Incêndios na Austrália já fizeram três mortos e vários desaparecidos

Paulo Cunha / Lusa

Três pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas na sequência dos incêndios que estão a atingir a costa leste da Austrália, havendo ainda registo de vários desaparecidos e de mais de 150 casas destruídas.

Os ventos fortes que se fazem sentir na região estão a dificultar o combate aos mais de 70 incêndios que deflagraram em Nova Gales do Sul, o estado mais populoso da Austrália, e que estão a ser combatidos por mais de 1.500 bombeiros.

Uma das vítimas mortais é uma mulher que foi encontrada inconsciente e com queimaduras graves na sexta-feira perto de Glen Innes, e que morreu no hospital. Trata-se de uma mulher de 69 anos que se encontrava sozinha em casa na pequena localidade de Wytaliba, quando foi cercada pelas chamas.

“Fui a última pessoa a falar com ela. Estava em pânico total e disse-me que estava a arder, que estava tudo a arder à volta”, referiu à cadeia de televisão Nine Network, Chrystal Harwood, nora da vítima mortal.

Harwood referiu ainda que a sogra desligou antes de ter tempo para lhe dizer para abandonar a casa e que, apesar de várias tentativas, não voltou a conseguir falar com ela.

Os bombeiros encontraram já este sábado um outro corpo dentro de um carro, perto de Glen Innes (cerca de 550 quilómetros a norte de Sidney), vítima do mesmo incêndio. Trata-se de um homem cuja identificação não foi divulgada.

Na zona de Glen Innes, as autoridades adiantaram que há ainda sete pessoas desaparecidas, o que levou o comissário do Corpo de Bombeiros Rural Shane Fitzsimmons a alertar para a possibilidade de uma subida do número de mortos. O mesmo responsável indicou que os incêndios causaram já queimaduras em mais de 30 pessoas, incluindo bombeiros, e que uma delas acabou por ter uma paragem cardíaca.

Uma terceira vítima foi posteriormente encontrada dentro de um prédio localizado junto ao rio Jonhs, a norte de Taree, afetada por um outro incêndio.

Os vários incêndios que estão a varrer a Austrália destruíram já 150 casas, mas o número deverá aumentar nas próximas horas uma vez que há zonas afetadas a que equipas de avaliação não conseguiram ainda aceder.

Centenas de pessoas tiveram de ser retiradas para centros de evacuação e muitas passaram a noite em carros, sem que haja ainda indicação das autoridades para regressarem às suas casas, devido ao fumo e perigo de reacendimento.

Citado pela Associated Press, o primeiro-ministro australiano alertou as pessoas para esperarem más notícias nas zonas que estão a ser assoladas pelas chamas. “Os incêndios devastadores e terríveis que vimos em Nova Gales do Sul, mas também em Queensland foram particularmente arrepiantes”, precisou Scott Morrison, que quando falou não tinha ainda sido encontrada a terceira vítima mortal.

A época de incêndios na Austrália, que habitualmente atinge um ‘pico’ durante o verão, começou este ano mais cedo depois de um inverno particularmente quente e seco.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens …

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …