Jerónimo não quer fazer a cama ao Governo (mas não se compromete com OE)

Manuel de Almeida / Lusa

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP) e líder da CDU, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP) e líder da CDU, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, garantiu hoje que o PCP não pretende “fazer a cama” ao Governo do PS, mas só votará favoravelmente o Orçamento do Estado para 2017 se não retirar direitos dos trabalhadores.

“Levaremos a nossa palavra até ao fim, como partido sério, votando, no que é bom para os trabalhadores e para o povo, a favor e votando contra aquilo que for negativo para os trabalhadores e para o nosso povo”, afirmou Jerónimo de Sousa, lembrando que o “compromisso primeiro e principal” do partido são com “os trabalhadores” e não com o Governo.

Num comício na Foz do Arelho, no concelho das Caldas da Rainha, o secretário-geral do PCP disse “não” a “alguns setores” que possam pensar que “o PCP vai fazer a cama” ao Governo do PS, mas deixou um aviso.

O partido “só se comprometeu a examinar” a proposta de Orçamento do Estado para 2017 e a “dar uma contribuição construtiva e positiva” não garantindo “votar a favor de uma coisa que nem sequer conhece”.

Só “perante a proposta concreta de OE”, o PCP decidirá o seu sentido de voto, acrescentou Jerónimo de Sousa, sublinhando que “se for bom para os trabalhadores portugueses e para o povo” o PCP votará a favor.

Se não, “se quiser reverter esta política de recuperação de rendimentos e direitos”, falará mais alto “o compromisso com os trabalhadores e com o povo” levando a que o PCP “não subscreva políticas que façam voltar tudo para trás”.

Num discurso em que não poupou críticas ao Governo, Jerónimo de Sousa voltou a queixar-se da “discriminação” de que considera ter sido alvo por parte do PS no processo de escolha de juízes para o Tribunal Constitucional (TC).

“Esta solução encontrada é um compromisso entre o PS, o PSD e o Bloco, discriminaram o PCP”, lembrou, considerando tratar-se de “um sinal de que não estamos perante um Governo de esquerda”.

“Estamos sim perante  ”, afirmou aludindo à indicação de uma lista de cinco dos 13 juízes do Tribunal Constitucional, contemplando dois nomes indicados pelo PSD e três pelo PS, sendo que um deles é considerado próximo do Bloco de Esquerda.

Jerónimo de Sousa falava perante cerca de 300 militantes e simpatizantes do partido que hoje realizou na Foz do Arelho a “Festa de Verão”, um encontro em que o líder apelou ao reforço da votação no partido para garantir “uma política patriótica e de esquerda”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes são sempre a mesma coisa. Concordam e discordam ao mesmo tempo, estão dentro e estão fora ao mesmo tempo… Enfim são uns brincalhões. Gostam de brincar com coisas sérias. É por isto que a Europa torce o nariz e desconfia da nossa capacidade de cumprir metas.
    É incrível.

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …

Entre os boletins de voto dos emigrantes, também há cheques e contas da luz

Para exercer o seu direito de voto, os eleitores portugueses residentes no estrangeiro deveriam enviar de volta para Portugal a documentação que receberam em casa – um envelope verde com o boletim de voto, dentro …

Ryanair despede 432 trabalhadores em Espanha

A companhia aérea irlandesa Ryanair confirmou esta quarta-feira a sua intenção de despedir em Espanha 432 trabalhadores das suas bases de Girona e Canárias, 327 tripulantes de cabine e 105 pilotos, informou o sindicato USO. Num …

Eleições em Moçambique. Dados preliminares dão vitória a Nyusi

Segundo as projeções de resultados da Sala da Paz, de acordo com valores “preliminares” baseados na leitura dos editais pelos seus observadores, o atual Presidente moçambicano e candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, terá sido reeleito …

"Quem acusou Sócrates tem de provar. Se não provar tem de ser punido"

O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, defende punição de procuradores da Operação Marquês, caso a acusação contra José Sócrates seja arquivada. Esta terça-feira, em entrevista à RTP, Lula da Silva defendeu a punição dos procuradores que …

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …