Já há rendas acessíveis (mas não para os carenciados)

O Programa do Arrendamento Acessível (PAA) entra em vigor a 1 de julho e, no imediato, o Governo não espera um boom de procura, até para dar tempo às casas de irem ficando vagas no mercado.

Mas põe a fasquia alta nas metas que quer ver cumpridas a prazo, prevendo que dentro de um ano e meio o programa seja um sucesso, e cerca de 20% de todos os arrendamentos a nível nacional sejam feitos em 2021 ao abrigo do regime acessível.

Apesar do nome – “arrendamento acessível” -, o projeto está longe de se dirigir aos mais desfavorecidos e, segundo é explicitado no Portal da Habitação, tem como alvo famílias de classe média que “atualmente têm dificuldade em arrendar uma habitação adequada face aos preços praticados no mercado”.

A secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, já enfatizou, de acordo com o Expresso, que o programa não foi feito a pensar na população carenciada, para a qual existem outros regimes, nomeadamente o de 1º Direito.

Os beneficiários do arrendamento acessível são pessoas que isoladamente tenham um rendimento bruto anual até 35 mil euros, ou de 45 mil no caso de um casal, acrescendo-se a este valor 5 mil euros por cada elemento adicional do agregado familiar.

“Sabemos que hoje, nas zonas mais caras do país, uma pessoa com 35 mil euros anuais pode estar em dificuldades a nível de habitação”, lembrou Ana Pinho em entrevista ao Expresso, frisando que “a nova geração de políticas de habitação tem como principal objetivo garantir a todos o acesso a habitação adequada” e “se abarcarmos este universo, não deixamos ninguém para trás no acesso a uma habitação digna”.

A par do limite do rendimento anual, o programa também estabelece aos potenciais inquilinos que a taxa de esforço no pagamento das rendas acessíveis não seja inferior a 15% nem superior a 35% do rendimento do agregado familiar.

A partir de 1 de julho, será disponibilizada uma plataforma no Portal da Habitação, onde inquilinos ou proprietários de imóveis poderão fazer as suas simulações de forma automática. O Programa do Arrendamento Acessível inclui duas modalidades: habitação integral, em moradia ou apartamento, ou parte da habitação, designadamente num quarto, mas com direito de utilização da cozinha, instalações sanitárias e áreas comuns.

Os proprietários que quiserem inscrever os seus imóveis no arrendamento acessível beneficiam de isenções fiscais em sede de IRS ou IRC, mas estão sujeitos a uma série de regras. Em primeiro lugar, têm de aceitar que o valor das rendas seja 20% abaixo da mediana de preços nos vários concelhos do país.

Foi criada uma tabela com os limites de preços que podem ser praticados nas rendas acessíveis, por tipologia de habitação e nas várias regiões. Segundo esta tabela, Lisboa é o único concelho a integrar o sexto escalão, o mais caro de todos, onde o limite de preços para um apartamento T0 é de 600 euros, para um T1 de 900 e para um T2 de 1150, três vezes mais que nos concelhos do primeiro escalão, como Guarda ou Alcácer do Sal.

Mas o valor das rendas é fixado caso a caso e de forma automática na plataforma, variando com as características específicas de cada habitação.

Nas rendas acessíveis, é exigido aos proprietários que inscrevam imóveis que garantam “condições mínimas de segurança, salubridade e conforto”, designadamente em matéria de iluminação e ventilação natural, além de quartos com áreas mínimas de seis metros quadrados.

Só será possível exigir fiador ou caução nas rendas acessíveis no caso de arrendamentos a estudantes, que não têm rendimentos próprios, sendo o pagamento assegurado por outras pessoas. O programa assume que a alternativa são os seguros obrigatórios, quer para inquilinos ou proprietários, cobrindo desde danos no imóvel, falta de pagamentos da renda ou indemnização por “quebra involuntária nos rendimentos”.

Estes seguros, contudo, ainda não existem. Segundo a secretária de Estado da Habitação irão em breve chegar ao mercadom com a garantia de serem a preços acessíveis.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …