Ilha italiana torna-se “covid-free” e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de Capri, em Itália, que se considera segura para viajantes por já ter grande parte da população vacinada.

Em Itália, onde o turismo representa cerca de 13% do PIB, de acordo com dados do governo, uma ilha mostra estar muito à frente no que diz respeito ao combate à covid-19, tornando-se assim perto de ser “covid-free”.

Capri, que se localiza no Golfo de Nápoles, é conhecida por ser visitada por turistas com grande poder económico, por isso passar férias neste pequeno paraíso pode não ser para qualquer bolso.

Contudo, este ano o objetivo é chamar o maior número de visitantes possível e, para isso, as autoridades políticas têm feito um esforço para vacinar a maior parte da população.

No fim de semana passado, o governador da região da Campânia, Vincenzo De Luca, anunciou que o programa de vacinação estava quase concluído, o que poderá tornar a ilha “covid-free”.

“Estamos a preparar-nos para receber milhões de turistas e impedir que estes vão para Espanha ou para a Grécia”, referiu De Luca num discurso.

Por sua vez, o governador de Capri, Marino Lembo, disse à CNN que dos 15 mil habitantes, 80% já receberam a primeira dose da vacina.

Outro dos objetivos de vacinação é que, até ao final desta semana, todos os trabalhadores do setor de turismo que vivem fora da ilha, mas que viajam regularmente para lá, também sejam vacinados.

“É uma mensagem muito forte que enviamos para todo o mundo – todos podem vir aqui com total segurança”, assegurou Lembo.

Em 2020, o setor turístico de Capri teve uma queda de 70% na faturação graças à pandemia, escreve a CNN. Este é um número avassalador para um destino que depende sobretudo do turismo para sobreviver.

Contudo, este ano as autoridades acreditam que a ilha tem muito a oferecer, sem nunca esquecer o distanciamento social.

“Além dos lugares mais conhecidos e da famosa piazzetta onde todos se encontram, Capri oferece trilhas naturais fantásticas adequadas à pandemia”, revela Ludovica Di Meglio, chefe do departamento de turismo daquela ilha.

Mas Capri não é a única ilha a intensificar a sua campanha de vacinação antes do verão. A sua vizinha no Golfo de Nápoles, Procida – que será a Capital Italiana da Cultura em 2022 – já completou todas as vacinações vários dias antes de Capri.

Itália tem aproximadamente 30 pequenas ilhas que passam de relativamente desabitadas a pontos turísticos todos os verões.

A maioria tem cuidados de saúde limitados e o governo italiano autorizou planos de vacinação em massa, situação que causou alguma indignação a outros destinos turísticos, como é o caso de Veneza, Florença e Cinque Terre que não têm prioridade na vacinação.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …

Cantor R. Kelly declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual

O cantor norte-americano R. Kelly foi esta segunda-feira declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual, após um julgamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), que decorreu durante seis semanas, no qual …

"A FIFA engloba 211 países e 133 nunca estiveram num Mundial"

Arsène Wenger apresenta argumentos para defender a realização de um campeonato do mundo de dois em dois anos. O novo calendário FIFA continua a originar reacções e entrevistas. Arsène Wenger falou sobre as propostas - a …

Responsáveis do Lar do Comércio acusados por 67 crimes de maus tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e a uma diretora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos. Num processo em que …

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …