PJ diz que investigação ao desaparecimento de Maddie “continua em aberto”

findmadeleine.com

Maddie McCann

A polícia britânica mantém aberta a investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann, apesar de continuar sem resposta do ministério do Interior sobre um novo pedido de financiamento. Também a Polícia Judiciária diz que a investigação continua “em aberto”.

“A investigação sobre o desaparecimento de Madeleine McCann continua em curso. Não vamos fazer comentários”, disse hoje à agência Lusa uma porta-voz da Polícia Metropolitana de Londres, força que dirige a investigação ao desaparecimento da criança inglesa em Portugal em 3 de maio de 2007.

Sobre o financiamento para prosseguir a chamada “Operação Grange”, que acabou no final de março, a mesma fonte reencaminhou a agência Lusa para o ministério do Interior, que continua sem dar resposta.

Citada hoje na imprensa britânica, Cressida Dick, a comissária da polícia, afirmou que a Scotland Yard possui linhas ativas de investigação que gostaria de explorar.

“Uma equipa muito pequena continua a trabalhar neste caso com colegas portugueses e apresentámos um pedido ao ministério do Interior para mais financiamento”, enfatizou.

Hoje, a Polícia Judiciária recusou comentar as notícias sobre um alegado avanço na investigação, confirmando que esta continua “em aberto, no âmbito de Inquérito tutelado pelo Ministério Público de Portimão”.

“Esta investigação tem sido desenvolvida em articulação com autoridades internacionais, obedecendo às regras de cooperação judiciária e policial, que as circunstâncias da situação justificam”, esclareceu, num comunicado.

A PJ reabriu a investigação em 2013, depois de o caso ter sido arquivado pela Procuradoria-Geral da República em 2008, ilibando os três arguidos, os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, e um outro britânico, Robert Murat.

A propósito do 12º aniversário do desaparecimento, esta sexta-feira, os pais da Madeleine, Kate e Gerry McCann, escreveram uma mensagem na página de Facebook da campanha para a encontrar, lembrando que a filha faria 16 anos este mês.

“É impossível expressar em palavras o que isso nos faz sentir. Há conforto e confiança em saber que a investigação continua e que muitas pessoas em todo o mundo permanecem vigilantes”, dizem.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 3 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz, no Algarve.

A polícia britânica começou por formar uma equipa em 2011 para rever toda a informação disponível, abrindo um inquérito formal no ano seguinte, tendo até agora despendido perto de 12 milhões de libras (14 milhões de euros).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Epidemiologista chefe da DGS abandona cargo. Saída foi "programada"

A chefe da divisão de Epidemiologia e Estatística da Direção-Geral da Saúde, Rita Sá Machado, vai integrar a equipa da Missão Permanente de Portugal junto dos Organismos e Organizações Internacionais das Nações Unidas, em Genebra. A …

"É com Vieira que o FC Porto consegue tirar a final da Taça do Jamor"

Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do Benfica, apontou baterias ao atual presidente das águias, Luís Filipe Vieira, poucas horas depois de a Federação Portuguesa de Futebol ter anunciado que a final da Taça …

Rui Rio propôs fim dos debates quinzenais sem consultar deputados

A bancada do PSD só recebeu as propostas do partido para alterar o regimento da Assembleia da República mais de 24 horas depois do anúncio feito por Rui Rio, na terça-feira, no Porto. Rui Rio, líder …

TAP escapa à nacionalização. Estado assume controlo com 72,5% da companhia

O Estado e os acionistas privados da TAP estão perto de chegar a acordo, devendo a companhia aérea escapar à nacionalização. Ainda não há fumo branco, mas o acordo sobre o futuro da TAP deverá …

Encontradas 115 crianças enterradas com moedas na boca na Polónia

Trabalhadores que construíam uma nova estrada na Polónia encontraram os restos de 115 corpos de crianças enterras com moedas na boca. Durante os trabalhos de construção de uma autoestrada em Jezowe, na Polónia, trabalhadores descobriram restos …

À frente de Figo, Futre e Ronaldo. Joelson é o terceiro mais novo de sempre a estrear-se pelo Sporting

O Sporting venceu esta quinta-feira na receção ao Gil Vicente, por 2-1, no jogo de encerramento da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. A partida marcou também a estreia do jovem extremo Joelson …

Austrália pondera dar refúgio a quem abandone Hong Kong

O primeiro-ministro australiano disse esta quinta-feira que o Governo está a ponderar dar refúgio aos residentes de Hong Kong que desejem abandonar a ex-colónia britânica devido à nova lei de segurança nacional imposta por Pequim. Scott …

Vieira ainda sonha com Jesus (e a Libertadores pode ajudar no regresso)

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não desistiu de voltar a colocar Jorge Jesus no comando técnico da equipa da Luz e, caso a Taça dos Libertadores não seja realizada, o regresso do treinador …

Marta Temido garante que não há descontrolo em Lisboa (mas assume falhas)

Em entrevista à RTP, a ministra da Saúde garantiu que não há "descontrolo" na evolução da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas sublinhou que se trata de uma "situação de sobressalto, …

A genética ajuda a determinar o quão afetuosas são as mulheres (mas não os homens)

A genética desempenha um papel importante no nível de afetividade das mulheres, mas o mesmo não acontece entre os homens, concluiu uma nova investigação científica levada a cabo com gémeos. Na nova investigação, recentemente publicada …