Embarcação italiana devolve migrantes à Líbia e viola Lei Internacional

O Asso 28 recolheu 108 migrantes que se encontravam num bote mas acabou por devolvê-los à Líbia, ao contrário do que indica a Lei Internacional.

Uma embarcação italiana ao serviço de uma plataforma petrolífera, o Asso 28, recolheu 108 mirantes que se encontravam num bote e devolveu-os à líbia.

Esta decisão de devolver os migrantes ao porto de Trípoli representa uma violação à Lei Internacional, que não reconhece a Líbia como um porto seguro, e vai contra a Convenção de Genebra, que define que os migrantes resgatados devem ter oportunidade de procurar asilo.

De acordo com a TSF, o porta-voz do Conselho da Europa tem sublinhado, ao longo das últimas semanas, que “nenhum navio europeu pode levar migrantes de volta à Líbia porque vai contra os princípios do Conselho”.

Há cerca de três semanas, o Vos Thalassa, um outro navio de abastecimento para uma plataforma petrolífera, tentou entregar um conjunto de migrantes a um navio patrulha da Líbia, mas uma revolta na embarcação acabou por obrigar o navio a seguir para Itália.

Casos como este têm acontecido após Matteo Salvini, ministro italiano o Interior, ter anunciado a intenção de proibir de atracar em território italiano as embarcações das organizações não-governamentais que resgatam migrantes.

O caso do Asso 28 foi denunciado pelo secretário nacional do partido Esquerda Italiana, Nicola Fratoianni, que afirmou não saber se a operação foi desencadeada pela Guarda Costeira italiana, considerando que, nesse caso, seria um precedente extremamente grave.

Entretanto, o ministro italiano do Interior já reagiu via Facebook, numa publicação na qual Matteo Salvini nega o envolvimento da Guarda Costeira do país.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O governo italiano e Matteo Salvini estiveram bem. Todos os países europeus deveriam fazer o mesmo. A Imigração tem regras e os países podem receber imigrantes após pedido e autorização prévia, e não por imposição.
    Se existe tal lei, a lei precisa de ser mudada.

  2. Ora ai está 1 excelente decisão,talvez politicamente incorrecta ,mas a mais adequada e 1 mal menor.Sempre se salvaram vidas e estes que foram devolvidos à origem não ameaçarão a segurança interna dos países europeus .Parabéns Itália,pela coragem!

RESPONDER

Libertadores. Jesus veta acesso de funcionários do Flamengo ao derradeiro treino

Escreve a imprensa brasileira que Jorge Jesus vetou o acesso de funcionários do Flamengo ao derradeiro treino que antecede o jogo com o Grémio para a Libertadores, que vai decidir um dos finalistas da competição. …

Caso do bebé sem rosto. Médico suspenso não viu que menina tinha duas vaginas, um rim e espinha bífida

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos suspendeu preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu, em Setúbal, com malformações graves. Entretanto, surgem novos dados sobre suspeitas atribuídas ao médico noutros …

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …