Comité dos Jogos Olímpicos diz-se “aliviado” com vacina, mas pronto para realizar evento sem ela

A organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, adiados devido à pandemia, disse esta terça-feira que o anúncio do sucesso da vacina da Pfizer contra a covid-19 foi um “alívio”, mas que continua a preparar o evento sem ela.

A comissão organizadora sente “um sentimento positivo e um alívio”, disse um alto responsável de Tokyo-2020, Hidemasa Nakamura, numa conferência de imprensa.

“O que estamos a fazer agora não é pensar na vacina, porque ainda não a temos, mas sim a concentrarmo-nos nos testes, distanciamento social e também na cooperação entre atletas e outras partes interessadas”, ressalvou.

Em diversas ocasiões os responsáveis olímpicos afirmaram que a vacina não é um pré-requisito para a realização dos Jogos, agora agendados para começar a 23 de julho de 2021, embora admitam que uma vacina disponível facilitaria muito o trabalho.

Na segunda-feira, a gigante farmacêutica norte-americana Pfizer e o seu parceiro alemão BioNTech anunciaram que a sua vacina foi 90% eficaz contra a covid-19, de acordo com os resultados preliminares de um grande estudo clínico, o que seria um grande avanço terapêutico.

As duas empresas estimaram que podem produzir até 50 milhões de doses da vacina até ao final deste ano e 1300 milhões em 2021.

Enquanto alguns ainda duvidam da realização dos Jogos Olímpicos, especialmente diante do forte ressurgimento da pandemia na Europa e nos Estados Unidos, a capital japonesa acolheu no domingo o primeiro evento desportivo internacional desde a crise sanitária, um torneio amigável de ginástica.

Embora o evento envolvesse apenas cerca de 30 atletas japoneses, norte-americanos, chineses e russos, diante de apenas dois mil espetadores, Nakamura disse que testemunhou a viabilidade dos Jogos Olímpicos, apesar da ameaça do novo coronavírus.

O facto de tal competição ter ocorrido em total segurança “é uma grande mensagem”, defendeu.

O evento tinha regras muito rígidas para atletas vindos do exterior, de exames a constrangimentos nas deslocações. Os espetadores também foram sujeitos a restrições: máscaras, desinfeção das mãos, medição de temperatura e proibição de gritar.

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, que deve visitar o Japão na próxima semana pela primeira vez desde que os Jogos foram adiados, em março, também disse que a competição de ginástica em Tóquio mostrou que é “possível organizar eventos desportivos em segurança, mesmo com as restrições sanitárias vigentes”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …