Jorge Sampaio nega qualquer acordo para dissolver AR em 2004

José Coelho / Lusa

O antigo presidente da República, Jorge Sampaio

O antigo presidente da República, Jorge Sampaio

O antigo Presidente da República Jorge Sampaio negou este domingo qualquer tipo de combinação na dissolução do Parlamento em 2004 e afirmou-se uma pessoa “de boa fé” e sem arrependimentos.

Convidado no ciclo de conversas, no Centro Cultural de Belém, da jornalista Anabela Mota Ribeiro, Jorge Sampaio acabou por abordar a polémica dissolução do Parlamento quando o social-democrata Pedro Santana Lopes era primeiro-ministro, ainda que sem nunca falar diretamente do atual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, nem responder às suas críticas.

Num livro (biografia política) que será lançado na segunda-feira, Jorge Sampaio diz que se fartou de Santana Lopes como primeiro-ministro e que este estava a deixar o país à deriva. Na última semana, Santana Lopes tem-se desmultiplicado em críticas a Sampaio (às quais este não respondeu) e pediu mesmo um debate televisivo sobre o assunto.

Santana disse, por exemplo, que Jorge Sampaio tem “um peso terrível” na consciência por ter dissolvido o Parlamento em 2004 e permitir um executivo que “pôs o país à deriva” e que, na decisão, o que pesou foi o pedido de empresários e banqueiros e não do povo.

“Tem havido uma ideia de que é tudo uma coisa sinistra, combinada, é tudo absolutamente mentira”, afirmou Jorge Sampaio quando questionado sobre o assunto, embora falando sempre de forma geral sobre o tema.

Sampaio lembrou que no seu mandato teve dois primeiros-ministros que “se foram embora”, recordou a saída de António Guterres em 2001 do Governo e o convite que lhe foi feito em 1999 para presidir à Comissão Europeia, e falou da dificuldade que disse ter em não dissolver logo o Parlamento quando da saída de Durão Barroso.

E, depois, o convencimento de que “só a dissolução” podia servir o país, porque “havia sinais maiores que apontavam para a legitimação popular”.

Sampaio falou ainda da sua ‘queda’ para promover diálogos, da sua “preocupação antiga” de dar estabilidade (“tive sempre governos minoritários”), mas também da sua forma de ser, de ouvir mas de tomar decisões sozinho. Foi assim quando se candidatou à Câmara de Lisboa, depois também a Presidente.

E é um homem sem arrependimento. Disse-o por duas vezes, que já não tinha idade para arrependimentos, que não se arrepende de nada.

A polémica com Santana Lopes foi pouco falada. Na verdade a maior parte do tempo Jorge Sampaio, uma pessoa “de boa fé” e não “ordinária” falou dos pais e da infância, dos tempos de estudante e depois dos cargos públicos. E contou histórias, a maior parte delas que fizeram rir a audiência, acabando-as muitas vezes com a frase “foi assim que aconteceu”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China constrói centro de quarentena em Hebei para quatro mil pessoas

Um centro de quarentena com capacidade para mais de quatro mil pessoas está a ser construído na cidade de Shijiazhuang, com 10 milhões de habitantes, na província de Hebei, afetada por um surto de covid-19. Imagens …

Especialistas preveem mais birras e frustrações nas crianças durante o novo confinamento

A falta das brincadeiras e da socialização, aliadas a um aumento da exposição aos ecrãs, podem originar mais birras, desentendimentos e frustrações das crianças e jovens que regressam a casa para um novo confinamento, asseguram …

Musk oferece prémio de 100 milhões por tecnologia para capturar carbono

Elon Musk lançou um novo desafio: O CEO da Tesla e da SpaceX vai oferecer um prémio de 100 milhões de dólares a quem projetar uma tecnologia eficaz de captura de carbono. Elon Musk sabe que, …

PSP multou 406 pessoas (e deteve 16) este fim de semana

A PSP deteve, durante o passado fim de semana, 16 pessoas e multou 406 por incumprimento do dever geral de recolhimento, num total de 621 operações de fiscalização. Dos detidos, “dez foram por desobediência ao …

SpaceX envia recorde de 143 satélites e cinzas humanas num único foguete

A SpaceX enviou no domingo um recorde de 143 satélites num único foguete, como parte do novo programa de carga partilhada entre empresas a um custo mais baixo, entre elas a funerária Celestis, que mandou …

Viagens de residentes caíram 84,8% para fora e 18,5% em Portugal no 3.º trimestre de 2020

As viagens turísticas de residentes em Portugal diminuíram 84,8% com destino ao estrangeiro e 18,5% em território nacional, no terceiro trimestre de 2020, em termos homólogos, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Segundo as …

Santander encerrou 60 balcões em 2020 e prevê fechar mais 30 até março

O Santander encerrou 60 balcões em 2020 e estima fechar mais cerca de 30 este trimestre, numa adaptação ao modelo de negócio que diz obrigatória para sobreviver. A Comissão Executiva do Santander, que assina a carta enviada …

Instituto Pasteur interrompe desenvolvimento de vacina

O Instituto Pasteur anunciou esta segunda-feira ter parado o desenvolvimento do seu principal projeto de vacina contra a covid-19, porque os primeiros ensaios demonstraram ser menos eficaz do que se esperava. Um outro agente francês, o …

Maduro anuncia "gotas milagrosas" 100% eficazes contra a covid-19

Este domingo, o Presidente venezuelano Nicolás Maduro apresentou um suposto medicamento desenvolvido no país que descreveu como "gotas milagrosas", 100% eficazes contra a covid-19. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apresentou este domingo umas gotas que …

Associação de Juízes pede urgência na aprovação de lei sobre suspensão de prazos processuais

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) pediu esta segunda-feira ao Governo e ao parlamento a "maior urgência" na aprovação da proposta de lei que determina a suspensão dos prazos nos processos judiciais não urgentes. Segundo …