Jeff Bezos lança fundo para ajudar famílias carenciadas (e recebe chuva de críticas)

(dr) European CEO

Jeff Bezos, CEO da Amazon

Jeff Bezos, um dos homens mais ricos do mundo, anunciou a criação de um fundo de dois mil milhões de dólares para ajudar as famílias mais carenciadas – e foi duramente criticado.

Jeff Bezos, o CEO da Amazon, anunciou a sua intenção de doar cerca de dois mil milhões de dólares para financiar “organizações sem fins lucrativos com o objetivo de ajudar famílias carenciadas e criar uma rede de pré-escolas novas e sem fins lucrativos em comunidades com baixos rendimentos”.

Bezos fez o anuncio no seu Twitter, o qual termina com uma declaração muito humana: “enche-me de gratidão e otimismo fazer parte de uma espécie tão empenhada no auto-aperfeiçoamento”.

Embora dois mil milhões de dólares pareça muito dinheiro, este montante representa apenas pouco mais de 1% do património líquido de Bezos. Ainda assim, a discrepância entre a fortuna do empresário e o fundo milionário não foi o único detalhe a chamar a atenção.

Uma reportagem publicada em junho no The Guardian relata casos de funcionários que se magoaram em serviço e acabaram sem casa e sem condições de regressar ao emprego. Em todos os casos, os funcionários trabalhavam nos armazéns Amazon, e eram famosos pela sua eficiência e rapidez.

Os funcionários dos armazéns da Amazon são conhecidos por terem péssimas condições de trabalho e salários miseráveis. Enquanto que a riqueza dos investidores aumenta e a capitalização de mercado da empresa também, o que torna o negócio tão eficiente é o facto de depender da automação e da mão-de-obra de baixo custo.

Este panorama lança o caos perante a atitude filantrópica de Bezos: há um problema de pobreza que o empresário quer contornar investindo o seu dinheiro em organizações, em vez de se concentrar em resolver as lacunas sistémicas da sua própria empresa.

Os bilionários da tecnologia parecem estar surdos e Jeff Bezos é exemplo disso. No fundo, o CEO da Amazon está a doar dinheiro para resolver um problema que a sua própria empresa perpetua, sintetiza a Fast Company.

Apesar de ter revelado a sua visão filantrópica, aquele que é um dos homens mais ricos do mundo deveria ter voltado as atenções para o seu círculo de funcionários. “Há algo de levemente irónico” nos planos de Bezos, desabafou o escritor James Bloodworth, autor de uma investigação sobre as condições de trabalho nos centros de distribuição da Amazon.

“Jeff Bezos pode promover-se como um grande filantropo, mas isso não o absolve de responsabilidade se os funcionários da Amazon continuarem a ter medo de fazer intervalos para ir à casa-de-banho ou de faltar quando estão doentes por temerem ser alvo de ação disciplinar no trabalho”, denunciou.

As redes sociais inundaram-se de críticas relativamente à suposta hipocrisia de Bezos, com muitos a citar os esforços da Amazon em reduzir o montante de impostos pagos pela empresa nos Estados Unidos e no exterior.

Ainda assim, Jeff Bezos não tentou sequer disfarçar o seu esforço filantrópico do modelo de negócios da sua empresa: “Vamos usar no fundo o mesmo conjunto de princípios que movem a Amazon”, escreveu num comunicado. “O mais importante será a obsessão genuína e intensa pelo consumidor. A criança carenciada será o consumidor.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este marmelo deveria ter vergonha desta sua acção “filantrópica”, tendo em conta os miseráveis salários do seus trabalhadores e as péssimas condições de trabalho que possuem! Quer aliviar a sua consciência (penso que desconhece o que isso é) e ficar de bem com o Mundo? É pá, compra um iate com 100 metros, ou um jacto ao Musk…

RESPONDER

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …

Portimonense 1-5 Benfica | "Águia" arrasa em solo algarvio

O Benfica regressou aos triunfos depois de ter vencido o Portimonense por 5-1, numa partida relativa à 28.ª jornada da Liga NOS, após o desaire registado na recepção ao Gil Vicente.  Porém, não foi um duelo …

Vigaristas burlaram mulher de 90 anos em 32 milhões de dólares

Uma mulher de Hong Kong, de 90 anos, foi defraudada em 32 milhões de dólares por burlões que se fizeram passar por agentes policiais chineses, via chamada telefónica. A Agence France-Presse (AFP) escreve que um jovem …