“Ice Boy” reacende debate sobre pobreza na China

Wang, apelidado de Ice Boy, percorreu quase cinco quilómetros para ir para a escola com temperaturas de nove graus negativos. Esta situação despoletou um debate sobre a pobreza na China rural.

Um aluno chinês, de oito anos, reacendeu a discussão online sobre a pobreza infantil depois de ter sido apelidado de Ice Boy, rapaz de gelo em português. O menino terá percorrido quase cinco quilómetros quando o termómetro marcava 9 graus negativos.

De acordo com a BBC, as fotografias do menino que chegou congelado à escola, na segunda-feira, tornaram-se virais. Numa das fotografias, é possível ver as mãos de Wang sujas e inchadas do frio. Noutra, o rapaz está com as bochechas inchadas e vermelhas, vestido com um casaco fino.

Quem tirou as fotografias a Wang foi o professor, tendo enviado para o diretor da escola e a outros colegas. As fotografias chegaram rapidamente às redes sociais e aos media nacionais, até se tornarem virais com a hashtag #IceBoy.

De acordo com o Público, que cita a agência estatal China News Service, o menino andou 4,5 quilómetros para chegar à escola em Ludian, na província de Yunnan – um percurso que demora cerca de uma hora a ser feito. Muitos dizem que não está a ser feito o suficiente para ajudar as crianças mais carenciadas dos meios mais rurais da China.

“Esta criança sabe que a educação pode mudar o seu destino“, lê-se num comentário. Numa das fotografias, o pequeno Wang está com as mãos por cima de um teste, no qual conseguiu um resultado de 99%.

O menino vive com a avó e com a irmã, numa casa “feita de argila e tijolos”. Segundo jornalistas do site Pear Video, esta é “uma criança deixada para trás, uma das dezenas de milhões de crianças que não veem os pais que se terão mudado para diferentes cidades em busca de meios para as sustentar”.

Segundo o jornal, a história do Ice Boy tem gerado uma onda de protestos para que mais seja feito para ajudar estas “crianças deixadas para trás”. Há empresas, inclusivamente, que começaram a fazer doações depois de terem conhecido a história de Wang.

O debate em torno da situação de Wang surge dias depois de uma fotografia de uma criança de raça negra a ver fogo de artifício, durante as celebrações de Ano Novo na praia de Copacabana, no Brasil, ter causado discussões sobre os preconceitos raciais no país.

//

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “o pequeno Wang está com as mãos por cima de um teste, no qual conseguiu um resultado de 99%.” Rasurado como está duvido muito dos 99%, mas fica sempre bem na foto 😉

Responder a Eu Cancelar resposta

Cientistas descobriram o ponto fraco dos tardígrados

Os tardígrados, também chamados ursos de água, são conhecidos pela sua resistência. Mas um novo estudo revela agora que estes pequenos organismos também têm um ponto fraco: exposição de longo prazo a altas temperaturas. Em 2018, …

Detetadas "partículas fantasmagóricas" que o Modelo Padrão não pode explicar

O observatório IceCube, localizado no Pólo Sul, revelou que a Antena Antena Antártida de Impulso Transitivo (ANITA) detetou alguns "sinais muito estranhos" que "não pode ser explicados" pelo Modelo Padrão da Física. O projeto ANITA, …

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …

"Messiah", da Netflix, reacende controvérsia sobre os limites da liberdade de expressão

A série Messiah, disponível na plataforma de streaming Netflix, acende a controvérsia em torno dos limites da liberdade de expressão e da criatividade no mundo das artes e do entretenimento. Messiah, uma série produzida por Michael …

Quadro encontrado por jardineiro era mesmo a obra desaparecida de Klimt

Em 1997, Retrato de uma Senhora desapareceu da Galeria de Arte Moderna Ricci Oddi, em Piacenza. Em dezembro, o quadro foi descoberto. Estava escondido numa parede da instituição. O quadro encontrado em dezembro, escondido na reentrância …