“A memória é curta”. Isabel dos Santos despede-se da Sonangol

Tiago Petinga / Lusa

A empresária angolana Isabel dos Santos

A empresária Isabel dos Santos garante que reduziu a dívida financeira da estatal Sonangol em 6.000 milhões de dólares (5.100 milhões de euros) e que deixa pronto um financiamento “essencial” de 2.000 milhões de dólares, para pagar a petrolíferas.

Esta quinta-feia Carlos Saturnino já assumiu o lugar de Isabel dos Santos, ocupando o cargo de Presidente do Conselho de Administração da “galinha dos ovos de ouro” de Angola.

No instagram, a filha de José Eduardo dos Santos deixou um vídeo no qual fala das “mudanças tremendas” que enfrentou durante estes “últimos 17 meses”, mas “a memória é curta”. “Havia momentos em que nós sabíamos de coisas que tínhamos medo até de partilhar convosco porque não queríamos que percebessem o quão dramático era realmente a situação da nossa empresa”.

Depois, em comunicado enviado às redações, a empresária recorda que a dívida financeira do grupo estatal, quando iniciou funções em junho de 2016, era de 13.000 milhões de dólares (11.000 milhões de euros), cifrando-se atualmente em 7.000 milhões de dólares (5.950 milhões de euros).

“Deixamos ainda à nova administração, como instrumento essencial para a sua gestão, um financiamento no valor de 2.000 milhões de dólares (cerca de 1,6 mil milhões de euros), com assinatura prevista para os próximos dias, que garantirá o pagamento de todos os ‘cash calls’ relativos a 2017, permitindo, assim, chegar ao final do ano sem dívidas aos nossos parceiros”, lê-se no comunicado.

Sem esquecer João Lourenço, Isabel dos Santos congratulou “o novo executivo pelo desejo de progresso, transparência e eficácia na gestão do bem público. Os mesmos valores mantêm-se no centro da cultura empresarial que a administração cessante implementou na Sonangol, garantindo, assim, o futuro da nossa empresa”.

Segundo o Público, esta despedida contrastou com a que surgiu em Luanda associada ao relatório sobre o setor petrolífero pedido há um mês por João Lourenço, e que foi entregue esta semana por Saturnino, antes de ser anunciada a sua escolha para a Sonangol.

De acordo com o “Jornal de Angola”, o órgão oficial do governo, a “principal constatação” do relatório é a de que há “uma quase paralisia da indústria petrolífera, em resultado de processos de gestão extremamente burocratizados e ineficientes”.

Este jornal diz ainda que o relatório menciona uma “concessionária nacional sem liderança e sem estratégia para desenvolver o papel de impulsionadora da indústria petrolífera”, com um “mau relacionamento” com as outras petrolíferas e “falta de sintonia” com a tutela.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Era tão dramática que esta pessoa enriqueceu ainda mais enquanto lá esteve, talvez daí a situação ter sido tão dramática para a empresa!Está a espera que tenhamos pena dela?

RESPONDER

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …