“Insuficiente”. Economistas dão nota negativa ao Orçamento no rigor e transparência

José Sena Goulão / Lusa

O Orçamento do Estado para 2020 recebeu a melhor nota desde 2010, no âmbito do Budget Watch, mas os 16 economistas que o avaliaram consideram que o documento continua a ser “insuficiente” em termos de rigor e transparência orçamental.

O Budget Watch, coordenado pelo think-tank do Institute of Public Policy (IPP), em parceria com o Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) e redigido pelos economistas Paulo Trigo Pereira e Joana Andrade Vicente, atribui uma nota de 48,0%, o que traduz uma subida de 2,5 pontos percentuais face à classificação do OE2019.

Apesar da melhoria, a avaliação global dos 16 economistas continua a dar conta de insuficiências, nomeadamente o nível da responsabilidade orçamental relativa ao controlo da despesa com a segurança social, saúde e consumo público ou ao nível de informação sobre projetos de investimento e Parcerias Público-Privadas (PPP).

As insuficiências detetadas pelos economistas começam logo com o facto de o relatório do Orçamento do Estado para 2020 continuar a não incluir “um verdadeiro sumário executivo” que corresponda a um “resumo objetivo” que identifique as “prioridade da política orçamental do Governo” e não se limite “simplesmente à repetição de uma narrativa governamental em torno da descrição genérica de algumas medidas”.

Na análise às despesas com pessoal e consumo intermédio, os economistas assinalam que as medidas de contenção dos consumos intermédios (avaliadas em 181 milhões de euros em 2020) “não são devidamente” fundamentadas.

Além disso, manifestam preocupação acerca da “incerta e insuficiente informação sobre os planos para controlo da dívida nos Hospitais EPE e correspondentes dotações para o Serviço Nacional de Saúde (que aparentam ser insuficientes para fazer face às novas medidas)“.

Os economistas apontam também que a informação sobre a despesa atual e futura em investimento público “continua incipiente e praticamente inexistente”, pelo que recomendam que o relatório que acompanha a proposta de lei do Orçamento do Estado deve incorporar informação sobre o impacto orçamental futuro dos investimentos.

Na mesma linha, sublinham que o Governo deve também explicar as razões “subjacentes às variações nas projeções de encargos” com PPP para o mesmo horizonte temporal e ser “mais claro e detalhado” quanto ao risco de execução das garantias prestadas pelo Estado.

O relatório do Budget Watch, a que a Lusa teve acesso e que é apresentado esta quarta-feira, acentua que “permanece alguma opacidade” relativamente às medidas de revisão de despesa bem como aos mecanismos de cativação para controlo de despesa.

No âmbito da Saúde, uma das áreas com reforço orçamental em 2020, os economistas consideram que o foco em medidas de controlo de gestão “parece ser ainda insuficiente” e defendem que o OE deve conter informação atualizada sobre a dívida dos hospitais (EPE e Setor Público Administrativo) bem como sobre a estratégia de redução.

Os economistas defendem ainda que devem ser apresentados dados que permitam facilmente comparar o crescimento da receita fiscal e o crescimento nominal do Produto Interno Bruto (PIB), “explicando as discrepâncias”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …

Hubble faz a primeira observação de um eclipse lunar total

Tirando vantagem de um eclipse lunar total, astrónomos usaram o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para detetar ozono na atmosfera da Terra. Este método serve como um substituto de como vão observar planetas semelhantes à Terra …

Biden tem 71% de probabilidade de vencer as eleições contra Trump

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, tem 71% de probabilidade de vencer as eleições presidenciais norte-americanas frente a Donald Trump, o atual Presidente dos Estados Unidos, aponta uma nova sondagem. A pesquisa de opinião, levada …

Barcelona 2-8 Bayern | Atropelamento histórico na Champions

Noite histórica no Estádio da Luz. Em jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, o Bayern goleou o Barcelona por impensáveis 8-2 – com 4-1 em cada uma das metades. Um resultado que se tornou …

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …