IMT não fiscalizou estrada que ruiu em Borba. Responsabilidade passou para a Câmara em 2005

Stringer / EPA

O aluimento em Borba fez, pelo menos, duas vítimas mortais e três desaparecidos

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), entidade responsável pela fiscalização das estradas nacionais, não fiscalizou a estrada que esta segunda-feira ruiu em Borba, distrito de Évora, fazendo, pelo menos, dois mortos. 

Segundo apurou o jornal Público, a entidade reguladora não procedeu à fiscalização uma vez que o troço em causa da Estrada Nacional 255 foi desclassificado da rede rodoviária nacional, sendo agora uma estrada municipal. Por esse motivo, justificou o IMT ao diário, o troço está “fora da sua esfera de atribuições“.

“As atribuições do IMT em matéria de infra-estruturas rodoviárias restringem-se à esfera de atuação da administração central do Estado, abrangendo portanto a Rede Rodoviária Nacional (RRN) e outras estradas sob jurisdição da Infra-estruturas de Portugal (…) e não abrangem a rede rodoviária municipal”, explicou o instituto em declarações ao matutino.

Neste sentido, e a partir do momento em que a EN255 é desclassificada, a estrada passa para a alçada da Câmara Municipal de Borba, que ficou – desde 2005 – responsável pela sua gestão, fiscalização e conservação.

Por estar fora do seu campo de atuação, explica ainda o IMT também “não recebeu qualquer denúncia ou manifestação de preocupação acerca do perigo em que se encontraria tal troço”.

A IP, que várias vezes é chamada pelos municípios para fazer ações de inspeção em algumas rodovias, sobretudo para verificar o estado de alguma obras, incluindo pontes e viadutos, nunca foi chamada para Borba, nota o Público.

O troço da EN255 foi desclassificado da rede rodoviária nacional em 2005, altura em que o próprio IMT não existia com a atual configuração. A partir desse ano, passou a ser a variante que então foi construída na zona a passar para a responsabilidade da IP, enquanto o município ficou com e estrada antiga, conhecida como “a estrada das pedreiras”.

O aluimento de terras neste troço de Borba fez, pelo menos, duas vítimas mortais e três desaparecidos, podendo, por isso, o número de mortos aumentar.

As operações de resgate continuam e podem levar dias até estarem finalizadas. Às 12h15 desta quinta-feira-feira, e de acordo com a Proteção Civil, o teatro de operações contava com 91 operacionais e 40 veículos das autoridades.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Os mortos e os seus familiares querem lá saber quem é o responsável, para os portugueses são os politicos que são os responsáveis. É só asneiras, inercia, irresponsabilidade umas atrás das outras e NINGUEM É RESPONSABILIZADO, quando digo ninguém não é o Estado Portugues mas sim os politicos de meia tijela que estão á frente do país e das instituições. Querem descentralizar quando nos pontos que estão descentralizados é aquilo que se vê. Enquanto os politicos/governantes não forem CONDENADOS por estes CRIMES NADA vai MUDAR.

  2. É triste o que acontecem Borba, foi a uma segunda feira, se fosse no Domingo dia anterior, seriam dezena de mortes, foi oque aconteceu em entre os Rios.Não esquecer que todos os dias passavam autocarros co crianças.Toda a Camara de Borba, devia de ser demitida, não esquecer de que a Camara de Vila Viçosa, também tem culpas no cartório, porque muitos moradores, utilizavam a Estrada para Elvas e Estremoz.Incompetentes, desleixados e corruptos, são os nomes a atribuir a estes Autarcas da Treta.Tenham vergonha demitam-se e deviam ser julgados em tribunal.

  3. podiam ter convidado o meu neto para ajudar nas investigações, este viu na televisão e descobriu logo que a estrada tinha caído porque ninguém é responsável por nada neste país? se fosse para aplicar coimas para o pessoal pagar seria bonito, todas as autoridades estariam a fiscalizar aquela e outras estradas ?
    a população que passava todos os dias por ali, nunca recebeu qualquer informação do perigo que corriam, agora todo o mundo ficou a saber que afinal havia muitos técnicos a opinar sobre o estado da estrada, claro isto é Portugal, onde até viver é perigoso e no caso de morrer também podemos dizer que este era o nosso destino?

  4. Nesta e outras Estradas/Caminhos com sinalização deficiente, buracos até dizer chega, como é normal neste País. devia faltar o Certificado Energético. ???
    Os automóveis tem vistoria anualmente.
    Os alvarás são renovados periodicamente.
    As vistorias são feitas por novas tecnologias via satélite ou Drones, e raramente feitas fisicamente, a não ser estar a espera de algum suborno.

  5. Aqueles que entraram na Academia de Alcochete para dar uns socos nos jogadores estão actualmente e bem atrás das grades, aqueles que por total desinteresse público e irresponsabilidade total ignoram o perigo de uma estrada durante anos sobre uma armadilha aos olhos de todos e que provocou a morte a pelo menos cinco pessoas que poderiam ser muito mais, estão em liberdade, afinal o que é necessário para se considerar crime? De facto a vida de uma pessoa vale muito pouco!.

RESPONDER

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …

Brexit: Hoje era o Dia D (mas afinal, fica tudo na mesma)

Devia ter sido o dia decisivo para o Brexit no Parlamento do Reino Unido, mas o processo foi mais uma vez adiado.  Foi aprovada uma emenda que obriga o primeiro-ministro Boris Johnson a pedir um novo …

"Mais Siza e menos Centeno". Emprego e salários são as chaves do novo Governo de Costa

O novo Executivo para a próxima legislatura, que António Costa apresentou esta terça-feira ao Presidente da República, tem como chaves de governação o emprego e os salários, escreve este sábado o Expresso. De acordo com …

FBI já apurou a causa da morte de três turistas na República Dominicana

Testes toxicológicos apresentados esta semana pelo FBI determinaram que a morte de três turistas norte-americanos na República Dominicana se deveu a causas naturais, avança o jornal New York Times. De acordo com o diário, no caso …