Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

Abedin Taherkenareh / EPA

Queda de um Boeing 737-800 no Irão

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana.

Citado pela IRNA, o chefe da investigação, Hassan Rezaeifar, afirmou que os registos do voo estão na posse do Irão, que tenta recuperar dados e gravações da cabine de voo, e que não há, no imediato, quaisquer planos para os enviar para análise externa.

A informação é avançada um dia depois de ter sido noticiado que o Irão iria enviar para a Ucrânia as gravações, com Rezaeifar a explicar que não era possível ler as caixas negras no Irão sem ajuda.

O Boeing 737 da companhia Ukrainian Airlines despenhou-se, no passado dia 8, nos arredores de Teerão, causando a morte de todas as 176 pessoas a bordo, incluindo 82 iranianos, 57 canadianos, 11 ucranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos.

Os caixões com os corpos dos 11 ucranianos mortos no acidente foram repatriados para a Ucrânia, este domingo, envoltos em bandeiras.

O Presidente Volodymyr Zelensky, o primeiro-ministro Oleksiï Gontcharouk e outros altos dignitários participaram na cerimónia solene que decorreu no aeroporto de Boryspil, na capital ucraniana. Funcionários da companhia aérea Ukraine International também compareceram à cerimónia para homenagear os seus nove colegas que morreram.

O acidente ocorreu horas depois do lançamento de 22 mísseis iranianos contra duas bases da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, em Ain Assad e Erbil, no Iraque, numa operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

Inicialmente, as autoridades iranianas rejeitaram a tese de que o desastre do Boeing 737 estivesse relacionado com um eventual ataque com mísseis. Dias depois, o Presidente do Irão, Hassan Rohani, afirmou que o país “lamentava profundamente” ter abatido o avião civil, sublinhando tratar-se de “uma grande tragédia e um erro imperdoável”.

“O inquérito interno das forças armadas concluiu que lamentavelmente mísseis lançados por engano provocaram a queda do avião ucraniano e a morte de 176 inocentes”, admitiu Rohani, acrescentando que “as investigações continuam para identificar e levar à justiça” os responsáveis.

O avião descolou de Teerão, com destino a Kiev, despenhando-se dois minutos após a descolagem nos arredores da capital iraniana.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …

Governo "devolve" 59 milhões em TSU às empresas para compensar aumento do salário mínimo

O Governo vai "compensar" as empresas em aproximadamente 59,2 milhões de euros devido ao aumento do salário mínimo nacional, estimou o ECO, tendo por base os dados avançados pelo Executivo aos parceiros sociais. De acordo com …

Decisões tardias, jogos políticos ou desinformação. Por que razão a República Checa não está a conseguir fugir da pandemia

Numa altura em que vários países da Europa começam a pensar em desconfinar, o oposto acontece na República Checa. O país já ultrapassou as 20 mil mortes e volta a entrar num novo confinamento. Mas …

Ministério Público abre inquérito para averiguar adjudicações de vereador de Coimbra

A Procuradoria-Geral da República afirmou esta terça-feira que instaurou um inquérito para averiguar as alegadas adjudicações feitas pelo vereador Jorge Alves, que renunciou ao cargo, nos Transportes Urbanos de Coimbra a uma empresa detida pelo …

Reino Unido. Dados sobre assassinos e violadores não foram enviados para a UE

A condenação no Reino Unido de 109 assassinos, 81 violadores e um indivíduo que cometeu ambos os crimes não foi transmitida aos países da União Europeia (UE) devido a uma falha informática e ao consequente encobrimento …

Vaga de frio no Texas. Mulher processa empresa de energia depois de receber conta de 9.000 dólares

Uma mulher residente no estado do Texas, nos Estados Unidos, avançou com uma ação coletiva de mil milhões de dólares contra o seu fornecedor de energia depois de a empresa apresentar uma conta de eletricidade …

Sérgio Conceição elogia SC Braga e fala de pessoas "subservientes" que querem "tachinhos"

Na antevisão do jogo com o SC Braga, marcado para esta quarta-feira, a contar para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, Sérgio Conceição referiu-se a algumas incidências do último dérbi, mostrou-se desagradado …

Arábia Saudita. Repórteres sem Fronteiras pedem acusação do príncipe herdeiro pela morte de Khashoggi

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) entrou com uma ação judicial na Alemanha, na qual pede a acusação do príncipe herdeiro saudita Mohammed Bin Salman por crimes contra a humanidade, incluindo o assassinato do jornalista …

População prisional reduziu 18% nos últimos quatro anos

A ministra da Justiça salientou hoje que, nos últimos quatro anos, a população prisional baixou de 13.779, no final de 2016, para 11.300 no final de 2020, o que traduz uma redução de cerca de …