Mão humana no apagão de 10 mil milhões para offshores “é improvável”

Tiago C Lima / FLickr

Edifício do Ministério das Finanças em Lisboa

A auditoria da Inspeção-Geral de Finanças (IGF) concluiu ser “extremamente improvável” que a falha informática que permitiu a saída de dez mil milhões de euros para offshore sem a análise do fisco tenha sido causada por mão humana.

Segundo o relatório da IGF, que o Ministério das Finanças enviou esta terça-feita à noite à comunicação social, os peritos do Instituto Superior Técnico (IST), que apoiaram as investigações, “consideraram que é extremamente improvável que a alteração do comportamento da aplicação a partir de 2013 tenha resultado de uma intervenção humana deliberada”.

Outra das conclusões da auditoria é que os ‘logs’, ou seja, os históricos dos dados (que normalmente são guardados automaticamente), “terão sido sucessivamente ignorados e foram apagados” e que isso “torna impossível”, segundo o IST, “um esclarecimento definitivo” para a alteração de comportamento do software verificada a partir de 2013.

“Não obstante, os elementos recolhidos apontam no sentido de as falhas terem sido provocadas por uma alteração da parametrização“, lê-se num despacho do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, a pedir que a Autoridade Tributária (AT) apure responsabilidades dos serviços e/ou das empresas informáticas contratadas e a remeter a informação ao Ministério Público.

Dessa forma, Rocha Andrade observa que “não foi confirmado se e quem poderá ter alterado aquela parametrização por dolo ou negligência, não foi encontrada explicação para a singularidade estatística de este erro afetar especialmente algumas instituições e manifestar-se de forma diversa ao longo de vários períodos temporais”.

Assim, o secretário de Estado deixa várias perguntas à AT que “permanecem por esclarecer”: perceber se a eliminação dos ‘logs’ é recorrente ou se podem ser recuperados com análise forense, entre outras.

Esta era uma das hipóteses apresentadas para o apagão informático que permitiu que quase dez mil milhões de euros fossem transferidos para ‘offshore’ sem o tratamento pela AT entre 2011 e 2014, embora os bancos tenham enviado essa informação ao Fisco, conforme está previsto na lei.

Entre 2011 e 2015, enquanto Paulo Núncio era secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, não foram publicadas as estatísticas da AT com os valores das transferências para offshore, uma publicação que passou a ser feita em 2010, por despacho do então secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Sérgio Vasques (último governo de José Sócrates).

As estatísticas só voltaram a ser publicadas no Portal das Finanças por decisão do atual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, sendo que o Ministério das Finanças detetou que houve 20 declarações de operações transfronteiras (os modelos 38, enviadas pelos bancos ao Fisco) que “não foram objeto de qualquer tratamento pela Autoridade Tributária”.

Dadas as discrepâncias, Rocha Andrade solicitou uma auditoria à IGF que tinha conclusão prevista para o mês de março.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Portanto não foi causada por mão humana, mas pode ter sido por alteração de parametrização… esta alteração foi automática?! O relatório acrescenta que essa parametrização pode ter sido alterada por dolo ou negligência ? (ou seja por humanos, lembrarem-se de alterar assim sem mais nem menos)…

    Daqui a pouco dizem que as variáveis em vez de serem INT32 deviam ser INT64, e que foi o programador que deixou um bug… ( nunca foi detectado antes, em vários anos, nem por testers etc, nem existem alertas periodicos… mas sabem que são 10 mil milhões, logo a variavel suportou )…

  2. Como é possível um mesmo documento concluir que “[os logs] terão sido sucessivamente ignorados e foram apagados” e que “é extremamente improvável que a alteração do comportamento da aplicação a partir de 2013 tenha resultado de uma intervenção humana deliberada”? Somos todos parvos?

  3. back up s ? os bancos nao tem ? nao trabalham em redundancia ? algo esta mal contado ,na tv falavam de 300 milhoes ? e recuperaçao de dados apagados! tambem nunca ouviram falar ? a custa deste tipo de coisas, nao temos dinheiro, temos crianças que vao para a escola com fome,reformados sem medicamentos etc etc etc

Responder a JR Cancelar resposta

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …