Incêndio de Notre-Dame. Ativistas acusam autoridades de silenciarem os valores dos níveis de chumbo

Em abril, quando o fogo na catedral de Notre-Dame foi extinguido, libertou partículas de chumbo nas ruas e edifícios das redondezas, mas as autoridades não alertaram a população. Agora, um grupo ambiental acusa as autoridades parisienses de ineficácia e falta de transparência.

A queixa avançada na sexta-feira pelo grupo Robin de Bois à Procuradoria de Paris alega que a cidade conscientemente colocou a população em perigo e, aponta também que esta não agiu rápido para reduzir as consequências da contaminação.

Segundo a Time, as autoridades de Paris e a diocese da catedral deixaram que as pessoas da cidade fossem expostas a altos níveis de concentração de chumbo sem os alertar. Depois do incêndio, as autoridades tranquilizaram a população e, informaram que não existia perigo na área circundante de Notre-Dame.

No documento do processo legal pode-se ler: “As autoridades competentes, incluindo a diocese… negligenciaram a assistência a residentes, visitantes e trabalhadores, permitindo que eles fossem expostos a irradiações tóxicas”.

A ação judicial acusa ainda as agências de saúde, autoridades do governo e a cidade de Paris de “deliberadamente colocar pessoas em perigo” por não tomar medidas imediatas, para limitar a exposição à contaminação.

Uma investigação a que o Mediapart teve acesso, revelou que as autoridades francesas não avançaram com testes de chumbo em creches e escolas perto da catedral, até passar um mês da tragédia.

De acordo com o Observador, após o fogo na catedral de Notre-Dame, foram registados níveis de concentração de chumbo entre 400 e 700 vezes maiores em Paris do que aquilo que é considerado seguro para a saúde humana.

Quando os testes foram realizados, encontraram níveis de de concentração de chumbo 10 vezes superior ao nível mais baixo considerado perigoso para a saúde humana. O jornal britânico The Guardian avança que agora várias escolas estão a ser “limpas a fundo” para remover a substância.

Na semana passada, a câmara da capital decidiu encerrar provisoriamente e “por precaução”, duas escolas perto da zona da catedral. Durante o período de férias escolares, estas funcionavam como centros de lazer para 180 crianças, refere o Jornal de Notícias.

Entretanto, o trabalho de limpeza na catedral foi interrompido no último fim de semana e, enviou trabalhadores para casa, após um oficial do governo reconhecer que as medidas de anti-contaminação não eram suficientes.

O envenenamento por chumbo, causada por ingestão excessiva da substância através do ar, comida ou bebida pode ser prejudicial em particular para as grávidas, levando a problemas de desenvolvimento em fetos, ou até mesmo abortos.

Mas também pode afetar crianças e adultos. Os sintomas incluem hipertensão, perda de memória e perda de audição. De acordo com os documentos a que o Mediapart teve acesso, uma criança parisiense já foi assistida no hospital por apresentar um nível demasiado alto de chumbo no sangue.

O Instituto Nacional de Pesquisa e Segurança (órgão governamental francês) afirma que a exposição prolongada a níveis tão altos de concentração de chumbo pode provocar neuropatias – quando os nervos deixam de funcionar corretamente-, encefalopatias – alterações que provocam infeções no encéfalo- e, pode ainda, causar cancro nos 30 anos seguintes à contaminação.

Também outros grupos ambientalistas censuraram a atitude tomada pelas autoridades e, alertaram para os potenciais riscos de saúde que deveriam ter sido levados em conta imediatamente, comparando o local da catedral a “lixo tóxico”.

DR, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …

"Um abandonar dos utentes". Centros de saúde atiram pacientes para farmácias e privados

Sem resposta nos centros de saúde, vários utentes vêm-se obrigados a recorrer ao setor privado e a farmácias. A Entidade Reguladora de Saúde já recebeu várias reclamações. Face à pandemia de covid-19, os centros de saúde …

Polícia treinou uma cadela para farejar provas eletrónicas

No Minnesota, Estados Unidos, a polícia treinou uma cadela para farejar dispositivos eletrónicos. Sota já ajudou a encontrar provas em dez crimes. A polícia estatal do Minnesota treinou uma cadela labrador britânica para farejar dispositivos eletrónicos, …

Trabalhistas lideram primeira sondagem desde que Boris chegou ao poder

O partido do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, situa-se hoje, pela primeira vez desde que chegou ao poder, atrás da oposição trabalhista nas intensões de voto, o que estará relacionado com a gestão da crise pandémica, …