Israel prepara a sua primeira missão lunar (e a SpaceX construiu a nave)

Abir Sultan / EPA

Com apenas 600 quilos, a nave espacial de Israel, desenvolvida pela empresa sem fins lucrativos SpaceIL, pode tornar-se o mais pequenos veículo não tripulado da História a fazer uma missão de pouso lunar.

Israel anunciou os seus planos em enviar uma missão não tripulada à Lua em dezembro de 2018, sendo a nave espacial lançada de Cabo Canaveral, na Florida, nos EUA, num foguete Falcon 9 construído pela empresa SpaceX, do norte-americano Elon Musk.

O projeto, que foi iniciado pela empresa estatal Israel Aerospace Industries Ltd em parceria com, pretende que Israel se torne o quarto país do mundo a cumprir uma missão lunar depois da Rússia, dos Estados Unidos e da China.

“Estou orgulhoso de que a primeira nave espacial israelense – que está em fase final de construção e testes – esteja brevemente a chegar à Lua”, disse Morris Kahn, presidente da SpaceIL e fundador da empresa israelense de tecnologia de comunicações e media Amdocs Ltda.

Quando, a 13 de fevereiro de 2019, a nave espacial de Israel pousar na Lua, deverá pesar apenas 180 quilos, tendo perdido o restante peso

A nave espacial SpaceIL vai pousar na Lua a 13 de fevereiro de 2019. Quando chegar lá, terá apenas 180 dos 580 quilos com que partiu da Terra, a perda é relativa ao combustível que foi gasto durante a viagem espacial.

A missão do veículo incluirá explorar o campo magnético da Lua, bem como registar fotografias e vídeos do local de pouso da embarcação. Com 1,5 metro de altura e dois metros de diâmetro, a nave espacial é capaz de atingir uma velocidade máxima de mais de 10 quilómetros por segundo.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Podem ter a certeza que os judeus vão testar mais uma “bombazinha” ou alguma outra arma com que possam por de cócoras todo o médio oriente, sob o pretexto de uma passeata até a lua para estudar o campo magnético (!), como se um judeu desse ponto sem nó.

    • Não deixa de ter razão em parte, embora não se deva meter todos os judeus no mesmo saco, pois muitos deles são bons e honrados e apenas querem paz e justiça para todos os povos do mundo. Mas voltando ao ponto, há muito que se sabe que países fora e dentro da Europa estudam a possibilidade de criar um “engenho” que gere um campo magnético local de tal modo potente que sugue e pulverize tudo ou quase tudo à sua volta – é a célebre alternativa às bombas nucleares que, muito provavelmente, dentro de uma década, estarão obsoletas. No fundo, trata-se de criar um mini “buraco negro” semelhante no seu comportamento aos muitos que existem espalhados pelo Universo. Tomando como ponto de partida as equivalências estabelecidas por Einstein, se for possível colocar um grão de areia em trajetória circular impulsionado a uma velocidade próxima da luz (não pode ser igual à da luz), a massa desse grão crescerá de tal maneira que geraria o campo magnético de que falamos. Os problemas maiores parece que estão na dosagem de velocidade para o campo magnético ser muito localizado e em como “parar” tal campo magnético assim criado. Dito isto, é bem possível que Israel esteja também a tentar chegar lá e que um dia faça experiências na lua. Acrescentarei que num futuro muito próximo a IA resolverá esses problemas e que dentro de pouco tempo tal engenho exista já.

  2. Meus senhores a spacex constrói o foguetão lançador “Falcon)” a nave ou sonda é construída por uma empresa Israelita!

Responder a Eu Cancelar resposta

A Família Real inglesa vai ter um novo membro (e será já no início de 2021)

A Rainha Isabel II vai ter mais um bisneto. A princesa Eugénia anunciou hoje, através das redes sociais, que está à espera do seu primeiro filho. Também a Casa real já se pronunciou sobre a …

Google Maps vai localizar e mapear áreas de contágio de covid-19

O Google Maps, 'website' e aplicação de cartografia da gigante norte-americana Google, vai poder revelar nos mapas, consultados por utilizadores, as áreas de infeção da covid-19. “Ao abrir o Google Maps, clique na guia à direita …

Cabra com mais de 400 anos encontrada mumificada numa montanha de gelo

Uma cabra morta há mais de 400 anos foi descoberta por um esquiador, em Val Aurina, em Itália. Hermann Oberlechner, alpinista e campeão de esqui, estava a caminhar quando encontrou algo invulgar e inesperado no …

Norte-americano morre após overdose de guloseimas

Um homem de 54 anos morreu na sequência de uma paragem cardíaca causada por hipocaliemia severa. A ingestão de alcaçuz preto em altas quantidades é apontada como a causa da morte. Um norte-americano de 54 anos, …

Cidade brasileira de Manaus pode já ter atingido a imunidade de grupo

Um estudo liderado pela Universidade de São Paulo, no Brasil, sugere que a cidade brasileira de Manaus, a capital do estado do Amazonas, pode já ter atingido a imunidade de grupo para o novo coronavírus …

Segunda vaga da covid-19 aumenta fosso entre ricos e os pobres em Madrid

A capital de Espanha foi a mais atingida da Europa ao nível de contágios e mortes por covid-19, situação que levou a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, a decretar o bloqueio parcial …

Sobrinho de Pablo Escobar terá encontrado 18 milhões escondidos na parede do apartamento do traficante

Um sobrinho do traficante colombiano Pablo Escobar disse que encontrou 18 milhões de dólares em dinheiro escondidos dentro de uma parede de um dos apartamento do seu tio. De acordo com o jornal britânico The Independent, …

Bebé nasce durante voo (e companhia aérea oferece-lhe "passagem vitalícia")

Foi durante uma viagem de avião que uma menina resolveu vir ao mundo A mãe da bebé viajava num voo da Egyptair quando entrou em trabalho de parto e teve direito a um presente inesperado. …

Pelo menos 22 mortos em queda de avião militar na Ucrânia

Pelo menos 22 pessoas morreram, esta sexta-feira, na queda de um avião militar no este da Ucrânia, entre as quais estudantes de uma escola militar, havendo ainda registo de dois feridos graves. "Vinte mortos e dois …

Empresas espanholas terão de pagar despesas dos funcionários em teletrabalho

A lei não se aplicará se o teletrabalho tiver sido forçado pela pandemia de covid-19, mas a empresa terá de assumir, porém, as despesas dos funcionários que estejam a trabalhar à distância. De acordo com o …