Ministra e DGS garantem que isolar não é abandonar crianças ou idosos

António Cotrim / Lusa

A ministra da Saúde e a diretora-geral da Saúde recusaram hoje estar em causa o “abandono” no isolamento de 14 dias imposto para prevenir contágio por covid-19 quando alguém é institucionalizado, nomeadamente crianças retiradas aos pais.

“Isolamento não é abandono. O que se preconiza é um período de afastamento físico, não ausência de cuidados”, frisou a ministra Marta Temido na conferência de imprensa sobre a situação epidemiológica em Portugal, referindo que tal é válido tanto para crianças como para idosos ou até para casos positivos e infeção.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, admitiu que a norma que impõe o isolamento de crianças que entram em instituições pode ser alterada se a Organização Mundial de Saúde indicar outro período temporal para o isolamento, frisando que “a revisão [da orientação] pode passar por transformar o isolamento” para deixar a pessoa “mais confortável”.

A responsável da Direção-Geral de Saúde (DGS) respondia a perguntas sobre a indicação, dada à Lusa pelo Instituto de Segurança Social, de que a orientação relativa ao acolhimento de crianças e jovens em perigo está “em processo de nova atualização, estando a ser revista na sua generalidade” e “prevendo-se a sua publicação para breve”.

O jornal Público escreve hoje que “Segurança Social está a rever norma que força isolamento de crianças” e que “a Comissão de Proteção das Crianças e Jovens sugere que se alterem estas regras quanto antes”.

Graça Freitas diz que “as normas estão sempre em revisão”, com base na evolução científica e as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Se se concluir que o período de incubação da doença é inferior a 14 dias, estamos dispostos a rever. Mas, até agora, não há orientações da OMS noutro sentido”, alertou.

A responsável referiu ainda que “as normas não são documentos fechados”, podendo ser alteradas “quando se sabe algo diferente sobre a doença” provocada pelo novo coronavírus.

“A revisão também pode passar por melhorar as condições de isolamento, criando uma atmosfera o mais protetora possível”, observou, admitindo que esta hipótese será mais simples e fácil de aplicar do que aguardar por uma eventual nova orientação da OMS que “pode nem chegar”.

As questões colocadas pelos jornalistas diziam respeito a crianças institucionalizadas, mas Graça Freitas notou que os idosos [sujeitos a isolamento quando entram num lar, ou quando regressam após eventual período de internamento hospitalar] também são motivo de preocupação.

“A OMS nunca deixou de dizer que o período de incubação é de 14 dias. Isto traz, para as crianças e jovens, mas também para os idosos, algum tipo de problemas. Mas isolar não é abandonar”, frisou.

Acresce que as instituições são “uma bolha” sem covid-19 e o isolamento é uma forma de “proteger todos”.

A ministra da Saúde acrescentou que “o que se preconiza é um período de afastamento físico”, não que as pessoas “sejam postergadas para um local onde não são vistas nem tratadas”.

“Bem sei que o carinho tem muito a ver com a expressão física dos afetos, mas é quanto a isso que se impõe um conjunto de medidas. Não quero é que se confunda isolamento com abandono ou não prestação de cuidados”, frisou Marta Temido.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Centenas de vendedores de rua na Índia são milionários em segredo

O Fisco indiano descobriu que centenas de vendedores de rua são milionários em segredo. Estes comerciantes foram apanhados a fugir aos impostos. Quando pensamos em milionários, provavelmente imaginamos uma pessoa com uma grande mansão, carros desportivos …

Portugal com mais oito mortes e 2625 novos casos de covid-19

Portugal registou, este domingo, mais oito mortes e 2625 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2625 novos …

"Cabrita transformou-se numa espécie de ministro sempre em pé", diz líder do CDS

O líder do CDS-PP disse, este sábado, que o país já não confia no ministro da Administração Interna, a quem apelidou de "ministro sempre em pé", adiantando que já se fazem apostas sobre quando será …

A arma que matou o famoso pistoleiro do Velho Oeste "Billy the Kid" vai a leilão

O revólver que matou um dos homens procurados mais famosos do Velho Oeste, há mais de um século, vai a leilão no próximo mês. William "Billy the Kid" Bonney, pseudónimo de William Henry McCarty, foi um …

Milhares protestam em França e Itália contra novas medidas anti-covid

Milhares de pessoas manifestaram-se, este sábado, em várias cidades de França e Itália contra as medidas para controlar a pandemia, sobretudo contra a obrigatoriedade do uso do "passe sanitário" para entrar em espaços públicos. Com gritos …

O holograma de Whitney Houston vai dar um concerto em Las Vegas

No outono, poderá desfrutar de um concerto de Whitney Houston em Las Vegas. A diva será reencarnada, áudio e visualmente, no espetáculo An Evening With Whitney: The Whitney Houston Hologram Concert. Segundo a Forbes, o holograma …

TC recusa impugnação pedida pelo PSD sobre candidato de Castelo Branco. Direção avalia recurso

O Tribunal Constitucional (TC) decidiu que o PSD não tem legitimidade no pedido de anulação de uma deliberação do Conselho de Jurisdição Nacional do partido sobre o candidato autárquico em Castelo Branco, recusando admitir uma …

Orbán vai rejeitar dinheiro do fundo de recuperação se tiver de revogar lei anti-LGBTQI

O primeiro-ministro húngaro assegurou, este sábado, que o país não vai aceitar o dinheiro do fundo de recuperação se tiver de ceder perante Bruxelas e revogar a lei anti-LGBTQI. Segundo a agência Europa Press, Viktor Orbán …

Avaria em rede europeia causou "apagão" parcial em Portugal e falhas no 112

O incêndio que queimou, este sábado, 500 hectares de vegetação no sudoeste de França esteve na origem dos cortes de energia em Espanha e Portugal, segundo a agência francesa Rede de Transmissão de Energia Elétrica …

Um tumor e duas fraturas nas vértebras dificultaram a vida deste dinossauro (mas não o mataram)

Quando foi descoberto na década de 1980, na Argentina, este hadrossauro foi diagnosticado com uma fratura no pé. Porém, uma nova análise agora mostra que este tinha um tumor, bem como duas fraturas nas vértebras …