/

Índia pode atingir os 600 milhões de casos de covid-19 em fevereiro, dizem especialistas

Mais de 600 milhões de indianos, mais da metade da população do país, provavelmente serão infetados com o novo coronavírus até fevereiro de 2021, segundo um painel de especialistas que aconselha o Governo do país.

Segundo anunciou na terça-feira o Independent, esta estimativa, divulgada na terça-feira, surge no mesmo dia em que o primeiro-ministro, Narendra Modi, discursou à nação, apontando a baixa taxa de mortalidade do país como a evidência de que “a Índia está a sair-se melhor do que muitos outros países desenvolvidos” no combate à pandemia.

A Índia já registou mais de 7,5 milhões de casos de covid-19 e cerca de 115 mil mortes, ficando apenas atrás dos Estados Unidos (EUA), país com 8,06 milhões de casos e mais de 218 mil mortes.

De acordo com o último modelo matemático desenvolvido pelos especialistas, cerca de 30% dos 1,3 mil milhões de habitantes do país têm anticorpos, o que significa que foram infetados e já recuperaram. Esta projeção é baseada em dados oficiais, validados por funcionários de saúde do país.

“Em fevereiro de 2021”, o número de pessoas infetadas “poderá chegar a 50%”, disse ao Independent a professora Manindra Agrawal, membro do painel de especialistas.

Os especialistas receiam que a atual temporada de festivais possa levar a um aumento nos casos. Nas próximas semanas, decorrem no país algumas maiores celebrações religiosas na Índia, incluindo as comemorações hindus de Diwali e Navratri.

Sem criticar diretamente as reuniões religiosas, Narendra Modi advertiu: “Estamos a passar por um momento difícil. Um pouco de descuido pode dificultar a nossa luta contra o coronavírus”. “Percorremos um longo caminho na nossa luta contra a covid-19. Mas a luta não acabou. Este não é o momento para ser descuidado”, frisou.

Manindra Agrawal citou os países europeus, nos quais a negligência em seguir as recomendações resultou num aumento de casos.

“A parte preocupante é que, se voltarmos ao que vivemos em janeiro de 2020, o número de casos da covid-19 aumentará para 25 milhões num mês”, sublinhou. Um aumento tão rápido levaria o sistema de saúde a “desmoronar”, alertou.

A previsão dos especialistas não tem em consideração uma potencial vacina, que o ministro da Saúde, Harsh Vardhan, disse que poderia estar disponível no início de 2021. Contudo, para Manindra Agrawal, “até que esses detalhes sejam claros, não faz sentido olharmos para esses fatores”.

O ministério da Saúde indiano indicou que, dos 7,59 milhões de casos, cerca de 6,7 milhões já recuperaram, tendo o número de novas infeções diárias caído nas últimas semanas, após um pico de cerca de 90 mil em setembro. Na terça-feira, os novos casos caíram para menos de 50 mil pela primeira vez em três meses.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.