Houve jantar entre Rio e Santana Lopes, mas sem qualquer “intenção política”

Miguel A. Lopes / Lusa

Rui Rio, Pedro Santana Lopes

Tanto o atual líder do PSD como o seu antigo presidente negaram que o encontro entre os dois, esta quarta-feira, tenha tido algum intuito relacionado com as eleições autárquicas de 2021.

Esta quinta-feira, na Assembleia da República, depois de anunciar a apresentação de um projeto-lei do PSD sobre transparência dos contratos públicos, Rui Rio foi questionado pelos jornalistas sobre este encontro.

“Seria confundir um jantar que teve meros intuitos pessoais num facto político que não o é ou não o deve ser”, respondeu o atual líder do PSD.

Ainda assim, instado a dizer se considera existirem condições para Santana Lopes regressar ao PSD (partido do qual se desfiliou no verão de 2018 para fundar o Aliança), Rui Rio acabou por dar uma resposta que o próprio classificou de ‘la palice’.

“Neste momento não há condições, ele é militante de um outro partido“, referiu.

Sobre o jantar, realizado na quarta-feira num restaurante de um hotel em Lisboa, o social-democrata disse ter sido “entre duas pessoas que se conhecem da política” e que têm “estima pessoal” um pelo outro.

“Fomos adversários nas diretas, e desde que fundou a Aliança nunca mais nos vimos. A partir de um amigo comum, marcámos um jantar no dia em que fazia 19 anos que ele ganhou a Câmara de Lisboa e eu a Câmara do Porto”, relatou.

Questionado várias vezes se o antigo autarca de Lisboa e da Figueira da Foz seria um bom candidato para as eleições do outono do próximo ano, Rio recusou responder. “Não foi um jantar com intenção política, mas eminentemente pessoal”, reiterou.

Ainda assim, admitiu que a política também fez parte da conversa à mesa. “Não sou hipócrita e não vou dizer que não falámos de política, claro que falámos. Agora, também falámos de futebol”, referiu.

Questionado quando tenciona apresentar os candidatos do PSD às duas principais cidades, Lisboa e Porto, Rui Rio disse não ter ainda um timing definido. “Não lhe sei dizer neste momento, depende de os ter decididos, convidados e de terem aceite e depois depende do que for, do ponto de vista estratégico, o melhor momento para o fazer“, disse.

Fonte oficial do PSD já tinha dito esta manhã à agência Lusa que o jantar entre ambos tinha ocorrido num quadro de “reaproximação” pessoal e política entre os dois. O encontro foi organizado pelo dirigente do PSD Maló de Abreu, que também esteve presente no jantar, tal como o secretário-geral José Silvano.

Em declarações à rádio TSF, Pedro Santana Lopes assegurou igualmente que não houve qualquer convite sobre autárquicas ao jantar, apesar de o tema ter sido abordado, e disse ainda não querer ser candidato.

“Não tenho vontade rigorosamente nenhuma, especialmente nos tempos que vivemos. Temos é que atravessar esta fase difícil que o mundo está a viver. Deus me livre de estar agora a pensar em campanhas ou candidaturas ou seja o que for.”

“Nada, nada, nada, nada, nada, nada… A única coisa que quero deixar claro é que eu não quero nada, não sou candidato a nada, não pedi nada”, acrescentou ainda.

O Jornal de Notícias avançou, esta quarta-feira, que o PSD estaria a equacionar colocar Pedro Santana Lopes como cabeça de lista por Lisboa nas autárquicas de 2021.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Palácio onde Churchill nasceu muda nome do "Quarto Indiano" (para afastar polémica sobre ligações coloniais)

O Palácio de Blenheim mudou o nome da sua “Sala Indiana” para evitar polémica sobre ligações coloniais numa nova exposição sobre Winston Churchill. Uma exposição intitulada "O Grande Britânico" no local de nascimento do líder do …

militares a cantar hino do Sporting na parada

Exército investiga vídeo de militares a cantar hino do Sporting na parada

O vídeo que mostra recrutas de um quartel do Funchal, na Madeira, a entoar cânticos de apoio ao Sporting durante uma parada militar está a ser investigado pelo Exército. O episódio terá acontecido depois de …

Autoridade Marítima diz que multas nas praias ainda não podem ser aplicadas

A Autoridade Marítima Nacional explicou hoje que a fiscalização das praias se vai pautar pela sensibilização para o cumprimento das medidas de prevenção da covid-19, indicando que as coimas por incumprimento só podem ser aplicadas …

Trabalhadores das cantinas e refeitórios em greve na 2.ª feira por aumentos salariais

Os trabalhadores das cantinas, refeitórios, fábricas de refeições e bares concessionados vão estar em greve na segunda-feira, por aumentos salariais, segundo a Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (FESAHT). Além …

469 novos casos, 7 mortes e 386 recuperados em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal registou, nas últimas 24 horas, sete mortes atribuídas à covid-19 e 469 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, segundo o boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde. O número de internamentos continua a descer. …

Limpeza, segurança e discrição. O Monte de Saint Michael procura um "rei" para o seu castelo

O Monte de Saint Michael, uma fortificação histórica na Cornualha, está a procura de um "rei". O trabalho inclui a responsabilidade pela segurança e proteção do castelo.  Abriram as inscrições para um "oficial do castelo" residente …

China cancela subidas ao Evereste por receio de casos vindos do Nepal

A China cancelou as permissões de escalar o Monte Evereste do seu lado do pico mais alto do mundo devido ao receio de importar casos de covid-19 do vizinho Nepal, noticiou a imprensa estatal. O encerramento …

Marcelo e Ferro repudiam identificação “inaceitável” de deputada em notícia da Lusa

O Presidente da República e o presidente da Assembleia da República condenaram a “lamentável notícia” da Lusa na qual se identificava a deputada do PS, Romualda Fernandes, de modo “a todos os títulos inaceitável”. A …

Museu Nacional Soares dos Reis reabre (e revela peças raramente vistas)

O Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, reabre este sábado com três exposições temporárias e um concerto do Ensemble Vento do Norte, porque é “urgente devolver o Museu à cidade e ao país”, …

Portugal tenta anular decisão de Bruxelas sobre ajudas ilegais na Zona Franca da Madeira

Na mesma altura que prepara a recuperação das ajudas às empresas, Portugal recorreu ao Tribunal para anular a decisão da Comissão Europeia que declarou ilegais as ajudas públicas atribuídas através da Zona Franca da Madeira …