/

Em Itália, a pandemia volta a estar “fora de controlo”. Recolher obrigatório começa hoje

Sebastião Moreira / Lusa

Itália teve ontem o maior número diário de novos casos de infeção registado no país desde o início da pandemia do novo coronavírus, totalizando 15.199, além de 127 mortes nas últimas 24 horas, valor que não era verificado desde maio.

Os números revelados ontem nunca tinha sido registado em Itália desde o início da pandemia de covid-19 no país, a 21 de fevereiro.

Até agora, o valor máximo de novas infeções tinha sido verificado no sábado passado, com a contabilização de 10.925 casos. O Ministério da Saúde italiano destaca que este novo valor máximo de infeções também se verifica num dia em que foi batido um recorde de testes realizados – quase 178 mil em 24 horas.

O consultor do Ministério da Saúde italiano, Walter Ricciardi, admitiu entretanto, que a pandemia já está “fora de controlo” em algumas zonas metropolitanas do país, como é o caso de Milão (que se situa na região norte, e foi das zonas mais afetadas na primeira vaga), Nápoles (sul) e Roma, e como tal vão ser necessárias “medidas mais contundentes”.

“Algumas cidades, como Milão, Nápoles e provavelmente Roma, têm números demasiado altos para serem travados com o método tradicional de testes e rastreamento”, disse o consultor durante uma conferência realizada numa universidade italiana.

Walter Ricciardi, que integra a delegação italiana junto da Organização Mundial da Saúde, referiu que “quando não se consegue conter um vírus, este deve ser mitigado”. Por isso, na opinião do especialista, é necessário “bloquear a mobilidade” das pessoas para reduzir as ocasiões de contágio.

De forma geral, e desde o início da crise da doença covid-19 no país, Itália contabiliza 449.648 casos de pessoas que ficaram infetadas pelo novo coronavírus, segundo os dados fornecidos pelas autoridades italianas.

Segundo os dados de quarta-feira, a região do país mais afetada é a Lombardia (norte), com 4.125 novos positivos, mais do dobro em comparação com o dia anterior. A Campânia (sul), conta com 1.760 novos casos, e é outras das zonas em destaque.

Estas duas regiões vão aplicar um recolher obrigatório noturno a partir de hoje e sexta-feira, respetivamente.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.