Ilhas Faroé fecham para manutenção. Turistas só podem entrar se “vierem ajudar”

As Ilhas Faroé, território autónomo sob a coroa dinamarquesa, isolado no Atlântico Norte entre a Islândia e a Noruega, vão estar fechadas para “manutenção” 26 e 27 de abril.

Na ilha vivem 50 mil habitantes e 80 mil caprinos. Por ano, visitam 100 mil turistas mas, no fim-de-semana de 26 e 27 de abril de 2019, só entram os que “vierem ajudar” nas limpezas e os que se queiram juntar às equipas de manutenção, pelo menos com apoio das autoridades. O número máximo: 100.

“Todos os grandes pontos turísticos da ilha estarão fechados aos turistas regulares mas abertos a todos que queiram ajudar a mantê-los“, lê-se no comunicado das autoridades do arquipélago. No site do Turismo das Faroé lança-se o apelo: “ajude-nos a manter a beleza.”

“Só aqueles que estiverem preparados para trabalhar com os habitantes neste fim-de-semana de manutenção é que poderão visitar-nos”, garantem.

Para agradecer aos que se aventurarem a colaborar nas limpezas destas ilhas oferece-se a uma centena de “ajudantes”, em jeito de agradecimento, “alojamento e alimentação para o período da manutenção”, isto é, para os dois dias e três noites.

A agenda de trabalhos para o fim-de-semana inclui ajudar a criar percursos pedestres “em zonas bem assinaladas”, construir plataformas de miradouros que ajudem a “preservar a Natureza e os santuários de aves” ou, entre outras atividades, na instalação de sinalética.

Este é “um dos lugares mais intocados e menos poluídos da Terra e estamos apostados em que as nossas ilhas verdes assim permaneçam”, garante-se no texto do Turismo local, citado pelo Público.

Quem quiser candidatar-se, só tem de inscrever-se no site oficial do Turismo das Faroé. As ilhas oferecem tudo, exceto os voos, que fica por conta dos “turistas-ajudantes”.

O Turismo das Faroé sublinhou que, “atualmente, não tem nenhum problema com turistas em excesso”, tendo em conta a sua média de 2.000 mil semanais – embora o contingente suba uns 10% cada ano. Contudo, o “frágil ambiente natural numa mão-cheia de pontos turísticos populares já se ressente dos efeitos do aumento de número de visitantes”. Por isso, “há áreas que precisam de uma mãozinha“.

A nação “recebe os visitantes de braços abertos” mas “também quer assegurar-se de que o turismo em excesso não se tornará um problema”. “A sustentabilidade é o nosso objetivo”, resumem.

Esperam ainda que a campanha de limpeza tenha um impacto internacional. “Esperamos que o nosso projeto inspire outros países a fazer o mesmo“, indicam.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Exposição de Joana Vasconcelos em Bilbau foi a 13.ª mais vista no mundo em 2018

A mostra de Joana Vasconcelos, atualmente patente no Museu de Serralves, foi vista em Bilbao por cerca de 649 mil pessoas - uma média de 5.600 por dia. A exposição I'm Your Mirror, de Joana Vasconcelos, …

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …

"Um erro desculpável". Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa …