargalhada a sugerir que sabia a resposta para a sua própria pergunta”, escreveu no Twitter.

Na altura da fotografia, Briskman contou que o gesto não foi pensado e que tinha sido uma reação impulsiva. “Era a única forma que tinha de expressar a minha opinião. Ele não ia ouvir-me através dos vidros à prova de bala. Por isso era a única forma de eu poder dizer o que queria dizer, certo?”, disse ao The Guardian.

Em pouco mais de uma semana, conta o Observador, a mulher foi despedida da Akima, a empresa onde trabalhava há cerca de meio ano e que era uma das contratantes do Governo norte-americano. Agora, dois anos depois, conseguiu ser eleita para o cargo a que concorreu.

As eleições na Virgínia são consideradas uma espécie de barómetro para as presidenciais. Os democratas conquistaram tanto a Câmara dos Representantes (54 contra 43) como o Senado estadual (21 contra 19), pela primeira vez desde 1994.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Continua a pairar perigosamente". Relógio do Juízo final mantém-se a 100 segundos do Apocalipse

A Humanidade nunca esteve tão perto do Apocalipse, alertam os cientistas responsáveis pelo "Relógio do Juízo Final", que decidiram mantê-lo na mesma posição do ano passado, a 100 segundos da meia-noite. O relógio, que é uma …

A primeira bateria doméstica de hidrogénio armazena três vezes mais energia do que uma da Tesla

Para usar energia solar doméstica, é preciso gerar energia quando o Sol brilha e armazená-la quando não aparece. Para isto, as pessoas usam normalmente sistemas de bateria de lítio. Porém, a empresa australiana Lavo construiu …

Um oásis LGBTQ, Budapeste é posto à prova pelo populismo e pela pandemia

Budapeste é um oásis para a comunidade LGBTQ, mas a cena drag da capital húngara vê-se ameaçada pela pandemia de covid-19 e pelas políticas conservadoras e populistas de Viktor Orbán. Durante muitos anos, Budapeste desfrutou a …

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …

Voto prévio no Senado aponta para absolvição de Trump

Na terça-feira, 45 dos 50 republicanos no Senado votaram contra a continuidade do julgamento ao ex-Presidente Donald Trump, considerando inconstitucional que um chefe de Estado que já terminou o mandato seja julgado no Congresso. De acordo …

Estudo revela que um terço dos inquiridos foi vítima de violência doméstica pela primeira vez na pandemia

Quinze por cento dos inquiridos num estudo sobre violência doméstica em tempos de covid-19 reportou a ocorrência deste crime na sua casa e um terço das vítimas disse ter sido agredida pela primeira vez durante …