Irmãos presos injustamente durante 31 anos recebem 75 milhões de dólares

Henry McCollum e Leon Brown estiveram presos durante mais de 30 anos por um crime que não cometeram. Foram detidos em 1983 e condenados à pena de morte pela violação e homicídio de uma criança. Ambos foram libertados em 2014, na sequência de testes ao ADN.

Após mais de 30 anos de prisão por acusações de violar e matar uma criança de 11 anos, um tribunal do estado norte-americano da Carolina do Norte concedeu uma indemnização de 75 milhões de dólares (62 milhões de euros) aos dois irmãos afro-americanos.

Henry McCollum e Leon Brown já tinham sido ilibados dos crimes e perdoados pelo governador do estado em 2014, mas só agora foi acertado o valor da compensação financeira no processo civil, escreve o The Guardian.

Atualmente, McCollum tem 57 anos e Brown tem 53. Em 1983, foram detidos e condenados à pena de morte, altura em que ainda eram adolescentes.

Brown, na época com 16 anos de idade, tornou-se o mais jovem detido no corredor da morte nas prisões da Carolina do Norte, tendo visto a sua sentença comutada para prisão perpétua anos mais tarde.

Já McCollum, então com 19 anos, foi o presidiário que esteve mais anos a aguardar a execução no corredor da morte.

Um ano antes de terem sido condenados, os dois irmãos, ambos com deficiências de aprendizagem e problemas mentais – o que coloca o seu quociente de inteligência em cerca de metade da média -, foram detidos e acusados pela violação e homicídio de Sabrina Buie, de 11 anos, com base numa confissão assinada sob pressão e que sempre disseram não compreender.

Embora tivessem existido várias tentativas para demonstrar a sua inocência, McCollum e Brown só viriam a ser libertados em 2014, quando os testes de ADN puseram na cena do crime um homem chamado Roscoe Artis – um violador e assassino em série que cometeu outros crimes semelhantes, na mesma região da Carolina do Norte.

Na sexta-feira, no último de quatro dias de audições, os advogados sublinharam que aquela era a primeira vez em três décadas que um júri num tribunal tinha acesso a todas as provas – “incluindo as provas que foram suprimidas”.

De acordo com o relato do jornal News & Observer, a condenação dos dois agentes que estiveram envolvidos na falsificação de provas resultou numa indemnização de 31 milhões de dólares para cada um dos irmãos.

Para além disso, o gabinete do xerife do condado de Robeson, na Carolina do Norte, também foi condenado ao pagamento de 13 milhões de dólares.

Agora, as finanças de Brown e de McCollum serão geridas por tutores.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …

ARS Norte conta avançar com recuperação de consultas em atraso ainda este mês

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte conta avançar durante este mês com o programa especial de incentivos financeiros para recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários (CSP), propondo-se recuperar metade da …

Cristiano Ronaldo no Euro 2020

"Rei do Euro". Ronaldo fez história na Hungria (e ainda vai durar "mais uns 3 aninhos")

Cristiano Ronaldo marcou dois dos golos de Portugal na vitória frente à Hungria por 3-0, na estreia da Selecção no Euro 2020, e tornou-se no melhor marcador de sempre dos Campeonatos Europeus de futebol. Aos …

"Insultos são a arma dos fracos". Ministro defende lei das minas e lança farpas a Catarina Martins

Matos Fernandes defende acerrimamente o novo decreto lei da exploração mineira e lança farpas a Catarina Martins, que o criticou: "Insultos são a arma dos fracos". No domingo, o Bloco de Esquerda anunciou que ia pedir …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Ronaldo e agitadores derrubaram a muralha

Rajada final garantiu vitória lusa na estreia. Ronaldo a bisar e a quebrar três recordes. Todos os jogos da primeira jornada. Visto da Linha de Fundo. A paciência tem limites Hungria 0 – 3 Portugal (Raphaël …

O ex-líder do PAN, André Silva.

"Ficaram a usufruir de uma renda". André Silva arrasa deputados dissidentes do PAN

Cristina Rodrigues e Francisco Guerreiro, deputados eleitos pelo PAN, "sempre estiveram concertados" e deixaram o partido por "ambições pessoais", ficando a "usufruir de uma renda" à custa desses lugares políticos. A acusação é de André …

Certificados digitais são gratuitos (e podem ser enviados por email)

Os certificados digitais covid-19, que devem começar a ser emitidos em Portugal esta semana, são gratuitos, emitidos em formato digital e podem ser consultados no portal do SNS 24, na aplicação móvel do SNS ou …

PS acusa Rio de "não ter ideias" e aconselha-o a "ter uma agenda política"

No encerramento das jornadas parlamentares do PSD, em Portalegre, Rui Rio apontou o dedo ao PS, por alimentar clientelas. Na resposta, a líder parlamentar do PS acusa Rio de não ter uma ideia para o …