Inscrições abertas para prova de avaliação docente

Michelle Collins / FEMA

-

Os professores contratados podem a partir de hoje começar a inscrever-se para a prova de avaliação docente, marcada para 18 de Dezembro, tendo sete dias úteis após o início do prazo para concretizarem a inscrição.

De acordo com um aviso do Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), publicado na quarta-feira ao final do dia em suplemento do Diário da República, os professores contratados, a quem se destina a prova de avaliação de conhecimentos e competências marcada para Dezembro, têm até às 18:00 (hora de Portugal continental) de 28 de Novembro para se inscreverem na avaliação.

A inscrição pode ser feita na página da Internet http://pacc.gave.min-edu.pt, gerida pelo IAVE, através da qual os docentes devem inserir os dados pedidos, que serão posteriormente validados pelas escolas ou agrupamentos de escolas.

Validados os dados, é gerada a referência pela qual os professores podem efectuar o pagamento da taxa de 20 euros em caixas multibanco, serviços bancários online ou estações dos CTT – Correios de Portugal, que permite obter o recibo que confirma a inscrição na prova.

Os serviços do ministério da Educação, através do Centro de Atendimento Telefónico (CAT) da Direcção-Geral da Administração Escolar, vão disponibilizar uma linha de apoio telefónico para os professores que tenham dúvidas relativas ao processo de inscrição.

Findo o processo de inscrição e validação de dados, serão publicadas listas dos candidatos admitidos e excluídos da prova. As escolas e agrupamentos escolares onde se realizem provas têm que ser informados com um mínimo de oito dias de antecedência da lista de candidatos que ali realizarão as provas, e os docentes têm que ter conhecimento do local onde vão prestar provas com um mínimo de cinco dias de antecedência.

O aviso hoje publicado determina o conjunto de localidades em cada distrito de Portugal continental e das regiões autónomas onde se podem realizar as provas. O documento legal indica ainda, para cada área curricular, qual a área de incidência da componente específica da prova.

A prestação de provas na componente comum está marcada para 18 de Dezembro, a componente específica só vai realizar entre Março e em Abril de 2014.

O Governo aprovou em Setembro a regulamentação da prova de avaliação de conhecimentos dos professores, estando previsto que um docente que obtenha aprovação só tenha de realizar nova prova se nos cinco anos subsequentes leccionar menos de um ano.

A prova é destinada aos professores não integrados na carreira docente, ou seja, aos contratados, terá uma periodicidade anual, e tem como objectivo “aumentar sustentadamente os padrões de qualidade do ensino”, assim como a “equidade entre os candidatos ao exercício de funções docentes”, de acordo com o Ministério da Educação e Ciência (MEC).

No entanto, apesar de ser anual, prevê-se que um candidato aprovado, apenas tenha de realizar nova prova se nos cinco anos seguintes à data da realização da mesma tiver completado menos de um ano de tempo de serviço.

A prova de avaliação docente, que foi sempre muito contestada por professores e sindicatos, motivou a marcação de uma greve para 18 de Dezembro, agendada pela Federação Nacional da Educação (FNE), uma das federações mais representativas do sector da educação.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …