John McAfee cria criptomoeda física e entra na corrida à presidência dos EUA

John McAfee / Facebook

John McAfee, criador do antivírus com o mesmo nome

Uma das personagens principais da cibersegurança, John McAfee, anunciou a sua candidatura à presidência dos Estados Unidos. Além disso, vai lançar uma das suas mais recentes criações: a sua moeda física baseada em criptomoedas.

A lenda da segurança quer ser o próximo Presidente dos Estados Unidos. John McAfee, criador do antivírus com o mesmo nome, anunciou, este domingo, que irá candidatar-se nas próximas eleições, já em 2020.

Mas esta não é a primeira vez que McAfee envereda pela política. Em 2016, foi pré-candidato pelo Partido Libertário dos Estados Unidos. No entanto, perdeu a candidatura para Gay Johnson.

John McAfee considera-se liberal e defende a descriminalização da droga. Ainda assim, em 2020, irá centrar-se na defesa do uso de criptomoedas. “Apesar de resistências passadas, decidi candidatar-me novamente em 2020. Se o Partido Libertário me pedir, candidatar-me-ei por eles. Se não, vou criar o meu próprio partido. Acredito que isso servirá à comunidade de criptografia fornecendo a melhor plataforma de campanha”, escreveu.

Além de já ser conhecido por ser uma personagem controversa da política americana, o programador ganhou notoriedade graças a mais uma das suas criações. Desta vez, o grande defensor do sistema financeiro vai lançar a McAfee Redemption Unit (MRU), a sua moeda física baseada em criptomoedas.

A moeda está conectada a uma rede em blockchain, cuja segurança é garantida por tokens. As notas serão lançadas em sete tipos e valores diferentes, sendo que quatro delas têm impresso o rosto de McAfee. Uma só nota poderia valer até 500 MRU.

Não é boato. A McAfee Redemption Unit é real e chega daqui a 26 dias. A imagem está em baixa resolução – não quero mostrar muito. Impresso em papel moeda, holografia de ambos os lados, serializado, vinculado à blockchain, resgatável, conversível, colecionável”, informou McAfee no Twitter.

Mas, afinal, quanto vale o papel? O valor inicial será de 9,95 dólares (8,5 euros) e pode ser resgatado, de acordo com o criador, numa reunião de apenas um minuto com o próprio McAfee.

Ao todo, foram impressas 341 milhões de notas, num total de 6,05 milhões de MRU, o que equivale a 60,2 milhões de dólares, quase 51,5 milhões de euros.

ZAP // CanalTech

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

    • Não é a partir do nada tem custos para criares um smart contract e para manteres a network estável. A partir do nada é o que os bancos centrais fazem com fiat currency imprimem até mais não e depois põe se a comprar títulos financeiros para diminuir a oferta da moeda em circulação, ridículo.

      • O Casanova revela alguma simplicidade no processo de gestão da moeda nas nossas economias e parece esquecer-se da necessidade de qualquer moeda de… ter aceitabilidade generalizada, coisa que as suas “pseudo-moedas” da treta não têm. Até pode usar grãos de areia como moeda! Sabia?! Tem é de dar para conservar valor para o futuro, ser unidade de conta e ter aceitabilidade generalizada.
        As suas “moedinhas” não servem para nada disto. Eu não as aceito, assim como grande parte do mercado, logo não existe nenhuma forma de me assegurar numa perspetiva de médio/longo prazo que aquilo terá algum valor. A generalidade dos bens não está cotada em pseudo-tretas.

        • Oh boy! Como a ignorância neste país é enorme… Isto é quase como dar uma aula a uma parede, as mentes já estão formatadas. Mas vou tentar explicar me da melhor maneira. Criptomoedas são tão complexas quanto o nome soa vem de criptografia e são pura matemática, não há nada melhor que matemática. As moedas são uma reserva de valor são um meio de pagamento e são um motivo de especulação esta é a teoria macroeconômica de keynes, reseva de valor check para muitas pessoas de paises com moeda nacional inflacionária a bitcoin é a melhor reserva de valor ( exemplo venezuela, argentina…) meio de pagamento também o é porque cada vez mais lojas empresas aceitam bitcoin como meio de pagamento, bem e especulação nem preciso de dizer porque isso é o que há mais. Vê se bem que o seu conhecimento de economia e mercados é escasso, a moeda tem o valor que tem porque é um meio de comunicação e de transação e porque tem confiança que os bancos centrais sabem medir a oferta monetária (que lhe posso por aqui a equação se o desejar) ora esta confiança pouco tempo mais durará, no próximo ciclo económico que já se vê a chegar irá derrubar a restante confiança nos bancos( uma facto interessante os bancos têm em média 5% do nosso dinheiro nos depósitos, ou seja, se 100 pessoas fossem ao banco levantar dinheiro apenas 5 saiam de lá). O valor destas criptomoedas vem do seu intrinsic value que é a tecnologia por trás a blockchain, isto já é muito por agora para a sua cabeça, se quiser mais uma aula avise.

          • O senhor revela bem que a sua crença o torna cego e totalmente ignorante e incapaz de estabelecer qualquer raciocínio. lógico. Para além de mercados, moeda e economia… ser um perfeito bruto, um zero à esquerda. Não perderei muito tempo a dar-lhe uma aula porque necessitaria previamente de muitos conceitos elementares mas que o meu caro revela bem nunca ter adquirido.
            Fico-me pelas pérolas

            “…reseva de valor check para muitas pessoas de paises com moeda nacional inflacionária a bitcoin é a melhor reserva de valor…” assim com o dólar, o euro… enfim… palermices. Sim os venezuelanos vão em massa comprar criptomoedas!? O amigo é deste mundo ou é um ET?

            “…meio de pagamento também o é porque cada vez mais lojas empresas aceitam bitcoin como meio de pagamento…” sim, aqui no café ao lado, no continente, na fnac, na porsche aqui do porto pago tudo em bitcoins. Se o caro amigo se levasse a sério, então eu faria um esforço maior para poder compreender essa sua desarrumação mental.

            “…Vê se bem que o seu conhecimento de economia e mercados é escasso, …” depois de tudo o que referiu e que aqui destaquei ainda se sai com esta tirada. O senhor é que é um perfeito anormal, delirante, sem qualquer conhecimento deste tema, para além das generalizadas palermices de conversa de cibercafé. Em tudo isto escapa-lhe o essencial: não percebe que esta é uma função que estará sempre sob a alçada dos Estados (direta ou indiretamente) e fortemente regulamentada e não de um qualquer palerma… como o caro amigo! Não consegue perceber?!E daí advêm as caraterísticas fundamentais de qualquer moeda. E nalguns casos nem mesmo assim. Procure novamente estudar economia mas desta vez vá mais longe e vá ao direito de cunhar moeda e cobrar impostos. Parece-me que nessas aulas terá ficado pelo bar. Ou então terá tirado o curso nalguma coisa manhosa a um domingo à tarde.

            • – O meu amigo deve pensar que as lojas/empresas passam aceitar bitcoin da noite para o dia… Enfim tenho que lhe dar os parabéns, deixou me sem palavras com tremenda estupidez, “uma função que estará sob a alçada dos Estados” incorreto chamam se bancos centrais amigo, o bce está se nas tintas para portugal quando está a imprimir moeda.
              – “e não de um qualquer palerma…como o caro amigo” – não sei se o senhor sabe o que significa descentralização mas procure no dicionário.
              – para o senhor estimular o seu cérebro, que bem precisa vá ver a desvalorização do dólar em anos e depois fique calado.
              – o senhor claramente que não sabe o que se passa na venezuela…
              – falar em crença numa das maiores revoluções tecnológicas nem consigo descrever tal barbaridade. Um concelho veja Andrea Antonopoulos iria fazer lhe bem mudar essa atitude azeiteira e ganhar algum conhecimento para variar.
              – se esta nova tecnológica fosse tão má e tão inútil como o senhor descreve não sei o motivo que leva a esta corrida de empresas e até de bancos em incoroporarem a blockchain ( antes que diga algo a blockchain não funciona sem incentivos das criptomoedas).

              Passe bem, pois claramente que com mentalidades fechadas não há nada para aprender.

            • Não há nada como desfrutar da vida e esperar para ver quem tem razão, 10 anos devem chegar para ver o potencial da descentralização no mundo.
              Vou me certamente lembrar de pessoas como o senhor que tiveram relutância e falta de visão.

            • O caro amigo é ignorante mas não pense que os outros são como você. Se ler bem, disse e repito “…não percebe que esta é uma função que estará sempre sob a alçada dos Estados (direta ou indiretamente) …” O caro amigo, de tão limitado que aparenta ser, não compreende de onde advém o poder do Banco Central. Depois, não consegue compreender toda esta realidade que envolve uma moeda. Poderia fazer um esforço mas acho que mesmo assim nunca iria perceber. Nem todos são Ronaldos ou Einsteins. E o caro amigo, decididamente está longe de ser um Relvas quando mais um Einstein. Tende a simplificar o que desconhece, ou conhecendo não compreende. Podia ficar aqui a pregar mas sinto que, como disse inicialmente, seria falar para paredes.
              Um conselho pouco amigo: invista o seu dinheiro todo numa qualquer bitcoin da treta e daqui a dez anos veremos como está! Se está tão seguro invista tudo! O que tem a perder? Só tem a ganhar. Avance camarada!

          • Eh eh eh eh eh… já há muito tempo que não via tanta palermice pegada.
            E a frase final “…O valor destas criptomoedas vem do seu intrinsic value…” revela bem que o senhor não faz a mínima ideia do que é uma moeda e de onde lhe advém o seu real valor. Está noutra era. Parou no tempo. É jurássico.
            Passe bem e se tiver oportunidade vá ao médico.
            Já há muito que não me ria tanto, talvez por já há muito não ver tanto disparate tão condensado e ainda por cima de uma pretensa mente iluminada. O amigo é um vazio de ideias.

            • Obrigado por todoa os elogios! Criticas construtivas é o que se quer num debate económico. Palmaa…

  1. Os criptoignorantes vao sempre dizer o mesmo, chega a um ponto que mais vale deixar o cao ladrar enquando a caravana passa.

  2. O John McAfee também vai criar uma coisada destas. E o John Kaspersky também. E o John Panda também. E o John Avast e o John Avg também.

  3. Bom dia a todos,

    Estive a ler atentamente os comentários de todos e parece que o assunto é demasiado complexo para ser explicado em poucas palavras. Também ficou patente diferentes visões do mesmo assunto e que o planeta esta cheio de malucos a quem muitos chamam de visionários mas uma coisa parece-me evidente de que estamos a passos largos para uma mudança no paradigma financeiro internacional. Se passa por criptomoedas no actual modelo, penso que não mas sem duvida que a virtualização da moeda já é presente e o caminho vais ser implementação de instrumentos financeiros cada vez mais tecnológicos e virtuais.
    Acrescento ainda que à parte das pequenas ofensas as intervenções foram boas.

RESPONDER

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …

A lava do vulcão de Las Palmas já destruiu mais de 200 casas, mas uma permanece intacta na devastação

Como se protegida por um manto de invencibilidade, a construção escapou à força da lava que a serpenteou para felicidade dos seus proprietários, um casal de reformados dinamarquês que escolheu fixar-se naquele território precisamente pela …

Talibãs retomam execuções e amputação de mãos como punição

Os Talibãs voltarão às execuções e à amputação de mãos como forma de punição, avançou um dos fundadores do grupo, Nooruddin Turabi, indicando que as represálias nem sempre ocorrerão em público. À Associated Press, Turabi alertou …