Israel prepara a sua primeira missão lunar (e a SpaceX construiu a nave)

Abir Sultan / EPA

Com apenas 600 quilos, a nave espacial de Israel, desenvolvida pela empresa sem fins lucrativos SpaceIL, pode tornar-se o mais pequenos veículo não tripulado da História a fazer uma missão de pouso lunar.

Israel anunciou os seus planos em enviar uma missão não tripulada à Lua em dezembro de 2018, sendo a nave espacial lançada de Cabo Canaveral, na Florida, nos EUA, num foguete Falcon 9 construído pela empresa SpaceX, do norte-americano Elon Musk.

O projeto, que foi iniciado pela empresa estatal Israel Aerospace Industries Ltd em parceria com, pretende que Israel se torne o quarto país do mundo a cumprir uma missão lunar depois da Rússia, dos Estados Unidos e da China.

“Estou orgulhoso de que a primeira nave espacial israelense – que está em fase final de construção e testes – esteja brevemente a chegar à Lua”, disse Morris Kahn, presidente da SpaceIL e fundador da empresa israelense de tecnologia de comunicações e media Amdocs Ltda.

Quando, a 13 de fevereiro de 2019, a nave espacial de Israel pousar na Lua, deverá pesar apenas 180 quilos, tendo perdido o restante peso

A nave espacial SpaceIL vai pousar na Lua a 13 de fevereiro de 2019. Quando chegar lá, terá apenas 180 dos 580 quilos com que partiu da Terra, a perda é relativa ao combustível que foi gasto durante a viagem espacial.

A missão do veículo incluirá explorar o campo magnético da Lua, bem como registar fotografias e vídeos do local de pouso da embarcação. Com 1,5 metro de altura e dois metros de diâmetro, a nave espacial é capaz de atingir uma velocidade máxima de mais de 10 quilómetros por segundo.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Podem ter a certeza que os judeus vão testar mais uma “bombazinha” ou alguma outra arma com que possam por de cócoras todo o médio oriente, sob o pretexto de uma passeata até a lua para estudar o campo magnético (!), como se um judeu desse ponto sem nó.

    • Não deixa de ter razão em parte, embora não se deva meter todos os judeus no mesmo saco, pois muitos deles são bons e honrados e apenas querem paz e justiça para todos os povos do mundo. Mas voltando ao ponto, há muito que se sabe que países fora e dentro da Europa estudam a possibilidade de criar um “engenho” que gere um campo magnético local de tal modo potente que sugue e pulverize tudo ou quase tudo à sua volta – é a célebre alternativa às bombas nucleares que, muito provavelmente, dentro de uma década, estarão obsoletas. No fundo, trata-se de criar um mini “buraco negro” semelhante no seu comportamento aos muitos que existem espalhados pelo Universo. Tomando como ponto de partida as equivalências estabelecidas por Einstein, se for possível colocar um grão de areia em trajetória circular impulsionado a uma velocidade próxima da luz (não pode ser igual à da luz), a massa desse grão crescerá de tal maneira que geraria o campo magnético de que falamos. Os problemas maiores parece que estão na dosagem de velocidade para o campo magnético ser muito localizado e em como “parar” tal campo magnético assim criado. Dito isto, é bem possível que Israel esteja também a tentar chegar lá e que um dia faça experiências na lua. Acrescentarei que num futuro muito próximo a IA resolverá esses problemas e que dentro de pouco tempo tal engenho exista já.

  2. Meus senhores a spacex constrói o foguetão lançador “Falcon)” a nave ou sonda é construída por uma empresa Israelita!

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …