Instagram pode fazer mossa. E-mails de Zuckerberg revelam plano para neutralizar concorrentes

Mandel Ngan / EPA

Mark Zuckerberg

No final de fevereiro de 2012, Mark Zuckerberg enviou um e-mail ao seu diretor financeiro, David Ebersman, no qual admitia a possibilidade de comprar concorrentes mais pequenos, como o Instagram e o Path.

Em 2012, o Facebook fez uma das aquisições mais importantes da sua história: comprou o Instagram por mil milhões de dólares, num investimento que acabou por se revelar extremamente barato.

Agora, oito anos depois, foram revelados e-mails que indicam que o CEO da rede social, Mark Zuckerberg, queria, mais do que agregar valor à sua empresa, eliminar um potencial adversário do mercado.

O The Verge tornou públicos os e-mails trocados entre Mark Zuckerberg e David Ebersman, diretor financeiro do Facebook na altura, nos quais o CEO dizia que redes sociais como o Instagram e o Path são “negócios nascentes que podem tornar-se disruptivos para nós”.

Ebersman mostrou-se receoso e indicou três motivos para realizar uma aquisição: neutralizar um competidor, o que seria desaconselhável porque poderia surgir outro para ocupar o seu lugar; adquirir talento para a empresa, o que parecia muito caro; ou integrar os produtos, a razão mais atraente se houvesse uma visão clara de como os serviços das duas redes se podiam complementar.

Zuckerberg respondeu que o interesse do negócio residia na primeira e terceira razões, o que põe a descoberto o plano para neutralizar um potencial rival. Na sua ótica, existe um efeito de rede nos produtos sociais e um “número limitado de mecânicas para inventar”, razões que fazem com que seja muito difícil destronar um serviço com um grande número de utilizadores.

Para o responsável do Facebook, o negócio servia para comprar tempo, permitindo a integração da aplicação no Facebook antes de um novo adversário surgir no ramo. Mais tarde, Zuckerberg enviou outro e-mail para tentar clarificar que “não queria dar a entender que queria comprar o Instagram para os impedir de competir”.

Esta quarta-feira, no Congresso dos Estados Unidos, Jerry Nadler, representante de Nova York do partido democrata, questionou diretamente o executivo sobre a compra do Instagram, entendida como uma ação monopolista. O fundador do Facebook defendeu-se, apontando que a aquisição foi uma aposta, já que havia outras aplicações semelhantes e promissores que acabaram por não se tornar a potência que o Instagram se tornou.

Um outro e-mail demonstra que Zuckerberg tinha consciência de que a compra de startups promissoras seriam uma mais-valia para o Facebook.

No mesmo ano, um engenheiro enviou-lhe um e-mail no qual garantia que Zuckerberg não teria de se preocupar com o Google+, descrito como um “clone de m****”. Já o Instagram e o Pinterest eram apontados como criadores de novos mercados.

Depois da compra do Instagram, Zuckerberg respondeu a este funcionário reforçando a sua opinião: “Lembro-me do teu e-mail sobre como o Instagram era a nossa ameaça, em vez do Google+. Estavas certo.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …