Itália volta a disputar a fronteira do Monte Branco com França

Depois das autoridades francesas imporem medidas restritivas que afetaram o território italiano, o país reacendeu uma disputa antiga com França. Em causa estão os direitos de fronteira do Monte Branco.

Luigi Di Maio, ministro das Relações Externas de Itália, disse que escreveu uma carta formal ao governo francês, através da embaixada italiana em Paris, onde expressou a sua “deceção” com a “interferência” dos franceses no pico mais alto dos Alpes.

A disputa começou em outubro do ano passado depois das autoridades locais de Chamonix, Les Houches e Saint-Gervais-les-Bains estabeleceram uma zona de proteção natural numa zona com mais de 3000 hectares no Monte Branco. O objetivo era evitar a acumulação de turistas na área, mas isso não agradou aos italianos.

As medidas francesas passavam pela proibição de qualquer tipo de veículo na área definida, restrição da presença de animais de estimação, bem como pela definição de novas regras para proteger as plantas e a vida selvagem, diz o The Guardian.

É que a área visada incluiu uma zona que fica sobre o famoso Rifugio Torino, e que foi definida, num tratado assinado em 1860, como sendo parte de Itália. Para chegar à região de Courmayeur é possível fazer a deslocação de Skyway, um teleférico concluído em 2015 que liga a cidade italiana a Pointe Helbronner, uma montanha de 3462 metros que se localiza na fronteira entre os dois países.

A discussão reacendeu-se depois de um deputado do partido de extrema direita “Irmãos da Itália” levantar a questão no parlamento. O político insistiu que a atitude dos franceses de estarem a tentar monopolizar o Monte Branco deveria ser alvo de uma intervenção, por isso Di Maio foi pressionado a tomar uma atitude. “Essas medidas unilaterais não podem e não devem afetar o território italiano”, sublinhou o Ministro das Relações Externas.

Não é a primeira vez que os países disputam a região em redor de Rifiugio Torino. Em 2015, o presidente de Chamonix, Eric Fournier, ordenou que os guias alpinos fechassem o acesso ao Monte Branco no lado italiano.

Agora, a atitude de Di Maio foi felicitada pelos Irmãos da Itália, que até então acusavam o governo de “indiferença” sobre o assunto.

A líder do partido, Giorgia Meloni, fez uma publicação no Twitter onde escreveu: “Os Irmãos da Itália denunciaram a inaceitável invasão francesa ao Monte Branco. A França continua a violar as nossas fronteiras. Não podemos tolerar mais um ataque”.

Matteo Salvini, o líder do partido de extrema direita da Liga, também entrou no debate, e referiu que o país precisa que “as fronteiras nacionais sejam respeitadas no Monte Branco”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Supremo arrasa MP no e-toupeira. Espião do Benfica safa-se de quase todos os crimes

O Supremo Tribunal de Justiça deixou cair a maioria dos crimes no que se refere ao funcionário judicial do Tribunal de Guimarães Júlio Loureiro, conhecido como o espião do Benfica no caso e-toupeira, deixando reparos …

Espanha, França e Bélgica com descida de casos. Itália limita Natal e Madrid cancela festas de Ano Novo

Madrid, assim como Paris e Bruxelas, têm boas notícias - mas não o suficiente para suavizar medidas. Já em Itália há restrições adicionais e a cidade de Londres também considera também passar ao nível três, …

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …

Costa anuncia hoje medidas que vão vigorar nos períodos de Natal e de passagem de ano

O primeiro-ministro anuncia hoje as medidas de combate à covid-19 enquadradas pelo decreto presidencial de estado de emergência, que indicativamente vigorará até 7 de janeiro, incluindo os períodos de Natal e de passagem de ano. Na …