A queda da “princesa de África”. Isabel dos Santos já não é multimilionária

Manuel Araújo / Lusa

Isabel dos Santos

A “princesa de África” está mais pobre, mas ainda assim não atravessa propriamente dificuldades. A conclusão é da revista Forbes que retirou o nome de Isabel dos Santos da lista dos multimilionários mundiais.

Há cerca de oito anos, Isabel dos Santos era “a mulher mais rica de África”, segundo a Forbes, com uma fortuna estimada em 3,5 mil milhões de dólares.

Actualmente, o seu “império é uma sombra do que foi”, conclui a mesma revista de negócios que aborda as investigações judiciais de que a empresária angolana é alvo depois de terem estalado os “Luanda Leaks”.

Isabel dos Santos é acusada de corrupção, havendo suspeitas de fraude e de lavagem de dinheiro sobre vários negócios em que as suas empresas estiveram envolvidas.

No âmbito desses processos, tem contas bancárias e bens congelados em três países diferentes (Angola, Portugal e Holanda) e enfrenta ainda um processo judicial no Reino Unido que lhe reclama milhares de milhões de dólares em dívidas por pagar.

Este processo britânico envolve a Unitel, a operadora de telecomunicações angolana onde Isabel dos Santos detinha 25 do capital. Em tribunal analisam-se as alegações de que a Unitel International Holdings BV, companhia da angolana com sede na Holanda, falhou vários pagamentos devidos à Unitel britânica em 2012.

A Unitel britânica pede uma indemnização de 430 milhões de dólares, o que é um pouco mais do que o valor estimado dos bens (os conhecidos) que Isabel dos Santos pode movimentar nesta altura.

A Forbes nota que a empresária tem “uma casa numa ilha privada do Dubai, outra residência em Londres e um iate de 35 milhões de dólares“, o que faz com que não seja propriamente pobre.

Além disso, “tem, provavelmente, contas bancárias e bens que a Forbes e autoridades legais ainda têm que rastrear”, conclui a publicação.

Os bens congelados em Angola valem cerca de 300 milhões de dólares, enquanto os congelados pelas justiças portuguesa e holandesa estão avaliados em cerca de 1,3 mil milhões de dólares.

Com a lentidão das justiças portuguesa e angolana, ninguém sabe quando os bens serão descongelados ou se o serão. Podem até não voltar às mãos da empresária e ser entregues ao Estado angolano.

Jeff Bezos é o mais rico do mundo

Assim, a Forbes considera que é improvável que ela volte a recuperar o património e, portanto, retira Isabel dos Santos da lista dos multimilionários que é liderada por Jeff Bezos, com fortuna estimada em 113 mil milhões de dólares.

Bill Gates, com 98 mil milhões de dólares, é o segundo mais rico.

O terceiro lugar da lista é ocupado pelo francês Bernard Arnault e pela família, com um património estimado em 76 mil milhões de dólares. Arnault é o presidente e CEO da LVMH que inclui marcas como a Louis Vuitton e a Sephora.

Isabel dos Santos vive entre Londres e o Dubai

Isabel dos Santos valia, em Janeiro de 2020, 2,2 mil milhões de dólares, de acordo com os cálculos da Forbes.

A revista nota que, actualmente, a “princesa de África” divide o seu tempo entre o Dubai, onde o marido, Sindika Dokolo, morreu num acidente de mergulho em Outubro passado, e Londres.

Para trás ficam os negócios milionários que fez em países como Portugal e que a ajudaram a ganhar “credibilidade”, como destaca ainda a Forbes, vincando que as empresas portuguesas onde investiu “fecharam os olhos às questionáveis fontes dos seus fundos de investimento”.

A publicação cita as acusações que Ana Gomes foi fazendo à empresária ao longo dos últimos anos, nomeadamente por ter dito que a angolana “lava que se farta”.

O império de Isabel dos Santos começou a cair depois de João Lourenço ter chegado à presidência de Angola. O sucessor de José Eduardo dos Santos, o pai da empresária, encetou uma batalha contra a corrupção no país que é considerado um dos mais corruptos do mundo.

 

Susana Valente Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …

Jornalistas estrangeiros denunciam "declínio da liberdade" na China

A China utilizou as medidas para controlar o coronavírus, a intimidação e restrições de visto para limitar a cobertura jornalística estrangeira em 2020, dando início a um "rápido declínio da liberdade na media", denunciou o …

Sindicato dos chefes da PSP interpôs ação judicial por causa da pré-aposentação

O Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP indicou este domingo que interpôs uma ação judicial para impugnar um despacho da direção nacional da Polícia Segurança Pública sobre a lista de pedidos da passagem …

"A agricultura em Montalegre vai acabar". Praga de javalis destrói culturas

Os agricultores do concelho de Montalegre andam desesperados com o facto dos javalis andarem a destruir as culturas. A população destes animais tem aumentado muito nos últimos anos e as medidas de controlo têm sido …

50 mil euros. Governo cria prémio nacional para proteger florestas

No próximo Conselho de Ministros, na quinta-feira, o Governo vai discutir um prémio bianual para projetos que ajudem a melhorar a floresta, do ponto de vista técnico, científico ou da comunicação. A notícia é avançada esta …