Incêndios na Austrália já fizeram três mortos e vários desaparecidos

Paulo Cunha / Lusa

Três pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas na sequência dos incêndios que estão a atingir a costa leste da Austrália, havendo ainda registo de vários desaparecidos e de mais de 150 casas destruídas.

Os ventos fortes que se fazem sentir na região estão a dificultar o combate aos mais de 70 incêndios que deflagraram em Nova Gales do Sul, o estado mais populoso da Austrália, e que estão a ser combatidos por mais de 1.500 bombeiros.

Uma das vítimas mortais é uma mulher que foi encontrada inconsciente e com queimaduras graves na sexta-feira perto de Glen Innes, e que morreu no hospital. Trata-se de uma mulher de 69 anos que se encontrava sozinha em casa na pequena localidade de Wytaliba, quando foi cercada pelas chamas.

“Fui a última pessoa a falar com ela. Estava em pânico total e disse-me que estava a arder, que estava tudo a arder à volta”, referiu à cadeia de televisão Nine Network, Chrystal Harwood, nora da vítima mortal.

Harwood referiu ainda que a sogra desligou antes de ter tempo para lhe dizer para abandonar a casa e que, apesar de várias tentativas, não voltou a conseguir falar com ela.

Os bombeiros encontraram já este sábado um outro corpo dentro de um carro, perto de Glen Innes (cerca de 550 quilómetros a norte de Sidney), vítima do mesmo incêndio. Trata-se de um homem cuja identificação não foi divulgada.

Na zona de Glen Innes, as autoridades adiantaram que há ainda sete pessoas desaparecidas, o que levou o comissário do Corpo de Bombeiros Rural Shane Fitzsimmons a alertar para a possibilidade de uma subida do número de mortos. O mesmo responsável indicou que os incêndios causaram já queimaduras em mais de 30 pessoas, incluindo bombeiros, e que uma delas acabou por ter uma paragem cardíaca.

Uma terceira vítima foi posteriormente encontrada dentro de um prédio localizado junto ao rio Jonhs, a norte de Taree, afetada por um outro incêndio.

Os vários incêndios que estão a varrer a Austrália destruíram já 150 casas, mas o número deverá aumentar nas próximas horas uma vez que há zonas afetadas a que equipas de avaliação não conseguiram ainda aceder.

Centenas de pessoas tiveram de ser retiradas para centros de evacuação e muitas passaram a noite em carros, sem que haja ainda indicação das autoridades para regressarem às suas casas, devido ao fumo e perigo de reacendimento.

Citado pela Associated Press, o primeiro-ministro australiano alertou as pessoas para esperarem más notícias nas zonas que estão a ser assoladas pelas chamas. “Os incêndios devastadores e terríveis que vimos em Nova Gales do Sul, mas também em Queensland foram particularmente arrepiantes”, precisou Scott Morrison, que quando falou não tinha ainda sido encontrada a terceira vítima mortal.

A época de incêndios na Austrália, que habitualmente atinge um ‘pico’ durante o verão, começou este ano mais cedo depois de um inverno particularmente quente e seco.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …