“Ice Boy” reacende debate sobre pobreza na China

Wang, apelidado de Ice Boy, percorreu quase cinco quilómetros para ir para a escola com temperaturas de nove graus negativos. Esta situação despoletou um debate sobre a pobreza na China rural.

Um aluno chinês, de oito anos, reacendeu a discussão online sobre a pobreza infantil depois de ter sido apelidado de Ice Boy, rapaz de gelo em português. O menino terá percorrido quase cinco quilómetros quando o termómetro marcava 9 graus negativos.

De acordo com a BBC, as fotografias do menino que chegou congelado à escola, na segunda-feira, tornaram-se virais. Numa das fotografias, é possível ver as mãos de Wang sujas e inchadas do frio. Noutra, o rapaz está com as bochechas inchadas e vermelhas, vestido com um casaco fino.

Quem tirou as fotografias a Wang foi o professor, tendo enviado para o diretor da escola e a outros colegas. As fotografias chegaram rapidamente às redes sociais e aos media nacionais, até se tornarem virais com a hashtag #IceBoy.

De acordo com o Público, que cita a agência estatal China News Service, o menino andou 4,5 quilómetros para chegar à escola em Ludian, na província de Yunnan – um percurso que demora cerca de uma hora a ser feito. Muitos dizem que não está a ser feito o suficiente para ajudar as crianças mais carenciadas dos meios mais rurais da China.

“Esta criança sabe que a educação pode mudar o seu destino“, lê-se num comentário. Numa das fotografias, o pequeno Wang está com as mãos por cima de um teste, no qual conseguiu um resultado de 99%.

O menino vive com a avó e com a irmã, numa casa “feita de argila e tijolos”. Segundo jornalistas do site Pear Video, esta é “uma criança deixada para trás, uma das dezenas de milhões de crianças que não veem os pais que se terão mudado para diferentes cidades em busca de meios para as sustentar”.

Segundo o jornal, a história do Ice Boy tem gerado uma onda de protestos para que mais seja feito para ajudar estas “crianças deixadas para trás”. Há empresas, inclusivamente, que começaram a fazer doações depois de terem conhecido a história de Wang.

O debate em torno da situação de Wang surge dias depois de uma fotografia de uma criança de raça negra a ver fogo de artifício, durante as celebrações de Ano Novo na praia de Copacabana, no Brasil, ter causado discussões sobre os preconceitos raciais no país.

//

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “o pequeno Wang está com as mãos por cima de um teste, no qual conseguiu um resultado de 99%.” Rasurado como está duvido muito dos 99%, mas fica sempre bem na foto 😉

RESPONDER

Isabel dos Santos não vai ser detida se for a Angola, garante PGR

O procurador-geral da República de Angola afirmou, esta sexta-feira, que a justiça quer esgotar todos os procedimentos para notificar a empresária angolana antes de pedir um mandado internacional de captura. "Primeiro vamos esgotar a possibilidade de …

Assange deixa ala médica da prisão e passa para área com outros reclusos

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi transferido da ala médica da prisão de Belmarsh, no sudeste de Londres, onde estava isolado, para uma área da prisão com outros presos, anunciou hoje um membro do …

"Saudações da Tailândia." Depois de fugir da prisão, Sekkaki enviou um postal aos diretores

Depois de fugir da prisão, Oualid Sekkaki provocou os responsáveis do estabelecimento prisional e enviou-lhes um postal. Em dezembro do ano passado, Oualid Sekkaki e outros quatro indivíduos fugiram do estabelecimento prisional de Turnhout, na Bélgica. …

Irlanda. Tribunal decide extraditar motorista acusado da morte de 39 migrantes vietnamitas

O tribunal de Dublin sentenciou, esta sexta-feira, que o motorista acusado da morte de 39 imigrantes vietnamitas - encontrados em outubro num contentor refrigerado, perto de Londres - pode ser extraditado para o Reino Unido, …

Atriz norte-americana confronta em tribunal Weinstein com acusação de violação

A atriz americana Annabella Sciorra, conhecida por ter participado na série "Os Sopranos", confrontou na quinta-feira o produtor Harvey Weinstein em tribunal, acusando-o de a ter violado, em meados dos anos 1990. Segundo avançou o Expresso, …

Mulher agride médica na Urgência do Hospital de Águeda

Uma médica foi agredida, esta quinta-feira, na Urgência do Hospital de Águeda, por uma mulher que acompanhava o filho a uma consulta. De acordo com o Jornal de Notícias, a médica, de 33 anos, que estava …

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …