Indianos estão a voltar a usar barro para construir as suas casas em defesa do ambiente

Dhruvang & Priyanka

Na Índia, algumas casas estão a voltar a ser construídas com barro. O objetivo é o combate às alterações climáticas, já que a indústria do cimento é altamente poluente.

O cimento, amplamente utilizado na construção civil, é uma das principais causas do aquecimento global. Em nome do ambiente, a Índia está a voltar às origens, deixando de usá-lo nas suas casas e passando a usar barro. As alterações climáticas são um problema que preocupa os mais de 1,3 mil milhões de indianos num país muito afetado pela poluição atmosférica.

Ainda na última sexta-feira, o Governo de Nova Deli, capital da Índia, declarou o estado de “emergência de saúde pública” por causa dos altos níveis de poluição atmosférica.

O chefe do Executivo da cidade, Arvind Kejriwal, afirmou que a poluição se agrava todos os anos, durante o mês de novembro, por causa das queimadas realizadas nos estados de Punjab e de Haryana e também pelo fogo-de-artifício lançado na festa hindu do Diwali.

Vineet Agarwal Sharda, um dos líderes do Partido Popular Indiano (BJP), colocou esta terça-feira a hipótese de que o Paquistão e a China podem ser os culpados pelos altos níveis de poluição na capital indiana.

“Devemos considerar seriamente se o Paquistão lançou algum tipo de gás tóxico” para contaminar o ar de Nova Deli, disse Vineet Agarwal Sharda, citado pelo India Today, dando conta que os países vizinhos – Paquistão e China – “estavam com medo da Índia“, o que pode justificar a alegada libertação de agentes tóxicos.

Casas construídas à mão, com recurso a barro, era algo bastante comum na Índia durante séculos. Agora, esse costume está a voltar e tudo por uma causa maior: a proteção do ambiente.

De acordo com o OZY, se a indústria do cimento fosse um país, seria o terceiro maior emissor de dióxido de carbono do mundo, tendo libertado 2,8 mil milhões de toneladas de CO2 em 2016.

Para além destas casas serem amigas do ambiente, têm também um custo não superior às habitações construídas com cimento. Surpreendentemente, ou não, maior parte dos interessados são jovens adultos vindos da cidade, que procuram uma casa para fugir do stress das cidades durante o fim-de-semana.

A arquiteta Krithika Venkatesh, uma das impulsionadoras deste movimento, diz que a sua visita a uma fábrica de cimento foi decisiva para tomar uma decisão. “Vi cerca de 20 a 22 litros de água desperdiçados na produção de um saco de cimento enquanto as pessoas na minha terra estavam a lutar contra a seca”, explicou.

Num país assolado pelas secas, o simples ato de não usar cimento na construção das casas pode ser uma mais-valia para a sociedade. Contudo, os arquitetos que lutam por esta causa, compreendem que não será fácil mudar os hábitos da construção civil do país.

“Ainda precisamos de mais consciencialização. As pessoas têm uma ideia errada de que as casas de barro são impróprias e têm uma baixa resistência”, explica o arquiteto Dhruvang Hingmire.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O melhor contributo que eles poderiam dar à humanidade e ao planeta seria o controlo da natalidade, se bem que este também seja de louvar.

    • O melhor contributo que vc poderia dar à humanidade era matar-se não? Os ianques poluem mais 100 vezes que os indianos e os tugas 30 vezes mais, portanto vc está a mais, dê o exemplo e vá à frente.
      De futuro informe-se melhor antes de teclar.

      • E você com toda essa esperteza acha por bem que quanto mais miséria melhor, “deve viver nalguma tabanca sem água e sem luz para evitar poluir”. Para além de mal educado é ignorante, pois pelos vistos só vê como caminho para o controlo da natalidade, a morte.

  2. Nós e a generalidade dos europeus recebem uma ínfima informação daquele país, a não ser que aja qualquer problema com o vizinho Paquistão. Eles nunca deixaram de fazer habitações com método clássico. Mas também evoluíram para o cimento assim como para os bairros de chapa. É só ver os esgotos a céu aberto pelo centro da rua e um indiano a defecar ao mesmo tempo agarrado a um telemóvel de topo. País de contrastes que só deixará de poluir quando os políticos tirarem a maioria da população da miséria. Por cá não se pensa nas pessoas mas querem fazê-lo por decreto ou por outras maneiras mais lesa cidadão.

RESPONDER

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …