Ir viver para o interior pode garantir apoios até 4800 euros

Manuel de Almeida / Lusa

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho

O programa “Trabalhar no Interior” vai ser apresentado, esta segunda-feira, pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Em declarações à rádio TSF, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, explicou que um dos objetivos do programa “Trabalhar no Interior” é dar apoio financeiro a trabalhadores ou estudantes que estão a entrar no mercado de trabalho que se mudem para o interior.

Para os interessados neste apoio, que vai começar durante o 1.º trimestre de 2020, é necessário que celebrem um contrato de trabalho no interior.

A governante declarou que o valor base do apoio, dado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), se situa nos 2600 euros, mas que este pode chegar aos 4800 euros, em função das despesas de instalação e transporte, bem como por cada membro do agregado.

Segundo a ministra, também será dado um apoio financeiro às empresas — como a majoração de 25% no apoio à criação de empresa para a contratação de desempregados —, majorações em estágios no interior e no Programa Regressar.

Ana Mendes Godinho adiantou à TSF que vão ser criados 13 novos centros Qualifica e que vão “flexibilizar as regras quanto aos cursos de formação que acontecem no interior”, prometendo ainda o reforço de novos cursos, sobretudo nas áreas digitais e tecnológicas.

A ministra considera que este programa vem colmatar uma lacuna, tratando-se de “criar medidas de discriminação positiva para atrair e fixar pessoas e trabalhadores nos territórios do interior, apoiando as pessoas e as empresas”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Ah, ah, ah, ah!
    Uma anedota e uma mão cheia de nada, apenas isso!
    Mais centros qualifica? Ok, já se está a ver para onde vai o dinheiro. Para um teatro em que se finge que se aprende e se ensina, mas que na prática pouco mais serve do que para aperfeiçoar e cristalizar maus vícios.
    E que tal tirar as portagens das auto-estardas do interior? Isso sim era útil (sempre ajudava a compensar a medida de transportes públicos altamente subsidiados no porto e em Lisboa).
    E que tal voltar a pôr a taxa de IRC das empresas do interior ao nível do que estava há uns anos?

    • Concordo 110%. Este programa vai beneficiar quem NÃO mora no interior e quer vir passear uns anos até cá. Seria preferível discriminar positivamente quem já cá está.
      “Majoração para criação de empresas”!!! Ou seja: quem cá está, não interessa. Já estamos a pagar impostos, por isso não há apoios. Há, sim, apoios para quem vier do “litoral” para cá, criar uma empresa, que vai funcionar uns anos, ajudando a afundar quem já cá estava, e depois vai-se embora deixando um buraco maior.
      Não há dúvida que os nossos governantes se fartam de pensar. Pena não serem inteligentes…

RESPONDER

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …