/

Na Indonésia, voluntários resgatam animais deixados para trás por causa da pandemia

O “programa AD-19”, lançado no mês passado pela organização Animal Defender, ajuda animais de estimação deixados para trás, enquanto os seus donos lidam com infeções de covid-19.

De acordo com a Reuters, os animais de estimação resgatados pela Animal Defender passam por um check-up antes de irem para um abrigo. Em julho, o programa AD-19 recolheu 40 cães e quatro gatos, que se juntaram aos mais de 160 animais que já lá se encontravam.

Para angariar dinheiro para cuidar dos animais de estimação, o fundador Doni Herdaru Tona tem vendido comida caseira e roupas para cães e gatos.

Para se manter em funcionamento, o abrigo precisa de cerca de 120 milhões de rupias (cerca de sete mil euros) por mês, mas não aceita doações ou pagamentos dos donos dos animais de estimação que foram recolhidos.

Os receios com a transmissão do vírus por parte dos animais de estimação para os humanos, que continua a não ter evidência científica, complicaram a situação e fizeram com que muitos animais de estimação fossem abandonados.

À Reuters, a veterinária Magda Rumawas disse que as pessoas não se devem preocupar e recomenda que os pacientes com covid-19 que estejam isolamento mantenham os animais de estimação ao seu lado para aliviar a ansiedade. “Eles podem manter as pessoas entretidas e ajudar a reduzir o stress, o que é bom. O meu conselho é: não abrace, nem beije os cães.”

Apesar de, na maioria das vezes, os animais serem devolvidos aos donos após a sua recuperação, há proprietários que não voltam. “A parte mais assustadora é que o nosso telemóvel está cheio de relatos de proprietários que faleceram e os seus animais de estimação ficam abandonados”, contou Doni.

A Indonésia contabiliza mais de 3,7 milhões de casos confirmados e mais de 100 mil óbitos, e continua a lutar contra uma das piores epidemias de coronavírus na Ásia.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE