Israel: testamento biológico permite nascimento de filhos de pais mortos

bebe a pensar

 

A Justiça israelita abriu precedentes para um teste inédito no mundo, chamado “testamento biológico”. A concepção e o nascimento de bebés a partir de óvulos ou de sémen deixados como “herança” por pais já mortos está a acontecer no país sob instrução escrita dos pais falecidos. A ideia é polémica.

A israelita Hen Shavit tem um filho de 7 meses, que nasceu em consequência da doação do sémen de um homem que havia morrido num acidente. O homem deixou indicações para que os seus pais entregassem o material genético para a mulher que escolhessem como “mãe do seu neto”.

Nissim Ayash tem um filho de 2 anos, que veio ao mundo vários anos depois da sua mãe ter morrido de cancro. Os óvulos fertilizados foram deixados congelados para criar um filho do casal.

Ayash viajou até aos Estados Unidos para contratar uma mulher como barriga de aluguer e conseguir cumprir o testamento da sua esposa.

A ideia do testamento biológico é de autoria da advogada israelita Irit Rosenblum, directora da ONG Nova Família.

Em entrevista à BBC, a advogada refere que a ideia surgiu em 1998, depois de conversar com um ex-soldado que tinha perdido a fertilidade durante o serviço militar. Aos 20 anos, o jovem foi informado que não poderia ser pai e conversou com Rosenblum para analisar outras formas de constituir uma família.

“Durante a conversa com aquele rapaz surgiu-me a ideia. Hoje em dia, nós, humanos, temos meios tecnológicos para dar continuidade à vida, apesar das doenças e mesmo apesar da morte. Homens podem congelar sémen, mulheres podem congelar óvulos. O que faltava era um instrumento legal que possibilitasse que os herdeiros utilizassem esse material genético. Isso é precisamente o que chamamos de testamento biológico”.

Para a advogada, a ideia é “revolucionária e futurista”.

“O desejo de dar continuidade à nossa vida é um desejo natural e essa vontade da pessoa deve ser respeitada mesmo depois de morrer”, afirmou.

Precedente

Em 2011, Rosenblum estabeleceu um precedente legal ao vencer um processo para a execução de um “testamento biológico”, apesar da oposição da procuradoria de Israel.

Dois anos antes, tinha apresentado ao tribunal o pedido dos pais de Baruch Pozniansky, um homem que tinha morrido de cancro aos 25 anos.

Os pais de Pozniansky pediram ao tribunal que desse ordens ao banco de sémen do hospital Tel Hashomer para lhes entregar o material genético do filho, de modo a que uma mulher que eles escolhessem pudesse engravidar e lhes dar um neto.

Após esse precedente legal, mais 13 testamentos biológicos foram aprovados em diversos tribunais em Israel, três deles em casos de mulheres escolhidas pelos “avós”. Nos outros dez, as potenciais mães eram namoradas dos homens mortos.

“Sinto que essa é a minha missão na vida, a de cumprir o desejo de continuidade destas pessoas e realizar o sonho dos avós de terem um neto”, disse Rosenblum.

“Também acho que esta opção é muito melhor do que a doação anónima de um banco de sémen, porque desta forma a criança terá algo muito mais próximo a uma família normal. A criança irá saber quem foi o seu pai, quem são os seus avós, os seus tios, e receberá muito amor da família, dos dois lados”, acrescentou.

Controvérsia

A ideia do testamento biológico gera polémica no país. Segundo a Procuradoria Geral da Justiça de Israel, que se opôs à entrega do sémen aos avós no caso de Pozniansky, esse procedimento “não seria necessariamente para o bem da criança, uma vez que ela já nasceria órfã”.

Para os procuradores, “a lei defende o direito da mulher de ser mãe, mas não o direito dos avós de serem avós”. O juiz, no entanto, decidiu a favor do pedido dos avós.

“O meu objectivo é cumprir o testamento deixado por estas pessoas e possibilitar que os seus pais, que já perderam o que tinham de mais precioso, possam realizar o seu desejo de continuidade”, disse Rosenblum.

De acordo com a advogada, a ONG Nova Família já possui “o primeiro banco de testamentos biológicos no mundo”, que possui cerca de mil pedidos.

Actualmente, existem em Israel cerca de 100 famílias de pessoas que morreram e que têm em mãos testamentos biológicos assinados pelos seus filhos.

“Já trabalho com esta ideia há muitos anos mas só agora as pessoas começaram a entender o seu carácter revolucionário”, afirmou.

Na semana passada o maior canal de TV local dedicou uma longa reportagem ao tema. Segundo Rosenblum, desde então o telefone não pára de tocar.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Liga espanhola não regressa antes de 28 de maio

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, disse que o futebol naquele país não regressa antes de 28 de maio, no melhor dos casos, com os campeonatos europeus a discutirem opções para completar a temporada …

Terceiro estado de emergência? "É preciso em abril preparar um maio, maduro maio"

O Presidente da Assembleia da República já deixou antever que o Parlamento irá ter de debater, na próxima semana, uma segunda renovação do estado de emergência. Em declarações ao semanário Expresso, Eduardo Ferro Rodrigues cita uma música do …

Mourinho e jogadores do Tottenham apanhados a quebrar regras de isolamento

O técnico português José Mourinho e três jogadores do Tottenham foram apanhados a quebrar as regras de isolamento social decretadas no Reino Unido, segundo avança o diário britânico The Guardian. De acordo com fotografias e vídeos …

Infetados que furem quarentena podem arriscar prisão preventiva

Em Portugal, o crime de propagação de doença tem uma moldura penal que pode ir até oito anos de prisão, admitindo ainda medidas de coação privativas da liberdade, como é o caso da prisão preventiva. Assim, …

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …